Sobre Psicóloga Thaiana

CRP 106524/06. A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.
Como não alimentar pensamentos negativos

Você sabia que a qualidade dos seus pensamentos interfere em muitas áreas da sua vida, além de afetar diretamente a sua saúde?

Alguns indivíduos desacreditam no poder contido nos pensamentos. Embora algumas crenças e expressões populares, como “você atrai o que você pensa”, não tenham nenhum embasamento científico, elas possuem um fundo de verdade.

Se você nutre pensamentos positivos, tem disposição, alegria e propósito para correr atrás dos seus objetivos. As suas probabilidades de vencer na vida são muito maiores assim, concorda? Já quando você pensa negativamente, se autossabota e não tem vontade de fazer nada, reduzindo as suas chances de conseguir o que quer.

Continue lendo
7 dicas de levar a inovação para o trabalho

Ser capaz de inovar no mercado de trabalho atual é uma competência valiosa. O profissional que consegue ter uma visão abrangente da sua profissão e ambiente de trabalho, bem como das necessidades dos consumidores, é bem-visto tanto na empresa quanto em seu campo de atuação.

As pessoas estão sempre em busca de novidades. Elas anseiam consumir produtos diferentes e usufruir de serviços que facilitem as suas vidas. Embora algumas tradições sejam preservadas por anos e até séculos, a maioria eventualmente causa tédio nos consumidores. Por isso, as empresas precisam inovar.

Continue lendo
8 formas de cuidar da saúde mental das crianças

Crianças possuem necessidades emocionais e psicológicas diferentes das dos adultos. Para que elas cresçam com saúde e saibam gerir as suas emoções perante situações negativas, as crianças precisam de uma base familiar e educacional sólida.

Como cuidar da saúde da mente das crianças de hoje? A infância da atualidade é certamente muito diferente da infância de outrora. Redes sociais, aumento da tecnologia, acesso à educação, violência, dinâmicas familiares distintas, mudanças climáticas… Todos esses elementos têm impacto na psique dos pequenos, mesmo que isso não seja visível.

Continue lendo
Como perder a vergonha com 5 dicas

É difícil conversar sobre a vergonha. Esta emoção também pode ser a mais difícil de reconhecer em nós mesmos, além de despertar muita dor. Normalmente, a vergonha está associada a questões que gostaríamos de deixar adormecidas.

Ela costuma ser facilmente confundida com o constrangimento ou a culpa. O primeiro aparece quando fazemos algo fora da nossa zona de conforto e não queremos que outras pessoas debochem de nós. Ele tende a ser passageiro, uma reação do momento.

Continue lendo

Vídeo sobre Como está a comunicação no seu relacionamento?

Comparações: quando elas deixam de ser saudáveis e produtivas

Você tem mania de fazer comparações? Saiba que elas não são muito saudáveis ou produtivas. Na verdade, não há problema quando você sabe os tipos de comparações que podem ajudá-lo a conquistar metas e trabalhar a sua autoestima.

Entretanto, são poucos os indivíduos que sabem fazer essa distinção ou dosar a quantidade de comparações feitas no dia a dia. Eles exageram e acabam enaltecendo a vida alheia, colocando outras pessoas (às vezes, nem sequer conhecidas) em um pedestal inalcançável.

Continue lendo
Gaslighting: 12 sinais de alerta para ficar atento

Gaslighting é um termo que se popularizou no Brasil nos últimos anos. Você sabe o que ele significa? Sabe reconhecer os seus sinais de alerta?

Este post é dedicado para esclarecer sinais dessa forma de manipulação, pois ela é muito prejudicial para a saúde mental.

O que é gaslighting?

Gaslighting, ou manipulação psicológica, é um tipo de violência psicológica e emocional que costumeiramente ocorre nos relacionamentos afetivos, mas pode acontecer em outras relações – familiar, profissional e de amizade.

Continue lendo
Como lidar com os gatilhos emocionais?

Gatilhos emocionais são basicamente tudo que desperta uma forte reação negativa em uma pessoa. A habituação e a convivência com eles tornam a vida mais complicada. Para viver bem consigo mesmo e com os outros, segundo psicólogos, é necessário trabalhar para superá-los.

Uma vez que você identifica os seus gatilhos, consegue gerenciá-los de modo que não lhe causem mais dor emocional e/ou psicológica.

Continue lendo
Como se tornar uma pessoa otimista

Ser otimista nem sempre é fácil. Algumas pessoas têm tendência natural para enxergar a vida com melancolia enquanto outras não compreendem o verdadeiro significado do otimismo. Acreditam se tratar de uma felicidade perene, mas não é bem assim.

Otimismo é uma disposição natural para enxergar as situações pelo lado positivo, almejando um desfecho favorável. Mesmo em momentos difíceis, a pessoa otimista encontra forças para esperar pelo melhor. No entanto, ela não é ingênua.

Continue lendo
Aprenda a rir de si mesmo

Ter um bom senso de humor torna a vida bem mais fácil, sabia? Os momentos difíceis se transformam em momentos agradáveis quando aprendemos a buscar alegria ao nosso redor. Rir de si mesmo, contudo, é diferente de rir de eventualidades da vida ou de coisas engraçadas.

É, de fato, uma habilidade que não é facilmente dominada por todos.

Segundo Psicólogos, rir de si mesmo é uma característica de pessoas otimistas e humildes, que não temem admitir os seus erros. Não há nenhuma correlação com a qualidade do senso de humor.

Continue lendo
Como a terapia pode ajudar vítimas de bullying na escola

No passado, provocações e brincadeiras um tanto maldosas entre crianças e adolescentes eram vistas como comuns. As consequências emocionais delas eram tratadas com descaso, pois, como muitos pais e educadores costumavam acreditar, “construíam o caráter”.

Hoje, no entanto, elas são interpretadas de outra maneira. Temos mais informações sobre os impactos emocionais e psicológicos do bullying no período escolar. Psicólogos sabem que adultos podem ter condutas e hábitos inapropriados em razão dos acontecimentos desagradáveis na escola. Essas situações ficam marcadas na memória, mesmo muitos anos depois.

Continue lendo
Como lidar com pessoas arrogantes no trabalho

Quando encontramos pessoas arrogantes no trabalho, a convivência diária se torna um exercício de compreensão e inteligência emocional. Precisamos ter calma e pensar em maneiras de lidar com elas sem afetar o nosso desempenho profissional.

O confronto direto não é uma opção, pois gera ainda mais desconforto e cria inimizade com pessoas que podem prejudicá-lo no futuro. Segundo psicólogos, um ponto importante é reconhecer os seus limites quando se trata do convívio com pessoas arrogantes, egocêntricas, estressadas ou difíceis. Até onde você consegue suportá-las?

Continue lendo
Como ser mais uma pessoa mais compreensiva

Você já parou para pensar na importância de ser uma pessoa compreensiva? Essa é uma qualidade benéfica tanto para as pessoas que o rodeiam quanto para você mesmo. Afinal, todos nós queremos ser compreendidos e levados a sério.

Conflitos acontecem com mais frequência quando não há compreensão entre indivíduos que convivem ou coabitam no mesmo ambiente.

Continue lendo
Você se dá bem com a rotina?

Ter uma rotina é muito importante, mas será que para todo mundo? Enquanto algumas pessoas funcionam muito bem com uma rotina, outras não gostam da ideia de se prender a um padrão de atividades ou afazeres diários.

Personalidades célebres do mundo dos negócios, dos esportes, de ciência e da arte são admiradas por seguirem regras estritas de rotina todos os dias. Entretanto, será que essa forma de organização serve para todas as personalidades? Há como driblar a mesmice da rotina e torná-la mais proveitosa?

Continue lendo
10 dicas de saúde mental para mulheres

Homens e mulheres vivem experiências diferentes, por isso, faz sentido que suas preocupações e necessidades sejam distintas. Devido às vivências das mulheres em nossa sociedade e os problemas que enfrentam, elas precisam de cuidados diferentes para não sucumbirem ao estresse.

As mulheres ainda enfrentam diversos obstáculos no meio profissional e nos relacionamentos afetivos. Por vezes, são incompreendidas por se dividirem entre a vida familiar e a profissional, sofrerem sintomas de Tensão Pré-Menstrual (TPM) e não recebem as mesmas oportunidades profissionais.

Continue lendo

Você sabia que é possível medir a intensidade dos sintomas da depressão, da ansiedade e do estresse?

Para algumas pessoas, é difícil explicar alguns tipos de sensações. São pessoas que não conseguem definir se o que estão sentindo é uma ansiedade, uma tristeza, raiva, estresse ou mesmo sintomas de depressão. Por isso, questionários e testes psicológicos são excelentes ferramentas para ter uma compreensão mais aprofundada do que pode estar havendo com as emoções e, assim, saber se é necessário o apoio de um psicólogo ou médico psiquiatra.

Mas, é fundamental avaliar a seriedade desses testes para que não haja conflito de informações. Os testes aplicados por psicólogos são aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e devidamente regulamentados.

Faça o teste agora!

Continue lendo
8 sinais que você é secretamente inseguro

A insegurança se manifesta de diversas formas.

Algumas pessoas adotam uma postura arrogante na tentativa de esconder as suas inseguranças. Menosprezam os outros para se sentirem melhores consigo mesmas. Já outras não conseguem se expressar abertamente e permanecem quietas em seu canto, somente observando.

A falta de segurança também é identificada na baixa autoestima. Uma pessoa que tem tudo para ser uma ótima profissional, cônjuge e amiga por vezes não consegue enxergar os seus atributos devido à insegurança. Mesmo que receba elogios sobre o seu jeito de ser, ela não se permite aceitá-los.

Continue lendo
Como o hábito de reclamar afeta a sua saúde mental

O hábito de reclamar não é muito saudável para a saúde da mente e a do corpo. Além disso, pessoas “reclamonas” afastam amigos e familiares e perdem oportunidades de formar novos vínculos afetivos em razão de sua negatividade.

Todavia, o ato de reclamar é mais complexo do que se imagina. Ele é motivado por diversos fatores, não somente pelo desejo de autoexpressão.

Continue lendo
As crianças estão mais ansiosas?

Algumas crianças da atualidade têm demonstrado um grau elevado de ansiedade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil possui cerca de oito milhões de crianças e adolescentes ansiosos. Mas o que pode estar causando tanta ansiedade em indivíduos de uma faixa etária cuja principal característica é a ausência de preocupações?

Continue lendo
Como lidar com imprevistos no trabalho sem estresse

Imprevistos acontecem o tempo todo. Por mais preparado que você esteja para enfrentar o dia ou uma situação em particular, acontecimentos inesperados podem mudar os seus planos. Quando as coisas saem do controle em suas vidas pessoais, as pessoas já ficam desesperadas. Imagine, então, quando o mesmo acontece no trabalho.

Muitos eventos repentinos podem acontecer no ambiente profissional, portanto, é preciso ser resiliente para não deixar o estresse tomar conta.

Continue lendo