Todos os psicólogos atendem a todas as demandas?

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Todos os psicólogos atendem a todas as demandas?

Dentre tantas técnicas, abordagens e opções de consultórios e clínicas, como saber qual psicólogo é ideal para o meu caso? Uma dúvida bastante comum quando alguém decide procurar um profissional é se todos os psicólogos são capazes de atender a todas as demandas. No texto de hoje, você vai conhecer algumas das principais dicas para tentar acertar na escolha de um psicólogo. Vamos a elas?

Algumas dicas para escolher o psicólogo ideal para você:

  • Indicação: alguém que passou por um tratamento psicológico pode lhe dar referências do profissional que o atendeu, contar como foi a terapia e se alcançou o resultado desejado. Outras fontes válidas também podem ser encontradas em blogs e sites que falem a respeito de psicologia, nos quais você pode encontrar artigos e pesquisas de algum profissional que talvez você se identifique.
  • Currículo: procure conhecer um pouco mais sobre o profissional em questão. Que faculdade frequentou? Que linha da psicologia ele segue? Quais técnicas utiliza? Isso tudo pode lhe mostrar se o profissional estará de acordo com a sua necessidade.
  • Afinidade: esse quesito é primordial para o tratamento terapêutico funcionar. É necessário que haja empatia e confiança entre paciente e psicólogo. O paciente precisa se sentir totalmente à vontade para expressar os seus pensamentos, sentimentos, emoções e comportamentos, pois a terapia só será efetiva se o psicólogo puder acessar todas as áreas da vida do paciente em busca do melhor resultado para o tratamento.

Todos os psicólogos atendem a todas as demandas?

No geral, as demandas são atendidas por todos os psicólogos e proporcionam melhora na qualidade de vida dos pacientes, independentemente do modelo que adotam. Mas existem algumas linhas de teoria diferentes que podem ser seguidas pelo psicólogo. Cada abordagem possui técnicas diferentes para o tratamento. Conhecendo um pouco sobre cada uma delas, você pode optar por um profissional que siga a linha com a qual você mais se identificou.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Vale lembrar que alguns psicólogos seguem apenas uma linha. Outros procuram mesclar mais de uma nas terapias que aplicam. Abaixo explicaremos um pouco melhor cada uma delas.

Algumas teorias aplicadas pelos psicólogos

  • Psicanálise: fundada por Sigmund Freud, talvez seja a teoria mais conhecida e difundida. Nela, as emoções, sentimentos e comportamentos são guiados por memórias inconscientes e experiências que carregamos desde que nascemos. A terapia consiste no diálogo por meio do qual o paciente expressa livremente as suas ideias e sentimentos, que são interpretados pelo psicólogo. Indicada para quem quer descobrir de onde vem suas angústias, se conhecer melhor e administrar com equilíbrio suas emoções.
  • Psicoterapia analítica: advinda da psicanálise, esta também auxilia o paciente a entender melhor o seu comportamento e os próprios sentimentos a partir da relação com experiências adquiridas ao longo dos anos. Porém, não de forma tão aprofundada como na psicanálise.
  • Terapia breve: como o nome já diz, serve para tratar de forma breve conflitos específicos que estejam ocorrendo em determinado período. Procura resolver problemas pontuais, tais como ansiedade e estresse pós-traumático.
  • Terapia de apoio: o tratamento serve para apoiar o paciente a reforçar seus pontos positivos e promover alterações profundas. Voltado para mudanças pontuais e alívio de alguns sintomas, também é indicado para aqueles que julgam não ter estrutura emocional para tratamentos mais aprofundados.
  • Psicoterapia Cognitivo-Comportamental: como o nome já diz, foca no comportamento, explorando emoções e o convívio social cotidiano. Normalmente indicada para tratamento de fobias, transtorno compulsivo-obsessivo (TOC) e dependência química, envolve técnicas e estratégias voltadas às mudanças de padrões comportamentais e de pensamento.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.