Fim de relacionamentos

Categoria dos serviços da psicóloga: terapia de casal, relacionamento conjugal, relacionamentos, casamento, divórcio
Fim de Relacionamentos

Não é algo fácil, mas você pode fazer algumas coisas

Vivenciar o fim de um relacionamento ou de um casamento é uma das coisas mais difíceis de suportar, principalmente do curto ao médio prazo. Mesmo que a decisão pelo fim do relacionamento tenha sido sua, a consequência quase que imediata para ambos é um mix de sentimentos dolorosos, como sentimento de culpa e vazio, ansiedade, angústia, raiva, tristeza entre outros. Se o casal tem filhos, os sentimentos podem ser ainda mais intensos.

Se o relacionamento ainda não chegou ao fim e ambos querem se dar mais uma chance, então a terapia de casal pode ser uma alternativa para ajudá-los a enxergar as coisas sob outra perspectiva, pois o psicólogo tentará ajuda-los a identificar e melhor compreender os pontos que estão motivando o fim do relacionamento.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Mas se o relacionamento já chegou definitivamente ao fim, seja você ou não a pessoa quem decidiu pelo término da relação, é importante buscar ajuda através da psicoterapia. Não apenas para melhor lidar com os sentimentos consequentes e dolorosos do fim de um relacionamento. Mas também para entender mais profundamente os motivadores do término da relação e o que se pode fazer com eles, uma vez que um novo relacionamento – cada pessoa ao seu tempo – se iniciará um dia.

A psicoterapia poderá ser bastante importante também para os filhos do casal, uma vez que os pais certamente estarão fragilizados com seus próprios sentimentos e talvez não consigam lidar com os sentimentos de seus filhos, que muitas vezes se sentem culpados, abandonados e confusos com a separação.

A recuperação após a separação é um processo cujas mudanças e acomodações dos sentimentos podem levar certo tempo. Preocupações financeiras, sobre o trabalho e sobre os filhos podem ser estressantes.

Mas a boa notícia é que todos esses problemas podem ser discutidos e trabalhados em sessões de psicoterapia numa forma de processo de recuperação. Um psicólogo poderá orientá-lo a iniciar esse processo de recuperação com segurança e confiança, nessa fase que para muitos é bastante difícil e intensa.

Você tem alguma dúvida ou algo a acrescentar? Escreva para nós!

Quem leu esse texto também se interessou por:

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
Google+ por Thaiana Brotto

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.