Terapia de Casal – SP

Categoria dos serviços da psicóloga: terapia de casal, relacionamento conjugal, relacionamentos, casamento, divórcio
porque fazer psicoterapia de casal

Entenda os benefícios que este dispositivo terapêutico pode trazer

A terapia é uma ferramenta utilizada pela psicologia para, entre outras coisas, identificar problemas e melhorar comportamentos. No que diz respeito a relacionamentos, ela pode ser feita tanto de forma individualizada quanto com a presença do casal por inteiro. Durante as sessões, o psicólogo ajuda na análise de situações que podem prejudicar a convivência e dá o incentivo necessário para que cada um reavalie o seu papel na relação – e também nas brigas e discussões cotidianas. É importante dizer que o profissional não diz ao casal o que deve ser feito, mas contribui para que a conversa flua melhor e mais naturalmente entre os dois.

Mas, quando é hora de procurar este tipo de apoio? Será que sessões de terapia podem ajudar a salvar o seu relacionamento?

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Quando a terapia de casal deve ser iniciada?

Entre os motivos mais comuns que levam um casal a procurar a ajuda de um terapeuta, podemos citar: infidelidade, brigas corriqueiras, ciúme excessivo e problemas na vida sexual. Em todos estes casos, o profissional oferece o apoio necessário para que o casal consiga conversar de forma mais objetiva, a fim de resolver os problemas e conquistar uma vida a dois mais saudável e tranquila.

No caso de infidelidade, por exemplo, é essencial que a volta, ou permanência, da relação aconteça da forma mais tranquila possível para ambas as partes. Nesse caso, quem foi traído precisa deixar no passado o que aconteceu, perdoar o parceiro e fazer os ajustes necessários para que o namoro, noivado ou casamento continue de forma ainda melhor. Também é importante que sejam identificados os problemas na relação que podem ter levado ao ato de infidelidade. Assim, estes pontos também devem ser discutidos e solucionados em conjunto.

É do psicólogo o papel de guiar a conversa. Nunca influenciar respostas, mas ajudar o casal a focar nos pontos que contribuem para uma convivência mais feliz.

Vale dizer que não é preciso esperar algo mais grave acontecer, ou deixar a situação ficar insuportável, para procurar a ajuda de um psicólogo. A terapia ajuda a resolver situações simples e promove consideráveis melhorias na vida a dois, exatamente porque faz com que o casal aprenda a conversar de forma mais produtiva.

Quais são os benefícios da terapia de casal?

O primeiro ponto a ser destacado é a melhora na comunicação do casal. Quando os dois sabem ter discussões construtivas, o relacionamento no cotidiano só tem a ganhar. Pequenas diferenças começam a ser resolvidas de forma mais simples e as brigas diminuem naturalmente. O próximo benefício a ser citado é que o casal passa a se conhecer melhor e a descobrir pontos na própria personalidade e na personalidade do outro. Estas descobertas também são importantes para que a convivência melhore. Ao saber que um dos dois tem um perfil mais reativo, por exemplo, é possível trabalhar estratégias para que o comportamento não prejudique a relação.

A terapia também contribui para que ambas as partes entendam qual é o seu papel no relacionamento e quais são as suas responsabilidades sobre as brigas e problemas que acontecem. Isso é importante para que cada um saiba o que melhorar e quando é hora de pedir desculpas.

É importante dizer que a terapia pode ter um efeito muito benéfico na convivência de um casal, desde que ambas as partes estejam de acordo em receber apoio profissional, que estejam abertas para conversar e que se esforcem para colocar em prática as mudanças de atitude que foram identificadas como necessárias durante as sessões.

Está enfrentando problemas no seu relacionamento e sente que precisa de ajuda? Entre em contato com a gente!

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.