5 táticas para lidar com um chefe tóxico

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Lidar com um chefe tóxico

Um chefe tóxico pode afetar seu bem-estar geral e também a sua produtividade no trabalho. Veja como lidar com ele.

Um mau chefe acaba poluindo o local de trabalho. Segundo os psicólogos, um chefe tóxico pode manipular seus funcionários para usá-los como meras ferramentas de seu próprio sucesso pessoal. E não apenas isso, pode sabotar o bem-estar de todos que trabalham, o que acaba tornando o ambiente hostil e bastante desagradável.

Se o seu patrão se enquadra neste perfil de chefe tóxico, fazendo com que você passe por maus momentos no trabalho, estas 5 táticas ajudarão você a minimizar o impacto na sua autoestima.

Reconhecendo um chefe tóxico

Um chefe tóxico pode ser o pior ingrediente para o trabalho em equipe. Aqueles que não sabem liderar ou que preferem usar da sua autoridade, ferir a ética e prejudicar o convívio social, tendem a desestabilizar seus funcionários. Além disso, e principalmente, também arruínam a sua autoestima de seus subordinados, limitando seu crescimento profissional.

Independentemente dos métodos, um chefe tóxico causa muitos danos até para as empresas. Eles são a causa provável de impedir os funcionários a crescer e potencializar suas habilidades profissionais, gerando estresse desnecessário.

Diante dessa situação um funcionário precisa aprender a neutralizar um chefe tóxico, mesmo aquele a quem ele precisará se reportar. Estas 5 táticas não são simples porque requerem muita inteligência emocional.

As pessoas bem-sucedidas com sua profissão devem saber como tirar o melhor proveito de uma situação desagradável e não permitir que um chefe tóxico as bloqueie.

Aqui disponibilizaremos 5 tipos mais comuns de chefes tóxicos e as melhores táticas de como lidar com eles. Confira!

1. O chefe estilo “vilão”

Este é o chefe que à vista parece ser muito amigável, pois faz convites para sair para beber, estimula fofocas, e, principalmente, usa da sua influência para manipular seus interesses à custa do seu trabalho.

Geralmente ele possui funcionários “favoritos” e faz divisões entre eles. Ele promove um ambiente de trabalho de alta competitividade e em que falta de respeito e atenção são constantes.

Tática 1. Lidando com o chefe vilão: para este tipo de chefe estabeleça, desde já, limites claros. Não permita que ele use de sua posição para o intimidar.

A partir do momento que você define uma situação, já existe um limite consciente e ativo. Não impede que você seja gentil com ele no trabalho, mas demonstre que não tem medo de dizer “não” a seus convites.

2. O chefe vigilante

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Este tipo de chefe faz você se sentir sob intensa vigilância. Este é o tipo de chefe tóxico que irá criticá-lo por qualquer detalhe em sua conduta, postura, ideia, ou atividade. Ele é capaz de lhe pedir trabalhos extras como formas de punição.

O chefe vigilante presta total atenção a todos os detalhes e a sua constante vigilância faz com que seus funcionários se sintam desapontados, frustrados e até desconfortáveis. Alguns deles jamais param de procurar algo para analisar e criticar.

Tática 2. Lidando com o chefe vigilante: a forma de abordar estes chefes é sempre demonstrar que você pode ser flexível, competente, disciplinado e aberto à comunicação constante.

O grande desafio com eles é encontrar a “fórmula” que eles acreditam exclusivamente ter e depois cumpri-la. Não deixe a obsessão de seu chefe provocar sentimentos de baixa autoestima.

3. O chefe tirano

Este é o chefe tóxico que usa de táticas maquiavélicas para alimentar constantemente o seu ego. A sua principal preocupação é sempre manter o poder, manipular e intimidar quem for necessário para alcançá-lo.

O tirano acredita que seus funcionários são como um bando de pessoas passivas que estão dentro de seu reino. Aqueles que desafiam seu modo de pensar são consideradas inimigos e os que o apoiam são seus colaboradores.

Tática 3: Lidando com o chefe tirano: a forma mais corajosa e eficaz, porém dolorosa, de lidar com o chefe tirano é apresentar as suas ideias de forma com que se permita reivindicar algum crédito.

Isso porque um chefe tirano pode manter seu ego sem ter que limitar suas ideias. Por isso, sempre dê a ele algum reconhecimento, mesmo que nunca tenha feito.

Se você conseguir controlar suas emoções, com autoconhecimento e inteligência emocional, será capaz de escolher racionalmente quando é o momento de enfrentá-lo.

4. O chefe inapto

Este chefe tóxico geralmente é promovido de forma imprevista ou contratado sem saber se é capaz de aceitar a função. Em sua equipe há pessoas que estão há mais tempo e têm habilidades que lhe faltam.

Tática 4. Lidando com o chefe inapto: tranquilize-se e ordene seus pensamentos. Se você está frustrado com esse tipo de chefe, pode ser porque possui as habilidades que ele não possui.

Logo, é importante absorver seu orgulho e compartilhar a sua experiência e conhecimento com ele de forma humilde. Desta forma, você se tornará seu aliado.

5. O chefe robô

Na mente do chefe robô, você é apenas um funcionário com um código e nada mais. Deve servir à produção e ponto final. O chefe robô toma decisões com base em leis, regras, procedimentos dogmáticos sem levar em consideração os aspectos humanos.

Em geral, ele não faz nenhum esforço para se conectar de forma humana com seus funcionários. Apenas lhe interessa os gráficos e porcentagens.

Tática 5. Lidando com o chefe robô: fale sua língua, certifique-se de saber todos os gráficos e leis possíveis que suportam suas ideias. Deve também descobrir o que ele considera como valioso e mostre-o que pode conhecê-los. A partir disso, se for possível, traga-o para a sua zona de conforto.

Lembre-se: você não precisa encarar nada disso como pessoal. Encare um chefe tóxico como uma forma de desenvolver capacidades emocionais e profissionais ao mesmo tempo. 

Gostou deste texto sobre como lidar com chefe tóxico? Então não deixe de ler Ansiedade no Trabalho!

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Terapia entre amigos

    Terapia entre amigos
    Entenda os valores da amizade e como ela nos ajuda no dia a dia. Entenda quando se faz necessário a ajuda de um profissional psicólogo.
  • O Sonho e a Terapia

    O Sonho e a Terapia
    O que os seus sonhos podem representar? Como eles pode ser utéis nas sessões de terapia. Texto da psicóloga Ingrid Machado.
  • O que é desregulação emocional?

    Desregulação emocional
    De acordo com a psicologia, a desregulação emocional afeta muitas pessoas. As pessoas convivem com muitos altos e baixos num mesmo dia

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.