Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Terapia

Em que momento começar?

Psicoterapia SP: Em que momento começar

Muitas pessoas chegam ao consultório comentando que antes de decidirem de fato iniciar o processo terapêutico, passaram por dúvidas, como: em que momento eu devo iniciar? Será que o psicólogo atende a minha demanda? Será que é bobagem procurar um psicólogo ao invés de tentar resolver o meu problema sozinho(a)?

Como essas são dúvidas frequentes, este texto abordará justamente alguns pontos que podem esclarecer essas e outras dúvidas sobre o que, de fato, é um processo terapêutico.

A terapia é indicada para quem?

Valor Consulta Psicóloga Renata






Não quero informar nome ou e-mail





Essa é a primeira dúvida e também certo tabu que ainda gira em torno do tema, já que muitos ainda acreditam que a terapia existe somente para tratar pessoas “loucas”, e essa é uma concepção bastante distorcida do processo terapêutico.

A terapia é indicada para qualquer pessoa, em qualquer faixa etária. Alguns pacientes realmente buscam por estarem passando por dificuldades (que falaremos mais abaixo), enquanto outras buscam apenas para obter mais autoconhecimento, entender as próprias limitações, as dificuldades em lidar com algumas situações, etc.

Qual demanda o psicólogo atende?

No geral, os psicólogos atendem todas as demandas/queixas que os pacientes trazem. O que difere um psicólogo de outro, geralmente, é a abordagem, ou seja, metodologia que segue para trabalhar a psicologia.

Embora existam inúmeras metodologias, o foco sempre será cuidar do problema/demanda do paciente, proporcionando o alívio para possíveis angústias e a resolução dos conflitos internos e pessoais de cada indivíduo.

Quando iniciar ao processo terapêutico?

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O paciente pode iniciar o processo terapêutico em qualquer momento ou fase de vida. Como dito anteriormente, não necessariamente precisa haver um problema para que este seja trabalhado.

O processo pode dar início desde uma demanda mais objetiva como orientação vocacional, por exemplo, até situações mais complexas como transtornos de personalidade e depressão.

Quanto tempo dura o processo terapêutico?

Essa talvez seja a pergunta mais comum que os pacientes trazem ao consultório, porém, não é possível respondê-la com precisão. Isso porque o processo varia de acordo com a demanda/queixa de cada paciente, bem como sua dedicação a este processo.

Por isso é muito importante que os pacientes colaborem com os terapeutas, já que é um trabalho minucioso e que exige que o paciente também faça sua parte.

O terapeuta pode ser ‘alguém conhecido’ (ciclos de amizade, etc.)?

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Não. O psicólogo não pode ter vínculo afetivo com o paciente, não só pelo clichê de que “santo de casa não faz milagre”, mas principalmente porque é importante que o psicólogo seja uma pessoa completamente neutra na vida do paciente, ou seja, sem influências externas de relações como parentes ou amigos.

Por fim, iniciar um processo terapêutico pode causar certa insegurança a princípio, mas o terapeuta sempre será a pessoa que o paciente poderá encontrar segurança, confiança e acolhimento. Vale a pena tentar.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana Filla Brotto

CRP 06/106524 – 6ª Região

FORMAÇÃO

Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.