Newsletter Gratuita
Assine Aqui

TOC e a necessidade de estar no controle

TOC e a necessidade de estar no controle

Saiba tudo TOC  e aprenda como lidar com esse transtorno.

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é um transtorno psicológico que consiste basicamente em obsessões e compulsões e seu diagnóstico só pode ser feito por um psicólogo ou profissional da área. 

Embora as causas do Transtorno Obsessivo-Compulsivo não sejam totalmente compreendidas, fatores genéticos e sociais estão envolvidos.

Dessa forma, pessoas que têm pais ou irmãos com TOC possuem maior predisposição ao transtorno,  assim como abusos físicos ou sexuais na infância (e outros eventos traumáticos) também  parecem estar associados.  

Obsessões e compulsões  

Obsessões são pensamentos, imagens ou impulsos involuntários que ocorrem repetidas vezes em sua mente mesmo que você não as queira, infelizmente não pode detê-las. 

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Letícia






Não quero informar nome ou e-mail





Já as compulsões são comportamentos ou rituais que você se sente forçado a repetir. Normalmente, compulsões são realizadas na tentativa de fazer com que as obsessões desapareçam. 

Por exemplo, se você tem medo de contaminação, pode desenvolver rituais de limpeza elaborados. Porém, a sensação de alívio é apenas passageira.   

De fato, os pensamentos obsessivos geralmente voltam mais fortes. E os rituais e comportamentos compulsivos acabam causando ansiedade, à medida que se tornam mais exigentes e demorados.  

A maioria das pessoas com TOC se enquadra em uma das seguintes categorias:

  • Imaculados: têm extremo medo de contaminação. Geralmente possuem compulsões de limpeza ou lavagem das mãos.  
  • Prevenidos:  checam repetitivamente coisas como forno desligado e porta trancada,  as quais associam a dano ou perigo. 
  • Desconfiados: temem que, se tudo não for perfeito ou feito corretamente, algo terrível aconteça, ou que serão punidos. 
  • Medidores: são obcecados por ordem e simetria. Podem apresentar superstições sobre certos números, cores ou arranjos. 
  • Acumuladores: temem que algo de ruim aconteça se jogarem alguma coisa fora. Assim, compulsivamente, acumulam coisas que não precisam ou usam.  

A necessidade de controle 

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Nós humanos possuímos uma necessidade natural de estar no controle da situação, seja ela qual for.  Pois, a sensação de controle nos traz a tranquilidade de que sabemos o que virá a seguir.  

No entanto, tão certa quanto a nossa necessidade de controle, é a imprevisibilidade da vida.  Podemos tomar todas as precauções possíveis, sermos cautelosos e vigilantes, mas nada disso impede que o imprevisível nos visite.  

 TOC e controle 

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

As pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo acham mais difícil aceitar as realidades da inesperadas que podem ocorrem no cotidiano, pois, o controle está na raiz desse transtorno. 

Em outras palavras, o indivíduo com TOC, acredita que seguindo determinados padrões de comportamento, por mais complexos ou  irracionais que sejam, conseguirá controlar o futuro.

E é aqui que um profissional da Psicologia se faz fundamental. Uma vez que, um psicólogo está apto para acolher esse individuo, tratá-lo apropriadamente, sempre visando devolver a qualidade de vida comprometida pelo TOC.  

7 Dicas para enfrentar o TOC

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO
  • Observe e identifique os pensamentos angustiantes e obsessivos sem julgá-los. Não discuta com esses pensamentos e nem tente encontrar uma explicação racional para eles.
  • Seja gentil com a sua mente, procure reorientar seu pensamento se concentrando no agora.
  • Junte-se a um grupo de apoio. Estender a mão a outras pessoas que enfrentam desafios semelhantes pode fornecer apoio e ajudá-lo a lidar com os desafios.
  • Explore formas saudáveis de canalizar sua energia, como hobbies e atividades recreativas.
  • Faça atividade física, técnicas de relaxamento, meditação e até mesmo a yoga, por exemplo. A prática regular da yoga reduzi a ansiedade e preocupação, juntamente com os pensamentos obsessivos trazidos pelo TOC.
  • Não abandone suas atividades regulares. Vá ao trabalho, passe tempo com a família e amigos. É importante não deixar que o TOC domine a sua vida.
  • Terapia: se você continuar lutando e não melhorar, procure ajuda profissional.

Aconselhamento e terapia, com medicamentos adequados, quando necessário, podem ser altamente eficazes em todas as formas de transtorno obsessivo-compulsivo. 

E lembre-se: você não está sozinho. 

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Filla Brotto

Thaiana é psicóloga e CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Thaiana Brotto é registrada no Conselho Regional de Psicologia sob o número 06/106524

6 comentários em “TOC e a necessidade de estar no controle

    • Olá, Isabele!

      Somente após o desenvolvimento de um processo terapêutico bem elaborado em cima dessa questão é que é possível tirar algumas conclusões. O que posso dizer, previamente, é que o TOC pode, sim, ser controlado e não mais prejudicar a qualidade de vida de quem sente.

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

    • Entre em contato com a minha equipe para obter mais informações sobre agendamento, pelo WhatsApp (11) 98922-1818.

  1. O SENTIMENTO DE CULPA QUE O TOC TÁ ME TRAZENDO TA ME FAZENDO SOFRER MUITO, TA DIFÍCIL LUTAR SOZINHA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *