Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Por que o autoconhecimento é importante para a sua vida?

Por que autoconhecimento é tão importante

“Conhece-te a ti mesmo” é uma frase famosa gravada na entrada do Oráculo de Delfos. Frase atribuída ao filósofo Sócrates, ela é um pilar do pensamento socrático e indica que o autoconhecimento é o ponto de partida para qualquer tipo de conhecimento.

E na psicologia não é diferente. Segundo o que dizem os psicólogos, o autoconhecimento é um dos pilares para qualquer terapia.

Apesar do poder da frase e de muitas pessoas entenderem a importância do autoconhecimento, não é tão fácil praticá-lo.

SUMÁRIO

Nós, seres humanos, somos programados para esquecer. E é disso que resulta nossas autoconstruções, bem como o surgimento de crenças limitantes.

E, partindo do princípio que o autoconhecimento é fundamental para nosso bem-estar e felicidade, isso significa que precisamos nos esforçar. Nos esforçar para termos autoconhecimento e para retomarmos o controle da nossa vida.

Poucos se dão conta dos benefícios simples, mas muito importantes que o autoconhecimento pode proporcionar para a vida. Este verdadeiro mergulho ao interior de si mesmo permite uma reflexão sobre os padrões deixados por nossos familiares e outras pessoas com quem interagimos durante o nosso desenvolvimento.

Valor Consulta Psicóloga Vânia






Não quero informar nome ou e-mail





Por que temos certas reações diante de situações específicas? De que forma nos tornamos capazes de fazer escolhas mais conscientes e, consequentemente, mais acertadas? Estas respostas são mais fáceis de serem alcançadas durante uma terapia com um psicólogo, mas também é possível buscar pelo autoconhecimento através de muitas leituras.

Os psicólogos garantem: uma vida sem autoconhecimento é, com certeza, uma vida vazia. Precisamos dele para viver bem, para conhecer nossos limites, para lutar por objetivos concretos e para obter autonomia.

Quando não nos conhecemos, ficamos perdidos diante da vida e dos desafios que enfrentamos. Conhecer nossas emoções, temores, limites e habilidades é fundamental tanto para a saúde psicológica, quanto para o crescimento pessoal e profissional.

Conhecer a si mesmo é um grande desafio em um mundo conturbado e repleto de informações como o nosso – um mundo que também nos gera muita ansiedade. Na era do conhecimento, acumulamos informações técnicas e que se destinam ao exercício de nossas vidas profissionais.

Buscamos conhecer mais o tempo todo, por diversos motivos. Ter conhecimento nos confere poder, status, representatividade e alimenta o ego. O curioso é que é na busca e sede de conhecimento, negligenciamos o autoconhecimento.

Quando estamos em situações alheias ao nosso desejo, é preciso autoestima e uma certa dose de autoafirmação. E somente conhecendo a nós mesmos, nos dedicando a arte de investigar quem somos, podemos lidar com situações que nos exijam a autognose.

Na realidade, o autoconhecimento é fundamental para que a pessoa possa ser dona de si mesma. E também para que possa verdadeiramente conseguir enfrentar as situações difíceis da vida e conquistar vitórias.

Já a falta de autoconhecimento pode trazer graves consequências, tais como envolver-se em relações abusivas, prejudicar o crescimento pessoal e profissional, desenvolver fobias, entre outros.

Portanto, para ter uma vida plena, o autoconhecimento é fundamental. E você sabia que ele é uma habilidade que pode ser desenvolvida?

Ambientes impõem padrões

Todos somos capazes e temos recursos internos e energias dentro de nós. No entanto, temos também as referências que ideias estabelecidas e estipuladas pela sociedade nos impõem.

Por isso, às vezes, perdemos nossa individualidade e identidade, e vamos, assim, perdendo também nossa essência. O desconhecimento sobre nós mesmos ocorre devido aos condicionamentos sociais e culturais e aos modelos mentais impostos pelo ambiente em que vivemos.

O objetivo de começar um processo de autoconhecimento é ampliar a consciência e aumentar o bem-estar. Quando bem encaminhada, são muitos os benefícios dessa prática, principalmente no que se refere aos processos de mudança emocional, aos quais estamos tão vulneráveis durante toda a nossa existência.

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Não se muda aquilo que não se conhece. Daí a importância de realizar um trabalho que garanta o autoconhecimento.

E o que acontece quando não buscamos o autoconhecimento? As consequências são bem negativas. Quem não conhece a si mesmo não tem clareza para saber o que gosta realmente e o que deseja para sua vida.

Para estas pessoas, uma simples decisão é capaz de se tornar um tormento, trazendo até mesmo doenças físicas e emocionais.

Por outro lado, o trabalho de autoconhecimento torna problemas antes insolúveis em questões muito mais simples de serem administradas. As decisões se tornam mais rápidas e fáceis, promovendo uma qualidade de vida bem maior.

Benefícios do Autoconhecimento

Diante disso, as pessoas tendem cada vez mais a procurar novas sensações que as façam se sentir bem, completas, felizes e realizadas.

Por isso, o autoconhecimento é tão importante. É por meio desse processo que conseguimos enxergar a nós mesmos, a nos educar, aceitar a nós próprios e a aprender coisas novas. O psicólogo está apto a nos capacitar para este exercício, que pode nos trazer muitos benefícios, entre eles:

  • Reagir de forma diferente a certas situações da nossa vida;
  • Perceber como os fatos impactam nossos sentimentos e emoções;
  • Descobrir nossa própria vocação, seja ela profissional ou pessoal;
  • Deixar de ter medo das coisas e das pessoas;
  • Sentir mais confiança em si mesmo e nos outros;
  • Ver a vida e os problemas sob uma nova ótica;
  • Conhecer e entender melhor os outros;
  • Aceitar as pessoas como elas são;
  • Respeitar os diferentes;
  • Valorizar as próprias competências e habilidades;
  • Desenvolver o amor por si mesmo;
  • Fortalecer a autoestima.

Esta busca no nosso interior pode se tornar um pouco difícil, mas quando conseguimos encontrar nossa real personalidade, nos sentimos mais felizes e satisfeitos. Isto traz resultados positivos para o nosso dia a dia, para a forma com que lidamos com nossos problemas e até mesmo para as pessoas que vivem ao nosso redor.

Nesta viagem, também encontramos pontos negativos, fraquezas e frustrações, mas estes são trabalhados durante uma terapia com psicólogo. E desta forma, nos transformando em pessoas mais confiantes e capazes de realizar desejos e alcançar nossos sonhos.

Obviamente, a frase atribuída a Sócrates, que citamos lá no início não estava, provavelmente, falando sobre comida ou cor favoritas…

E apesar dessas informações serem interessantes, não serão elas as responsáveis pela melhora na nossa qualidade de vida. Confira algumas perguntas que o irão ajudá-lo a se conhecer:

  • Quando penso em minha família e infância, o que eu sinto?
  • Quais são os gatilhos e situações que me deixam ansioso e agitado?
  • Quais são os valores e fatores que estão por trás de minhas decisões?
  • Sou uma pessoa fácil ou difícil de se relacionar? E por quê?
  • Como respondo a situações críticas ou de grande estresse?
  • Como reajo a críticas?
  • Qual é a profissão que me faz sentir realizado?
  • Quais são as qualidades que me atraem em outra pessoa?
  • O que me faz feliz e me deixa empolgado?

Com essas perguntas você consegue iniciar sua jornada para o autoconhecimento. E isso pode demandar muito tempo, autorreflexão e a diferentes contextos e relacionamentos para começar a responder a essas perguntas.

Muitos de nós lutamos para responder perguntas sobre nossa psicologia. Ou seja, é uma tarefa árdua, mas que traz inúmeros benefícios!

Autoconhecimento e a Negação

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

O grande preço que pagamos por não nos conhecer bem, é ter que lidar com a negação. E a negação as vezes pode ocorrer quando afirmamos: “nossa, nasci assim, nunca vou mudar”.

Como podemos ter o controle de nossa vida se alimentamos crenças limitantes sobre nós mesmos? A maior parte de nosso comportamento é aprendido. Tanto que criar hábitos saudáveis é uma receita poderosa para o bem-estar.

Portanto, afirmar que “eu sou assim e ponto final” é uma forma de sabotar nosso autoconhecimento e limitar nosso crescimento pessoal e profissional.

Conheça-te a ti mesmo e acerte nas decisões

Ter consciência de quem somos e o que realmente importa para nós traz lucidez na hora de tomar decisões. É como um guia quando nos sentimos indecisos. E se nos conhecemos bem, saberemos naturalmente decidir o que é melhor para nossa vida.

Isso traz autonomia e segurança para nossa vida, e resulta na eleição de caminhos que realmente queremos e precisamos seguir para alcançar nossos sonhos e objetivos. É uma vantagem poder escolher tendo a consciência de quem somos, e reduz nossa margem de erro.

Um exercício muito produtivo para ter mais consciência de si mesmo, em de atividades reflexivas e quanto nos dedicamos a elas. A prática de Yoga, a meditação, caminhadas, leituras podem contribuir nesse processo. Dedique um tempo para pensar sobre a vida e conversar sobre isso, ajuda muito.

5 Problemas oriundos da falta de Autoconhecimento

O autoconhecimento nos oferece um caminho para maior felicidade e realização. E a falta dele nos leva a caminhos contrários, também.

Nos sentimos inseguros, ansiosos e/ou facilmente manipuláveis pelas nossas circunstâncias

A menos que desenvolvamos o autoconhecimento, sempre seremos inseguros. Isso ocorre porque, sem ter um conjunto interno de valores para viver, constantemente somos vítimas e prisioneiros da avaliação de outras pessoas.

Também seremos facilmente atraídos por eventos que parecem negativos, e nos sentiremos ansiosos pelas coisas menores.

É verdade que essas coisas também são sintomáticas de falha no gerenciamento da mente. E eles também apontam para uma falta de consciência de algo bastante essencial: que tudo passa.

Conhecer nossos valores e quem somos contribui muito para aliviar a insegurança. E não sermos reféns de opiniões de outras pessoas.

Teremos problemas para eliminar hábitos indesejados

A falta de autoconhecimento está por trás de muitos comportamentos compulsivos ou viciantes. Os psicólogos aprenderam que os vícios surgem por causa de um padrão inicial de acalmar sentimentos e ocultar sentimentos. Mas, a atitude correta e saudável seria praticar a aceitação deles.

Nossos relacionamentos se tornam difíceis e tóxicos

Foi dito que, sem o autoconhecimento, não podemos esperar encontrar o parceiro certo. Na verdade, o que acontece é que sabemos identificar, a questão é que a falta de autoconhecimento nos torna vulneráveis e nos leva a baixa autoestima.

E isso faz com que busquemos escolhas ruins, seja em parceiros ou até mesmo em comportamentos autodestrutivos.

Provavelmente, o maior infrator não está vendo quando projetamos nossos traços e emoções repudiados sobre os outros. Sem tomar posse de nossas projeções, somos um pesadelo.

Se fizermos más escolhas no amor, o autoconhecimento pode nos ajudar a quebrar esse hábito. Tendemos a repetir padrões não saudáveis ​​desde a infância, estabelecendo parcerias com pessoas que nos frustram de maneiras familiares.

É através do desenvolvimento do autoconhecimento que terminamos esse padrão.

Escolhemos um trabalho inadequado para nós e/ou perseguimos ambições equivocadas

Quando temos dezoito anos e imaginamos o que faremos pelo resto de nossas vidas, a maioria de nós é fortemente influenciada pelo que todo mundo está fazendo, o que é respeitável, o que é lucrativo, o que é seguro, o que nossos pais querem que façamos. E claro, há mais uma série de outros motivos, também.

Desenvolver o autoconhecimento é como encontramos um trabalho que é pelo menos vagamente adequado para nós.

Investimos nosso tempo e dinheiro em coisas que não nos trazem felicidade

Nós gastamos nosso tempo e dinheiro com o que achamos que vai nos fazer felizes. Mas sem o autoconhecimento, faremos más escolhas. Repetidamente.

Com o Autoconhecimento, Você:

6.1 Se torna proativo em vez de reativo:

Quando você reage às coisas que acontecem com ou ao seu redor, muitas vezes pode se encontrar no papel de vítima. No entanto, quando você é proativo, é mais capaz de fazer coisas como cumprir metas ou avançar em sua carreira, colocando-se em um espaço de força.

6.2 Tende a não levar os acontecimentos negativos para o lado pessoal:

Você não precisa de mais ninguém para medir suas habilidades, fraquezas, falhas e talentos — você já os conhece. Se alguém não pode ver o seu valor, o problema é deles e não seu.

Você não desperdiçará energia tentando mudar o que outra pessoa pensa sobre você. Está muito ocupado construindo sua própria vida. Você já sabe que nem todo mundo vai gostar de você e você está bem com isso.

6.3 Pensa nos erros como ferramentas para o crescimento:

Você nunca deixa passar um fracasso sem aprender com ele. Isso reduz a chance de cometer o mesmo erro duas vezes, já que o autoconhecimento lhe permite aprender a lição da primeira vez.

6.4 Sabe por que faz as coisas que faz:

Quando você tem autoconhecimento, nunca fica chocado com seu próprio comportamento. Não é que você não possa se surpreender, como quando você completa um desafio que pensava que não poderia fazer, mas seu comportamento nunca o deixa atordoado.

6.5 Tem relacionamentos melhores:

Você é honesto sobre quem é e é capaz de realmente ouvir o que seus entes queridos dizem para você, mesmo que suas palavras sejam críticas ou cheias de conselhos não solicitados.

Não precisa manter uma persona falsa (o que é cansativo). Há muito menos conflito em um relacionamento entre duas pessoas autoconscientes que não se escondem.

6.6 Persegue seus objetivos e sonhos:

Você tem uma boa ideia dos passos que precisa tomar para realizar as coisas que deseja alcançar. Quando conhece suas fraquezas, faz o que precisa para melhorar. Sua autoconsciência ajuda a torná-lo confiante e ousado.

6.7 Deixa de lado as mágoas do passado:

Quando se apega firmemente a erros e dores do passado, tende a perder o que está acontecendo agora. O autoconhecimento lhe ajuda a entender o que é importante fazer as pazes com aqueles que o machucam, mas não dar a eles o poder de machucá-lo novamente.

Você é grato por alguém fazer parte de sua vida, mas se o relacionamento terminar, você é forte o suficiente para seguir em frente.

6.8 Tem limites saudáveis:

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Você conhece e entende seus limites e é capaz de aplicá-los. Se você sente que não está mantendo seus limites claros, se questiona sobre o que mudou, o que você poderia fazer sobre a situação e, porque a situação lhe causa tanto estresse.

Espero que nosso texto o tenha servido como uma introdução sobre o significado do desenvolvimento do autoconhecimento em nossas vidas e as consequências de não o fazer.

O autoconhecimento pode levar tempo para ser desenvolvido e exige e constante auto-observação. Mas o importante é iniciar esse caminho. Com o tempo a sua vida ficará mais leve e você estará ainda mais próximo da felicidade.

Você também pode optar por buscar a ajuda de um psicólogo. Através do processo terapêutico você encontrará estratégias práticas para buscar o autoconhecimento.

Lembre-se: um piscólogo pode ajudar!

As terapias costumam ter um efeito rápido e produtivo nesse sentido. Já pensou em buscar ajuda de um profissional para ele ensinar meios para obter autoconhecimento? Esse é um caminho que ajuda muitas pessoas a desenvolver o autoconhecimento e a ter mais felicidade em suas vidas.

O certo é que poucos de nós nos dedicamos efetivamente ao autoconhecimento.  Mas o preço que pagamos por isso é alto demais. Uma vida sem autoconhecimento é cheia de perigos.

Acabamos por nos pôr em situações prejudiciais e nos expomos a sofrimento. Por isso, é bastante importante se conhecer. E buscar ajuda de psicólogos pode ser um caminho efetivo para desenvolver essa habilidade.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Ansiedade

    Ansiedade, Psicólogo e Terapia
    Tudo sobre ansiedade e transtorno de ansiedade: o que é, causas, consequências, tratamentos, como controlá-la e muito mais.
  • Depressão

    Depressão provoca tristeza profunda e desesperança. Saiba identificar os sintomas e quando procurar ajuda profissional nesse guia completo sobre depressão.
  • Terapia de Casal

    Psicólogos para Terapia de Casal
    Terapia de casal traz benefícios relevantes à relação. Descubra se é hora de iniciá-la e como ela pode te ajudar nesse guia completo sobre Terapia de Casal

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana

CRP 106524/06. A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *