Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como ajudar crianças com ansiedade

Como ajudar crianças com ansiedade

Gostaria de aprender a lidar com crianças com ansiedade? Então leia esse artigo e aprenda ótimas táticas.

Quando as crianças com ansiedade possuem transtorno de ansiedade, até mesmo os pais mais bem-intencionados podem cair num ciclo negativo e acabar piorando a situação.

Psicólogos afirmam que ao tentar evitar que uma criança com ansiedade sofra, podem acabar exacerbando a ansiedade.

Diante disso, como evitar isso e ajudar as crianças com ansiedade a escapar do ciclo de ansiedade? Leia este texto e veja algumas dicas de como realmente ajudá-las.

1. O objetivo não é eliminar a ansiedade, mas ajudar a criança a administrá-la.

Essa é a dica de ouro para lidar com a ansiedade: não tente eliminar a ansiedade e sim conviver com ela.

Nenhum de nós quer ver nossos filhos infelizes, mas a melhor maneira de ajudar as crianças com ansiedade a superá-la não é tentar remover os gatilhos que a desencadeiam. Ao ajuda-los a lidar com ela, automaticamente ela diminui com o tempo.

2. Não evite as situações só porque elas deixam as crianças com ansiedade

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Letícia






Não quero informar nome ou e-mail





Ajudar a criança com ansiedade a evitar as coisas de que ela tem medo fará com que se sinta melhor a curto prazo. Mas a longo prazo isso apenas reforça a ansiedade.

>>> Leia também: Depressão em crianças .

Se uma criança com ansiedade em uma situação desconfortável fica com medo, por exemplo, e seus pais a tiram de lá, ou remove a coisa de que tem medo, o que acontece é que ela pode aprender como mecanismo de enfrentamento a fuga.

E esse ciclo tende a se repetir e a piorar a ansiedade.

3. Respeite seus sentimentos, mas não os incentive.

É importante entender que respeitar nem sempre significa concordar. Então, se uma criança com ansiedade tem medo de ir ao dentista por medo dele, você não deve menosprezar seus medos, mas também não deve amplificá-los.

É importante saber ouvir e ser empático. E principalmente, ajudá-la a entender o medo dela e encorajá-la a enfrentá-lo.

4. Incentive a criança a tolerar sua ansiedade.

Deixe seu filho saber que você aprecia o esforço que ele faz para administrar a ansiedade.

É realmente muito positivo encorajar a criança a se envolver com a vida e deixar a ansiedade tomar sua curva natural. E com isso ela vai diminuir com o tempo, enquanto ela continua a ter contato com o agente estressor.

5. Tente diminuir o período de antecipação

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

A antecipação de situações, principalmente as estressantes, é uma das principais características de uma pessoa ansiosa. Quando temos medo de algo, o momento mais difícil e doloroso é aquele antes de fazermos algo.

Portanto, outra atitude positiva que os pais têm é tentar eliminar ou reduzir o período de antecipação. Se uma criança está nervosa por ir a uma consulta médica, é melhor evitar começar uma discussão sobre isso horas antes.

É provável que seu filho fique ainda mais nervoso. Então, tente encurtar esse período de antecipação ao máximo.

6. Tente criar maneiras saudáveis de lidar com a ansiedade

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Existem várias maneiras pelas quais você pode ajudar as crianças com ansiedade a lidar com ela, permitindo que elas aprendam a lidar com essa situação por elas mesmas.

As crianças são perspicazes e inteligentes e vão aprender a tirar o melhor das situações de estresses.

E para isso é importante dar o exemplo! Não finja que não tem estresse e ansiedade, mas deixe as crianças ouvirem ou verem você controlando isso calmamente, tolerando isso e se sentindo bem em passar por isso.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Essas são atitudes que irão ajudá-lo a melhorar a qualidade de vida e diminuir a ansiedade de seus filhos.

Além disso, é muito importante ter o acompanhamento de um psicólogo é muito importante. A terapia irá ajudar a resolver definitivamente os problemas de ansiedade.

Se você gostou do artigo, então pode se interessar por esse: Conversar com criança: 6 táticas para qualquer assunto.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Filla Brotto

Thaiana é psicóloga e CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Thaiana Brotto é registrada no Conselho Regional de Psicologia sob o número 06/106524

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *