Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Autocuidado: por que é importante cuidar de você?

Autocuidado: por que é importante cuidar de você?

O termo autocuidado refere-se às ações que tomamos para fazer a manutenção da saúde mental e do bem-estar no dia a dia. Essas vão além da prática do relaxamento, como é popularmente sugerido entre os usuários das redes sociais. Fazer um SPA em casa, por exemplo, pode ajudá-lo a ficar de bom humor, mas cuidar de si mesmo não se resume somente a isso.

As atitudes que podemos tomar para cuidar de nossas emoções, pensamentos e corpo são inúmeras. Psicólogos encorajam a transformação delas em hábitos para se ter uma vida mais funcional e agradável.

O que é autocuidado?

O autocuidado também pode ser descrito como um conjunto de atitudes voltadas para o cuidado e a valorização de si mesmo. A correria diária impede que muitas pessoas se lembrem da existência dele. No entanto, o ideal é que ele seja praticado diariamente ou, melhor ainda, em cada minuto do seu dia.

Embora esteja popularmente associado a práticas de relaxamento após um dia cansativo, ele abrange todas as áreas da vida – emocional, físico, psicológico e social. Quando elas estão em equilíbrio, nos sentimos bem por um período prolongado e as demais esferas da existência humana, como a financeira, amorosa e profissional, também se beneficiam.

O autocuidado, porém, não garante uma melhora mágica.

Valor Consulta Psicóloga Vânia






Não quero informar nome ou e-mail





É necessário passar por um longo processo de aprendizado e de experimentação para alcançar o estado de bem-estar desejado. Afinal, o que funciona para você pode não funcionar para outras pessoas e vice-versa! Atividades, dias e horários devem ser testados até que a fórmula correspondente ao seu modo de vida seja encontrada.

Ainda é comum encontrar indivíduos “bonzinhos” demais, dispostos a agradar a todos, ou quem acredite que cuidar de si mesmo é sinônimo de egoísmo.

Entretanto, se você não estiver bem consigo mesmo, como conseguirá trabalhar, concluir tarefas e ajudar os outros? Esse feito só é conquistado quando se muda o foco do mundo exterior para o interior.

Qual é a importância para a saúde mental?

O autocuidado é importante para fortalecer a saúde mental. Esta não é composta somente pela qualidade das nossas emoções, mas, sim, por um conjunto de fatores. Quando você cuida de si mesmo, dedicando atenção e tempo para cada área da sua vida, mantém todos sadios.

Físico

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O corpo e a mente estão conectados. Então, para funcionar bem como um todo, faz sentido cuidar de ambos igualmente, certo? Um corpo saudável é resistente e enérgico. 

Como você possui mais energia para executar obrigações diárias, o desempenho profissional melhora bem como o convívio com colegas de trabalho, amigos, familiares e o parceiro. Você também tem mais disposição para procurar novidades, como atividades físicas, eventos locais, capacitações e happy hours, e enriquecer a sua rotina.

Além disso, o cuidado com o corpo hoje garante uma velhice confortável amanhã. O processo de envelhecimento costuma ser acompanhado de dores e limitações físicas, as quais frustram os idosos. O fortalecimento do físico ajuda a reduzir desgastes e dores musculares.

Social

Encontrar com pessoas queridas frequentemente ou buscar novas amizades não são as únicas formas de suprir as suas necessidades sociais. Afastar-se de indivíduos tóxicos, terminar um relacionamento abusivo e desenvolver o seu jogo de cintura para não se abalar com as interações sociais são igualmente vitais.

Ao encontrar pessoas cujo único objetivo parece ser tirá-lo do sério, você saberá como agir para proteger o seu estado emocional. Por exemplo, evitar brigas desnecessárias, resolver conflitos com maturidade, contornar situações sociais desagradáveis e saber se impor quando necessário.

Evitar conflitos ou encerrá-los rapidamente não significa adquirir uma postura passiva perante a vida. Você tem direito de se defender quando insultado, mas o faça com sofisticação e inteligência emocional.

Emocional

Dedicar atenção às suas emoções e valorizar os seus sentimentos é de extrema importância para a sua saúde mental.

É comum as pessoas ignorarem tudo o que for negativo, como a tristeza, a ansiedade e a frustração, e continuar insistindo em uma situação ruim. Quando o assunto é trabalho, então, muitos acordam somente quando vão parar no hospital devido aos elevados níveis de estresse.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Todos nós temos o direito de abraçar e expressar a tristeza. Guardá-la poderá fazer com que ganhe proporções incontroláveis, além de estimular o desânimo, o mau humor e a apatia. Logo, logo a depressão aparece e se instala, consumindo o restante da alegria presente em seu cotidiano.

Por isso, se uma situação ou uma pessoa lhe está fazendo mal, se afaste. Analise caminhos alternativos ou desenvolva técnicas para aprender a blindar o seu emocional contra circunstâncias desagradáveis. Por exemplo, quando estiver sentindo-se para baixo, reconheça esse sentimento e faça coisas que lhe agradem para elevar o humor.

Trate-se como a pessoa mais importante em sua vida, tornando as suas necessidades uma prioridade.

Psicológico

O bem-estar psicológico, também chamado popularmente de “bem-estar mental”, é um resultado de todos os aspectos acima. Ao cuidar dos demais, você logo perceberá a ausência de pensamentos de caráter negativo e a modificação de crenças que antes lhe causavam sofrimento assim como o fortalecimento de relacionamentos interpessoais.

Os incômodos psicológicos mais comuns são a baixa autoestima, a falta de autoconfiança, a sensação de vida estagnada, a autossabotagem, a incapacidade de se aceitar como é e a ausência de um propósito de vida. Caso alguma dessas questões seja demasiadamente complicada para você administrar sozinho, procure ajuda de um psicólogo.

Como praticar o autocuidado no dia a dia?

Como afirmado anteriormente, o cuidado consigo mesmo pode ser praticado a cada minuto do seu dia.

Para o bem-estar emocional e psicológico, por exemplo, você pode permanecer atento às suas emoções e pensamentos, tomando decisões favoráveis para a sua felicidade. O cuidado com o físico também vai além dos horários reservados para a prática de exercícios ou de esportes, como é o caso da alimentação saudável e o esforço para dormir bem.

Ao mesmo tempo, é possível recorrer a atividades específicas para cuidar de cada área da sua vida com qualidade e atenção redobrada. Veja abaixo algumas formas de fazê-lo.

Autocuidado emocional

O autoconhecimento é essencial para fazer a manutenção da saúde mental. Quanto mais você souber sobre si mesmo, mais fácil será contornar hábitos negativos e potencializar os seus pontos fortes.

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

O ato de autoconhecer-se resulta em autoestima alta, autoaceitação e autoperdão. Este último refere-se ao perdão dos erros e falhas cometidas ao longo da vida. O apego ao passado pode estar agindo como uma barreira, impedindo a sua vida de fluir.

Outras técnicas de autocuidado emocional são:

  • Meditação;
  • Terapias alternativas, como acupuntura;
  • Permitir-se sentir as emoções, não negando nada a si mesmo;
  • Praticar hobbies, como dançar, se exercitar, tocar um instrumento, pintar, cantar, escrever, ler, criar, entre outros;
  • Reservar um momento de silêncio para refletir sobre a vida;
  • Enumerar as suas conquistas e qualidades; e
  • Determinar objetivos conforme a fase da sua vida.

Autocuidado físico

A prática regular de exercícios físicos não deve ser ignorada, mesmo que você não tenha apreço por eles. É um mal necessário para garantir a saúde física e a mental. Escolha uma atividade, como corrida ou caminhada, ou esporte, como tênis, futebol ou ciclismo, para ser a sua “terapia física”. Chame os amigos ou procure grupos de pessoas amantes de determinado exercício para incentivá-lo a continuar.

Autocuidado social

Mantenha o relacionamento com pessoas queridas e que o deixam para cima, cortando os indivíduos que despertam emoções ruins e o fazem passar raiva. Alguns laços se desgastam com o tempo e, mesmo que você tenha carinho e consideração pela pessoa, é mais sábio permitir que o tempo alargue o distanciamento entre vocês.

Saia com os amigos, viaje, passe o fim de semana fora e aproveite para preencher todos os seus horários vagos com interações de qualidade. Essas atitudes equilibram o estresse vivenciado na correria rotineira. 

Autocuidado psicológico

Há algumas maneiras de cuidar do seu psicológico, além das mencionadas acima.

  • Exercite o seu cérebro através da aquisição de conhecimento. Você pode aprender um novo idioma, fazer um curso, buscar leituras construtivas, fazer palavras-cruzadas ou ensinar o que já sabe;
  • Faça yoga para melhorar a sua concentração e renovar os pensamentos;
  • Doe seu tempo ou as suas habilidades para um serviço voluntário;
  • Crie um diário da gratidão;
  • Adote a atenção plena em tudo o que fizer durante o dia;
  • Caminhe ao ar livre;
  • Tome um banho desintoxicante; e
  • Faça terapia para livrar-se de barreiras emocionais e viver plenamente.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 13 dicas simples para alcançar o bem-estar

    Alcançar o bem-estar
    Confira essas dicas para alcançar o bem-estar, afinal não há nada mais prazeroso na vida do que se sentir bem. E não há muito segredo sobre como fazer isso.
  • Inteligência Emocional

    Inteligência emocional: o que é
    O conceito de inteligência emocional é bastante amplo e geralmente relaciona-se à inteligência social. Conheça mais sobre o tema com base no texto de um psicólogo.
  • Comunicação e Habilidades Sociais

    Comunicação e Habilidades Sociais
    Muitos acreditam que possuir habilidades sociais é um dom e se esquecem que também envolve muita prática e força de vontade. Acesse e leia mais sobre.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana

CRP 106524/06. A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *