Por que é tão difícil mudar hábitos

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Por que é difícil mudar hábitos

Todo mundo que já tentou, sabe: mudar hábitos é difícil. Mesmo que a mudança seja extremamente necessária e tenha grande impacto na nossa vida.

Mudar o nosso comportamento é um desafio como poucos iguais. Falamos de mudanças que se sustentam a longo prazo. Quer a mudança envolva a adoção de uma dieta saudável, prática de exercícios, o fim de dependências ou qualquer outra coisa, mudar hábitos e comportamentos é uma das coisas mais difíceis que nós podemos fazer. Esta é uma área bem explorada pela psicologia.

Gostaria de saber por que temos tanta dificuldade em mudar, mesmo que isso seja positivo para a nossa vida? Então leia o nosso texto!

7 motivos pelos quais é tão difícil mudar hábitos

Confira alguns dos principais motivos pelos quais temos tanta dificuldade em mudar nossos comportamentos e hábitos.

1. Somos motivados por emoções negativas

Embora seja compreensível pensar que emoções negativas como arrependimento, vergonha, medo e culpa devam ser capazes de catalisar mudanças duradouras de comportamento, o oposto também é verdadeiro.

A emoção negativa pode nos levar a pensar sobre tudo o que não estamos fazendo, ou nos faz sentir que estamos fazendo algo errado. No entanto, ela é um combustível ruim para fazer mudanças genuínas e duradouras.

Por mais que isso soe trivial, a mudança real precisa de uma situação positiva para que ela seja impulsionada. Ou seja, você precisa de razões positivas e autoedificantes para aceitar o desafio de mudar hábitos.

2. Ficamos presos no tudo ou nada

Sentir-se oprimido ao tentar mudar um comportamento tende a estimular o pensamento de “tudo ou nada”: “Eu vou focar em mudar, e se eu falhar, isso significa que eu simplesmente não posso fazer isso.”.

O pensamento de “tudo ou nada” tem grande impacto em nossa psique. Ele nos aprisiona em situações de derrota. Até mesmo quando ganhamos ou superamos uma situação, pois a mudança não se sustenta. Agora imagine quando ocorre uma perda.

Se realmente quisermos mudar hábitos, uma das primeiras coisas que temos a fazer é tirar o “tudo ou nada” da mesa.

>>> Veja também: Comportamento Impulsivo.

3. Nós damos o passo maior que a perna

Mudança de comportamento é sempre algo grandioso mesmo que se trate de pequenos hábitos. E nunca é possível fazer isso de uma hora para outra.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Temos que começar em algum lugar, mas com ações específicas e mensuráveis. Em vez de “vou começar a me exercitar” fale “vou começar a andar hoje à noite depois do trabalho por 30 minutos até um ponto escolhido”.

Cada ação específica é uma vitória conquistada para mudar hábitos de forma duradoura e genuína. Isso porque o conjunto dessas ações, ao longo do tempo, resulta em mudança cumulativa. Para acompanhar essas ações cumulativas, precisamos de metas específicas, ou seja, metas de desempenho. Assim conseguimos comparar onde estávamos e para onde vamos. Mas lembre-se, essas metas devem ser realistas.

4. Nós tentamos mudar tudo ao mesmo tempo

Se você pode se comprometer a mudar hábitos a longo prazo, e que ela seja real e duradoura, isso é ótimo. O problema é quando tentamos mudar vários comportamentos ao mesmo tempo. Fazer isso é uma fórmula certeira para o fracasso e o sofrimento.

Os recursos necessários para fazer a mudança acontecer são limitados: atenção, autocontrole, motivação etc. Quando buscamos mudanças demais, acabamos sobrecarregando os nossos recursos logo no início.

Esquecemos que as outras áreas de nossas vidas continuam seguindo em frente e também exigem esses recursos. Por isso, se deseja mudar hábitos, escolha apenas um compromisso. Isso já é um grande passo.

5. Ignoramos o processo

A mudança nunca é apenas uma coisa: ela demanda de várias ações, recursos e acontecimentos conectados. Ela não pode ser sustentada se não acontecer como um processo. O ponto principal é que a mudança de comportamento a longo prazo envolve etapas. É fácil nos enganarmos e acreditarmos que deveria ser mais simples. Mas mudar hábitos não é simples. É um desafio difícil, orientado por processos e que acontece aos poucos.

6. Esquecemos que o fracasso é uma bússola

Se, ao tentar mudar hábitos você teve uma derrota, você provou uma das mais sólidas verdades da mudança: falhar, pelo menos uma vez, é parte do processo. E provavelmente será mais de uma vez.

Falhar revela mais sobre o que merece atenção e energia na próxima tentativa (e na próxima). O processo de mudança usa a falha como bússola para orientar para onde devemos caminhar. Ela não é o fim do processo, mas a orientação necessária para que possamos ter uma mudança real.

7. Não nos comprometemos com a mudança

Por fim, talvez o mais importante motivo pelo qual mudar hábitos é tão difícil: falta de comprometimento. Se não tivermos assumido o compromisso, verdadeiramente, de realizar o que queremos realizar, isso não acontecerá. É necessário estarmos verdadeiramente compromissados com a mudança, termos firmeza sobre o que vamos fazer e como faremos.

Essas são algumas das razões pelo qual mudar hábitos é tão difícil. Se você está com algum comportamento e hábito que tem prejudicado muito a sua vida, e não consegue empreender essa mudança, procure um psicólogo. Ele irá avaliá-lo e trazer os reais motivos para o empecilho. Por fim, ele irá ajudá-lo e orientá-lo nessa empreitada tão difícil.

Gostou do artigo? Então pode se interessar por esse: Como criar uma lista de tarefas irá mudar a sua vida.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.