Newsletter
Assine Aqui

Entendendo os tipos de fobia e técnicas de relaxamento para superá-las

Tipos de fobias e técnicas de relaxamento para supera-las

O medo é uma característica dos fracos ou uma virtude dos cautelosos? Nem um e nem outro. Guardadas as devidas proporções, ele é necessário para nossa sobrevivência, impondo limites para livrar-nos do perigo.

No entanto, quando muito intenso, o medo transforma-se em fobia e passa a trazer transtornos para a vida, se tornando uma barreira que limita a nossa capacidade e trava o nosso desenvolvimento. Vamos entender agora alguns tipos de fobias e ver como o psicólogo pode ajudar você a vencê-las.

O que é a fobia?

Fobia é um medo aterrorizante de algo que não representa qualquer perigo real. Quem sofre deste mal costuma evitar situações e lugares para não estar exposto a esse perigo imaginário. E, diante do objeto, do ser ou da situação que causa fobia, a pessoa apresenta alguns sintomas físicos, como falta de ar, taquicardia e ataque de pânico.

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Tipos de fobias

O número de fobias é imenso. De acordo com o Manual Diagnóstico Estatístico de Transtornos mentais, elaborado pela Associação Americana de Psiquiatria, são classificados 500 tipos de fobias. Os mais comuns e que, inclusive, costumam levar as pessoas aos consultórios psicológicos são:

Zoofobia = medo de animais

Desde baratas até cobras ou animais maiores. Normalmente, esta fobia se desenvolve depois que a pessoa sofre alguma mordida ou vê alguém sofrendo um ataque. As mulheres desenvolvem mais este tipo de fobia do que os homens.

Acrofobia = medo de altura

Limita o acesso a alguns lugares, principalmente escuros, pequenos ou fechados. A pessoa é acometida de pânico ao entrar em um elevador, trem ou metrô subterrâneo, por exemplo.

Claustrofobia = medo de lugares fechados

Quem sofre com esta fobia sente tonturas, enjoo e calafrios quando está no alto de um edifício e olha para baixo. É comum que estas pessoas evitem andar de elevador, têm medo de voar de avião ou de acidentes aéreos.

Valor Consulta Psicóloga Renata






Não quero informar nome ou e-mail





Fobia social = medo de falar em público ou de aglomeração

Quem sofre com esta fobia evita estar em eventos públicos ou diante de uma plateia. Só de pensar em fazer uma apresentação pode desmaiar ou ter uma forte dor de barriga. Esse tipo de fobia pode, inclusive, causar depressão devido ao isolamento. É um medo que costuma ter origem na infância ou na adolescência.

Hemofobia = medo de sangue, injeções e ferimentos.

Sentar na cadeira do dentista, fazer a coleta de sangue para exame ou tomar uma injeção são situações de desamparo para quem sofre com esta fobia. Por este motivo, na maioria das vezes, a pessoa evita hospitais e ambulatórios, só enfrentando-os quando a situação é de extrema necessidade.

Como surgem as fobias?

Cerca de 10% da população mundial sofre de algum tipo de fobia e qualquer um pode ser acometido em qualquer fase da vida. Quem conviveu com pessoas fóbicas na infância apresenta maior predisposição a desenvolver o problema. Traumas relacionados com o objeto causador do perigo também podem resultar em fobias.

A maioria dos medos pode começar até mesmo na fase gestacional, influenciados pela transferência de emoções, sentimentos e pensamentos dos pais. O que significa que muitos dos medos manifestados quando adultos foram gerados ainda no ventre materno ou no período da infância.

Entendendo os tipos de fobia

Tratamento psicológico

As fobias paralisam, roubam a liberdade de ir e vir, tiram as pessoas do convívio social e ainda provocam sintomas físicos. Esses fatores levam as vítimas deste transtorno a buscar a ajuda de psicólogos para se livrar do tipo de medo que te torna escravo e refém.

O psicólogo, através de técnicas e terapias, têm condições de identificar a origem da fobia e tratá-la de forma que o paciente consiga vencê-la e voltar a ter uma vida normal.

6 técnicas de relaxamento para superar fobias

Aprenda a superar fobias usando técnicas de relaxamento. Assim você conseguirá ter uma vida mais tranquila.

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Superar fobias não é uma tarefa fácil, pois, as fobias ficam registradas na mente humana de diversas formas e geram cognição quando passamos por situações específicas. Se você tem alguma fobia incontrolável, provavelmente precisa recorrer e buscar apoio junto a um psicólogo. 

Algumas técnicas de relaxamento podem contribuir positivamente ajudando a lidar com fobias e enfrentar situações que causariam pânico. Essas técnicas podem ajudar de modo imediato e em curto prazo contribuir com questões subjacentes ligadas a fobias mais severas. 

As técnicas de relaxamento não substituem um tratamento terapêutico. Inclusive essas técnicas são usadas como apoio na terapia cognitivo comportamental. Mas servem como paliativo e em alguns casos podem contribuir com a programação neurolinguística da mente, não eliminando, mas oferecendo alternativas para lidar com o problema. 

Pesquisas realizadas sobre fobias demostraram que a região do cíngulo anterior do córtex sofre diminuição quando as pessoas são expostas aos objetos de suas fobias. Essa região é ativada em casos de transtorno obsessivo compulsivo, estresse pós-traumático, síndrome do pânico, assim como tem relação e sofre alterações em situações de medo e que geram ansiedade

Assim, acredita-se que a meditação e algumas técnicas de relaxamento podem contribuir promovendo alterações no córtex pré-frontal, hipotálamo a região do cíngulo anterior do córtex, núcleo duro das emoções, agindo como um antídoto contra o medo excessivo e ansiedade, diretamente ligados a esse transtorno. 

Confira algumas técnicas de relaxamento que podem ajudar a superar fobias e encontre a que mais combina com você:

1) Relaxamento Muscular Progressivo

O relaxamento muscular progressivo é uma técnica onde você se concentra para desligar parte ou grupo de partes de seu corpo desde os pés até a cabeça. Consiste em contrair e relaxar as partes do corpo, principalmente diante de situações de pânico ou diante do objeto de fobia. 

Essa técnica por ser usada de modo isolado, assim como anteceder outras técnicas de relaxamento. Também pode ser utilizada para a programação neurolinguística, durante a qual você estimula a reprogramação do cérebro. 

2) Meditação para superar fobias

São diversos os benefícios associados à meditação e ela é usada para variadas finalidades. Uma delas é promover o relaxamento dos nervos, diante dos sintomas relacionados com à fobia. A médio prazo a meditação pode contribuir de forma definitiva e ajudar a superar fobias e muitas vezes está associada a outras técnicas aplicadas durante o tratamento de fobias. 

Pesquisas já demonstraram que realizar uma meditação antes de enfrentar situações de fobia ajuda a controlar as alterações físicas e mentais provocadas pelo medo, reduzir o estresse, sintomas de ansiedade e também melhorar a auto estima. 

3) Pratique Yoga

O Yoga e as técnicas de respiração utilizadas nessa prática contribui positivamente para o controle da ansiedade. Isso favorece pessoas com transtornos fóbicos. O Yoga regular irá reduzir a incidência do estresse, reduzindo consideravelmente crises de fobia, diretamente ligadas a estados de ansiedade. 

4) Visualização

A técnica de visualização consiste em concentrar sua mente por imagens calmantes. Visualizar imagens que trazem tranquilidade, viajar por paisagens que propiciam sensação de paz e segurança, até imagens abstratas podem promover o relaxamento da mente tem ajudado muitas pessoas a superar fobias, medos, pânico. Elas são especialmente úteis em uma crise já em andamento e na manifestação de sintomas ligados a esse transtorno.

5) Relaxamento Autógeno

O relaxamento autógeno utiliza técnicas de visualização, respiração intencional e movimentos físicos repetidos de modo integrado. Existem diversas sequências de exercícios de relaxamento e você precisará aprendê-los uma vez que é induzido e exige a prática com posturas corretas, que não prejudique seu corpo. 

Diversos benefícios estão associados ao relaxamento autógeno, em termos físicos ele fortace o sistema imunológico, reduz alergias, promove qualidade no sono, diminui colesterol e risco de doenças cardíacas, dores crônicas, baixa a pressão arterial, entre outros. Em termos psicológicos reduz medos, ansiedade, estresse e a fadiga. 

6) Cadeia de Excelência 

Essa técnica integra práticas de programação neurolinguística e associa mente e corpo, respiração e posturas. A respiração terá efeito tanto sobre o corpo quanto na mente. A oxigenação do cérebro reduz os níveis de cortisol. Assim, influenciará as emoções. 

Ao mudar o ritmo e frequência de respiração, ocorre uma mudança no funcionamento do corpo assim como você entra em outro estado emocional. E  o mesmo ocorre com a mudança de posturas. Isso irá promover uma mudança e controle dos estados de ansiedade e estresse, facilitando e agindo de modo rápido no controle de fobias.

Essas e outras técnicas de relaxamento podem ser aprendidas e usadas para superar fobias. O confronto de fobias não é uma tarefa fácil, exige mudanças no estilo de vida, e mesmo sentido que damos as situações. No entanto, essas técnicas podem promover uma série de benefícios e transformar sua vida.

Interessou-se por este tema 6 Técnicas de relaxamento para superar fobias? Então você pode se interessar por esse também: Como a leitura é capaz de ajudar no tratamento de ansiedade e estresse

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Fobia Social

    Fobia Social
    Fobia Social é mais comum do que se imagina. Entenda o que é Fobia Social, como identificá-la , entender suas características e como tratá-la
  • Psicólogo: Pânico, Medo e Fobia

    Psicólogos para pânico e fobia em São Paulo. Conheça os psicólogos que atendem questões de pânico e fobia, veja artigos sobre o tema e marque sua consulta
  • Ansiedade

    Ansiedade, Psicólogo e Terapia
    Ansiedade é um distúrbio emocional causado pelo medo excessivo do futuro. Descubra como controlar a ansiedade seguindo algumas dicas muito simples e práticas.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana

A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *