Newsletter
Assine Aqui

Psicólogo dá 9 dicas para parar de fumar

Psicólogo dá 9 dicas para parar de fumar

Parar de fumar é muito difícil para muitas pessoas. Isso porque o cigarro acusa dependência química, psicológica e também social. Tudo o que está relacionado ao cigarro, torna o vício mais severo, uma vez que se trata de uma droga lícita e acompanha diversos momentos do dia. 

De acordo com psicólogos, ao contrário da bebida, por exemplo, o hábito do cigarro está relacionado com emoções e situação cotidianas. Se você está irritado ou relaxado, se está cansado ou apenas ocioso, se está ansioso ou entediado, se está tomando um café ou acabou uma refeição, se está esperando algo ou concluiu alguma tarefa, o cigarro estará lá como uma opção de pausa. Ele acaba sendo uma companhia, uma barreira, um passatempo. 

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Por isso, e claro, pelo consumo de  nicotina, substância que atua como estimulante do sistema nervoso, pressão sanguínea e ritmo cardíaco, enquanto o alcatrão é altamente cancerígeno, sendo encontrado em minas de carvão, por exemplo. Há também o monóxido de carbono, que é um gás de alta toxidade e outras diversas substâncias nocivas ao corpo. 

Não adianta apontar para um fumante todos os prejuízos causados pelo cigarro à saúde, pois isso não será o bastante para ele parar de fumar.

É necessário um desejo interno, uma busca por mudança no estilo de vida e ele dependerá de apoio, incentivo, além de aprender a lidar com a culpa, com os sintomas de abstinência e dificuldade de concentração, principal queixa de pessoas que ficam sem fumar.

No entanto, existem algumas dicas e métodos naturais e efetivos que podem ajudar nesse processo e contribui com o objetivo de parar de fumar. Confira abaixo uma lista de alternativas para alcançar esse objetivo:

1) Tenha paciência e associe técnicas

Valor Consulta Psicóloga Renata






Não quero informar nome ou e-mail





Não adianta ter pressa ou deixar a ansiedade tomar conta desse processo. Parar de fumar exige paciência e mudança de hábitos. Para isso, associe técnicas que são comprovadas e podem realmente facilitar esse processo. Você não vai se arrepender e terá a sensação de estar seguindo um método que dê mais segurança para se livrar do cigarro.

>>> Leia também: Transtorno de Ansiedade Generalizada 

2) Faça exercícios físicos

Exercícios físicos ajudam na produção e liberação de endorfina, muito impactada pela nicotina. Essa prática pode ser uma grande aliada na hora de parar de fumar. Basta uma caminhada em ritmo intenso ou uma pedalada duas ou três vezes por semana e você já sentirá muita diferença.

3) Reduza a bebida alcoólica e o café

Esses são hábitos totalmente associados ao consumo de cigarros. Em seu cérebro isso é um gatilho. Por isso, tente trocar o álcool e o café por sucos e chás, ou apenas reduzir o consumo, já ajuda muito.  

4) Lembre sempre do seu propósito para parar de fumar

Qual o principal benefício em parar de fumar para você? Essa é a razão para superar as dificuldades, portanto, pensamento fixo no seu propósito. 

5) Não existe jeito fácil, mas existem paliativos

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

É bastante difícil parar de fumar, muitas pessoas irão lembrá-lo disso. Você também vai encontrar outras que podem afirmar que pararam e nunca mais voltaram a fumar. Não se compare.

Não existe jeito fácil para abandonar um hábito, por isso aposte em paliativos, sem tanta cobrança interna e saiba que esse é um processo gradativo. 

6) Experimente os Vipers como alternativa

Os vipers ou vaporizadores podem ser uma alternativa interessante para quem quer parar de fumar. Eles não produzem monóxido de carbono, nem contém tantas substâncias nocivas quanto o cigarro, e podem ter os níveis de alcatrão e nicotina dosados e reduzidos aos poucos.

Existem indícios que pessoas que usam esses aparelhos conseguem reduzir consideravelmente o consumo de cigarros e mesmo param de fumar. 

7) Homeopáticos e fitoterápicos

Já ouviu falar que sementes de cardamomo, balas de gengibre, florais, gomas de nicotina, podem ajudar nesse processo? Isso porque eles contêm substâncias que auxiliam na liberação de dopamina, e em alguns casos até ajudam a repor a própria nicotina que causa tanta dependência. Pesquise e encontre algum artifício para auxiliá-lo quando a vontade de fumar for demais. 

8) Hipnoterapia, acupuntura e terapias alternativas

Algumas técnicas integrativas e alternativas podem contribuir muito com sua meta de parar de fumar. Com a hipnoterapia você pode com o auxílio de um profissional, reprogramar seu cérebro para rejeitar cigarros, a acupuntura pode ajudar de modo físico a reduzir essa dependência, e existem outras técnicas para isso. 

O mais importante, procure ajudar se entender que sozinho não está obtendo êxito em sua caminhada contra esse vício. Não há mal nenhum nisso e essas terapias podem contribuir com autoconhecimento tão importante em diversos aspectos da vida. 

9) Não pense muito sobre tempo, futuro ou mantenha-se positivo

Tente se manter no presente, não se preocupe em contar os dias sem cigarros, faça planos, mas sem pensar demasiadamente sobre o futuro. Controle a ansiedade. Concentre-se em se manter positivo e valorize sim pequenas conquistas.

Saber que você não recorreu ao cigarro em determinadas situações, ou apesar de alguns problemas, já é uma vitória imensa. Mesmo que pareçam pequenas, são suas conquistas, reconheça seu esforço. 

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Ansiedade

    Ansiedade, Psicólogo e Terapia
    Ansiedade é um distúrbio emocional causado pelo medo excessivo do futuro. Descubra como controlar a ansiedade seguindo algumas dicas muito simples e práticas.
  • Compulsão por exercícios físicos

    Compulsão por exercícios físicos
    Compulsão por exercícios físicos tem sido uma procura constante nos consultórios de psicologia. Saiba como ela acontece, o que precisar ser feito de acordo com o psicólogo.
  • Tipos de Compulsão

    Tipos de Compulsão
    Ser compulsivo pode estar ligado a muitos fatores: compulsão por compras, compulsão por alimentos, compulsão por jogo. Existem muitas maneiras de compulsão e, quando diagnosticado como “compulsão”, precisa ser cuidado.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana

A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *