Você é uma pessoa autêntica?

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Você é uma pessoa autêntica

Uma pessoa autêntica é facilmente identificada pela boa vibração que exerce ao chegar a algum lugar e tocar a vida dos outros. O modo de se expor, de agir e se comportar desperta admiração, confiança e faz com que os outros se sintam à vontade em sua presença, pois não se atém a preconceitos ou julgamentos que normalmente “travam” ou “encolhem” muitos tipos de pessoas.

O autêntico é o que é, sem medo ou vergonha de ser. Mas nem sempre funciona de maneira tão positiva assim: a autenticidade, quando exagerada, pode até causar alguns conflitos ao ser confundida com arrogância, por exemplo, e, nestes casos, a conversa com um psicólogo é importante para encontrar um modo de ser autêntico com equilíbrio e respeito às opiniões e comportamentos das outras pessoas.

Você é uma pessoa autêntica?

Para saber se você é uma pessoa autêntica na medida certa, veja alguns traços que identificam esse comportamento:

Sabe expor suas ideias:

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Pessoas autênticas não escondem sua opinião. Quando tem algo a dizer, falam mesmo, mas isso deve ser feito sempre com o cuidado de não ferir o outro.

Não têm medo de ser criticadas por expor suas opiniões porque sabem que a crítica é algo inerente ao ser humano e, muitas vezes, está relacionada somente ao ponto de vista e não é necessariamenrte uma questão pessoal.

Segue suas intuições e desejos:

Os indivíduos autênticos são movidos por seus valores e fazem aquilo que desejam. Não procuram satisfazer ou depender de outros para alcançar objetivos ou para deixar o outro feliz.

Respeitam a si mesmos:

Existem pessoas autênticas rodeadas por amigos devido à facilidade de relacionamento e existem as que são mais introspectivas e preferem um círculo menor de amigos. Mas o que importa mesmo para elas, é que seus valores sejam respeitados. Elas jamais farão algo que possa prejudicá-las.

Valorizam os outros

Ao mesmo tempo, pessoas autênticas sabem que, assim como si próprio, cada um é especial e por isso não se atém a padrões de beleza. Procuram conhecer e valorizar os outros como são.

Se conhecem bem

Conhecem seus pontos fracos e defeitos e sabem como administrá-los da melhor forma possível.

Cuidam de si:

Se valorizam e, portanto, quase sempre procuram manter corpo e mente saudáveis. Para isso, a maioria é disciplinada no cuidado com a beleza, faz exercícios físicos regularmente, tem uma alimentação saudável e cuida dos seus relacionamentos. Os autênticos são capazes de estabelecer prioridades e administrar o tempo.

Não julgam:

Não perdem tempo com julgamentos porque entendem que cada um sabe como deve trilhar seu caminho. Quando têm alguma opinião a respeito de outra pessoa, esperam que peçam e, aí sim, manifestam sem a intenção de julgar ou cobrar posteriormente. Até mesmo para dar conselhos são comedidas. Não aconselham nada que elas mesmas não fariam ou que seja algo que não possa ser realizado.

Quando a autenticidade incomoda?

Existem pessoas que têm problemas em lidar com pessoas autênticas. Muitas vezes, o fato de elas expressarem suas opiniões livremente pode assustar ou provocar uma reação negativa no outro.

As pessoas em geral estão acostumadas com máscaras e com conformidade a padrões estabelecidos. E quando se deparam com alguém que foge destes padrões e comportamentos, elas sentem-se incomodadas e, muitas vezes, ficam com raiva, inveja ou desprezo.

Devido à autoconfiança, a pessoa autêntica pode passar uma imagem de soberba ou de alguém que quer aparecer mais que os outros. Essa impressão pode criar antipatia em quem não a conhece.

Por isso, a pessoa autêntica precisa saber muito como lidar, de forma equilibrada, em todas essas situações para não ser mal interpretada.

Onde entra o psicólogo?

A dificuldade de ser aceita, muitas vezes, pode levar a pessoa autêntica a conflitos. Apesar de sua autoconfiança, nestes casos, um psicólogo pode ajudar a entender a situação, identificar se há alguma atitude específica a ser trabalhada.

Por outro lado, pessoas que não conseguem atingir a autenticidade também podem procurar o psicólogo para descobrir o que deve ser mudado, que conceitos precisam ser reforçados para que possa se tornar uma pessoa mais autêntica e bem-sucedida.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Pessimismo

    Uma pessoa pessimista
    O pessimismo não é necessariamente um problema na vida das pessoas, mas pode-se perder o controle em relação ao mesmo. Acesse e saiba mais
  • Todos os psicólogos atendem a todas as demandas?

    Dentre tantas técnicas, abordagens e opções de consultórios e clínicas, como saber qual psicólogo é ideal para o meu caso? Uma dúvida bastante comum quando alguém decide procurar um profissional é se todos os psicólogos são capazes de atender a todas as demandas.
  • Razão x Emoção

    Razão e Emoção é um conflito que há muito tempo permeia nossas vidas, relações, decisões. Entenda as principais características de acordo com a psicóloga

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.