Pais e Filhos Adolescentes

Pais e Filhos Adolescentes

Filhos querendo ser aceitos e se auto afirmar, pais tentando encontrar um equilíbrio entre a aceitação e a imposição clara de limites… Difícil encontrar um equilíbrio nesta balança!

Você sabia que muitas vezes os comportamentos difíceis que seus filhos apresentam estão relacionados à insegurança que sentem? Lembre-se da sua adolescência, talvez você gostaria de ter sido tratado como adulto, quando na verdade ainda não tinha maturidade para isto. Talvez você gostaria de ter recebido mais afetividade, quando seus pais só haviam aprendido a serem duros. Talvez você tenha repetido para si mesmo: não vou cometer os mesmos erros que meus pais, mas percebe que você e seu filho passam por situações parecidas com a que você viveu.

Como lidar com uma fase tão difícil onde parece que nenhum esforço é suficiente, ou que esta situação não vai passar nunca?

Os pais precisam encontrar ferramentas para conseguir alcançar o mundo dos filhos, o que é um verdadeiro desafio! A comunicação assertiva é uma aliada dos pais, pois muitas dificuldades ocorrem porque os pais não conseguem compreender ou não conhecem os sentimentos de seus filhos, pouco sabem sobre suas vivências, não conseguem determinar claramente os limites, nem expor seus motivos com clareza.

Vamos fazer um rápido exercício sobre comunicação entre pais e filhos:

Digamos que seu filho e você tem uma discussão feia, onde nenhum dos dois consegue acalmar os ânimos. Ele claramente passa dos limites, chegando a desrespeitar você. Qual sua reação:

1. Fica extremamente exaltado, pergunta quem ele pensa que é para falar assim e faz diversas ameaças para garantir que ele pare.

2. Fica muito chateado, mas prefere não continuar para não piorar as coisas. Vai para o quarto mas não consegue esquecer o assunto, pensa nisto por horas e não consegue entender como o relacionamento de vocês chegou a este ponto.

3. Fala em tom firme (porém não agressivo), que não irá tolerar este comportamento em casa e que ele não tem permissão para falar assim. Deixa claro o que espera de seu filho: respeito aos limites, educação.

Se as suas opções de resposta seriam 1 ou 2, talvez você precise de uma orientação mais consistente sobre a comunicação com seu filho, pois podem estar havendo falhas. O agravante é que como consequência destas falhas os pais sentem-se impotentes (não conseguem os resultados que desejam), os filhos não conseguem entender onde estão errando e continuam buscando aceitação de maneiras inadequadas, e o relacionamento por muitas vezes só piora.

É muito importante que os pais sejam firmes quando necessário, porém sem chegar ao ponto de serem agressivos. Deixem claro exatamente o que esperam de seus filhos, certifiquem-se de que eles entenderam, negociem se necessário, mas faça cumprir os combinados. Esforce-se para compreendê-lo, mesmo que na maioria das vezes ele não esteja disposto a falar. Lembre-se ele ainda esta aprendendo a ser adulto e maduro.

Havendo maiores dificuldades, procure um profissional. O atendimento pode ser realizado diretamente com o adolescente, ou em formato orientativo com os pais.

Autora: Ana Perez (Psicóloga CRP 06/103606)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.