Você sabia que o divórcio pode ser saudável?

Você sabia que o divórcio pode ser saudável

Quando um casal está prestes a se casar imagina uma vida cheia de amor, cumplicidade e carinho. Porém, lamentavelmente, a realidade nem sempre é tão cor-de-rosa e surgem alguns obstáculos no caminho. Dependendo do grau destes obstáculos, o casal não consegue superá-los e chega à separação. Ao contrário do que se pensa, no entanto, o divórcio pode ser algo saudável, principalmente se orientado por um psicólogo ou através da terapia de casal.

Como um divórcio pode ser saudável?

Normalmente o fim de um casamento provoca várias emoções, que vão desde tristeza, raiva, medo e até a sensação de abandono e de perda de tantos sonhos. Essas emoções podem atingir as pessoas em qualquer fase da separação, mas, com certeza, com o passar do tempo irão perdendo a intensidade.

O importante é justamente dar tempo ao tempo e cuidar desses sentimentos. Assim, será mais fácil lidar com os assuntos relacionados ao divórcio e com o dia a dia em geral.

A mediação de um psicólogo pode ajudar bastante a tornar o divórcio mais saudável. Até porque, vê-lo como uma batalha, só tornará as coisas mais difíceis. A intervenção de um profissional ajuda a manter os ânimos calmos e as negociações mais fáceis, ainda mais quando as necessidades dos filhos estão envolvidas.

Conversar com o ex-cônjuge durante uma terapia de casal não é uma tarefa das mais simples. É preciso lembrar tudo o que quer falar no momento deste encontro. Portanto, o ideal então é fazer anotações a respeito de todos os pontos que quer levantar durante esta conversa para não esquecer nada. Seguir um roteiro melhora a comunicação e controla a emoção de envolvida.

A separação quando envolve filhos

É bastante difícil para as crianças verem os pais se separando. Mas eles se recuperam mais rápido do que quando veem os pais sob o mesmo teto brigando o tempo todo.

Cabe aos pais deixar as crianças de fora dos conflitos que envolvem o divórcio. A alienação parental pode levar os filhos a desenvolver problemas psicológicos e sociais. Importante é levantar o diálogo e mostrar às crianças quais são os planos dos pais com o divórcio. Ouvir o que elas têm a dizer também as ajuda a entender melhor todo o processo.

É importante lembrar que mudanças bruscas também causam impacto na vida dos filhos. Por isso, se possível, o melhor é prepará-los um tempo antes para as alterações que virão.

Como funciona a terapia de casal?

A terapia pode ser útil para um casal que está em vias de se divorciar, tornando assim todo o processo mais fácil e saudável. Neste tratamento, o diálogo é conduzido de uma forma mais respeitável e amena, sem acusações e agressões.

A terapia de casal ajuda, também, no entendimento de como os dois deverão proceder com os filhos para minimizar os impactos da separação sobre eles.

Ajuda psicológica

Nesse processo de retomada de vida, após um divórcio, o psicólogo tem sido o profissional mais indicado para ajudar. O acompanhamento dele leva o casal a avaliar o que aconteceu de errado no casamento para que o mesmo padrão não seja repetido em relacionamentos futuros.

Além disso, tanto o homem, quanto a mulher, passam a se valorizar mais e se motivam a buscar seus interesses e a recuperar o amor próprio.

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.