Terapia entre amigos

Terapia entre amigos

Sair para se divertir, conversar, bater um papo que não seja sobre o trabalho, mas sobre aquele esporte que você pratica ou aquele programa de TV que você adora assistir às seis da tarde. Esses são alguns meios de eliminar o estresse do dia a dia e deixar de lado os problemas, mas, além disso, são práticas que ajudam a melhorar a relação com seus amigos e familiares.

Muitas vezes você pode estar se sentindo mais triste que o normal, desanimado com situações que vêm ocorrendo em sua vida e fica com dúvida para quem recorrer, não é mesmo? Nesses momentos, é muito importante procurar um psicólogo para verificar se sua tristeza é comum ou sintomática de alguma doença da mente.

Pensando no valor terapêutico da amizade, no post de hoje decidimos abordar essa questão, o que realmente significa ter amigos e como um psicólogo pode te ajudar caso você esteja com dificuldades nessa área. Vamos lá?

O valor terapêutico da amizade

Que é bom ter amigos, todo mundo sabe. Mas, e se refletirmos um pouco mais? Por que será que nos sentimos bem rodeados de pessoas tão diferentes, mas que ao mesmo tempo nos compreendem como ninguém?

Amigo é aquele com quem conseguimos conversar sobre praticamente tudo, relevando nossos sentimentos mais íntimos. Não há julgamento ou constrangimento, e o amor não tem definições ou explicações. Os laços de uma amizade são profundos e vão desde uma palavra de conforto até algum conselho duro, quando necessário. Mas, qual o valor terapêutico de uma amizade?

Um amigo nos faz crescer e amadurecer, pois é uma pessoa que faz parte de nossa vida por escolha e com quem aprendemos a conviver. Com ele, aprendemos o que é amor incondicional e são nossos primeiros vínculos de relações de paridade, ou seja, não há autoridade e sim respeito mútuo.

Com a troca de experiências, aprendemos mais sobre nós mesmos e conhecemos novos modos de se relacionar com as mais diversas personalidades. Aprendemos a ser flexíveis, compreensivos e conselheiros.

Conheça cada um de nós lendo nosso perfil individual em psicólogos sp. Você poderá também ver os horários disponíveis e agendar sua consulta ou ainda solicitar que a nossa secretária ligue para você.

Por que a amizade é tão importante?

Provavelmente você já deve ter ouvido falar que o ser humano não nasceu para ser solitário. Somos seres sociais, que necessitam constantemente de outros para complementar a nossa felicidade. Queremos testemunhas para nossas vitórias e derrotas, pois é com a amizade que construímos a afetividade e manifestamos e experimentamos o amor e o carinho, sentimentos que nos tornam humanos. Um amigo é uma fonte de segurança e também um apoio psicológico – que todos nós precisamos.

Mas, e quando você não tem amigos? O que acontece quando você tem dificuldades em se socializar? Está na hora de procurar a ajuda de um psicólogo!

Fobia social: como um psicólogo pode auxiliar?

Algumas pessoas apresentam certo grau de timidez e têm dificuldades em se relacionar em novos ambientes ou com muitas pessoas – principalmente estranhas. Falar em público ou encontros sociais tornam-se traumas e são situações altamente estressantes. O valor terapêutico da amizade não é visto por essas pessoas, pois elas sentem-se inseguras e ansiosas em situações que exigem uma interação social.

Quando em maior grau, essa situação é chamada de fobia social e é muito importante o papel de um psicólogo para uma avaliação de sua saúde mental e para identificar quais os sintomas que são causados ela ou por alguma outra condição de saúde. Além disso, um psicólogo está preparado para entender melhor seus sintomas, quais as situações em que eles costumam ser recorrentes e de que maneiras é possível lidar com eles e finalmente desfrutar do poder de uma amizade.

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.