Como saber se é a hora certa para o casamento?

Como saber se é a hora certa para o casamento

O sonho do casamento faz parte do imaginário de muitos homens e mulheres. Durante um namoro sério, é comum que a ideia de realmente se unir para sempre comece a surgir. Mas como saber se é a hora certa do casamento? Será que o casal está preparado? Alguns fatores precisam ser levados em conta nessa decisão, como economias, trabalho, casa e estilo de vida.

O casamento é um momento mágico! Família e amigos reunidos, festa, comida, música e muita alegria. Mas o que vem depois desse dia pode não ser tão simples assim. Cada um de nós possui a sua personalidade e hábitos, e conviver diariamente com outra pessoa, que também tem suas características próprias, pode gerar alguns conflitos.

Será que vocês estão prontos para dar esse próximo passo? Antes de tudo, é preciso que o casal converse muito e seja honesto sobre as expectativas do relacionamento e planos para a vida. Nesse momento da tomada da decisão, um psicólogo também pode ajudar os parceiros a avaliar e descobrir seus sentimentos e vontades.

5 pontos para pensar antes do casamento

1 – Quais são as suas prioridades na vida?

Muitas pessoas possuem planos bem concretos para a sua vida. Você já os contou ao seu parceiro? Algumas prioridades precisam ser divididas para não gerarem conflitos no futuro. Por exemplo: os dois querem ter filhos? Existe a vontade de morar fora do país? Quais são os seus planos profissionais? É de extrema importância que o casal tenha as mesmas prioridades e vontades para o resto dos anos.

2 – Estabilidade financeira

Vocês já fizeram o cálculo de quanto gastariam por mês morando juntos? Nessa conta entra o aluguel e condomínio (se for o caso), conta de luz, água, plano de internet, planos de celulares, despesas extras (clube, academia e outras atividades), supermercado e impostos. Ter uma ideia desse orçamento ajuda a saber se os seus planos podem se concretizar. É interessante que ambos os parceiros já tenham adquirido independência financeira e possuam uma carreira estável para contribuir nas despesas da casa e não sobrecarregar ninguém.

3 – Quem casa, quer casa!

Se a ideia de acordar todos os dias juntos parece muito boa, vocês já pensaram onde isso iria acontecer? Como diz o ditado, noivos querem ter a sua própria residência. Alguém já possui um imóvel? Se sim, já é um bom caminho. Caso contrário, vocês podem avaliar qual é a melhor solução, como alugar um imóvel, comprar algo na planta (pois costuma ser o melhor preço do mercado) ou entrar juntos em um financiamento.

Também é interessante conversar sobre o tipo de imóvel que ambos se imaginam morando. Casa ou apartamento? Em que bairro? Antigo e espaçoso ou novo e mais apertado?

4 – Adeus à antiga vida

Vocês estão prontos para se despedir da antiga rotina? A liberdade da vida de solteiro não vai mais existir, a privacidade individual diminui, vocês passarão a morar longe dos seus pais, farão parte de uma nova família (que pode ter costumes bem diferentes) e terão que arcar com novas responsabilidades. Pensem sobre isso e avaliem se vocês sentem-se prontos para virar “nós” ao invés de “eu”.

5 – É o amor!

Não adianta. Quando conhecemos a pessoa certa, costumamos saber que é com ela que queremos passar o resto das nossas vidas. Você se imagina com o seu parceiro por muitos e muitos anos? Aproveitando das qualidades e aturando os defeitos? Lembre-se de que um relacionamento duradouro demanda confiança, amizade, cumplicidade, entendimento, e, acima de tudo, vontade de fazer dar certo!

Ainda na dúvida se quer casar?

Depois de considerar todos os pontos citados, você ainda está na dúvida se deve dar esse passo? Talvez o que você precise é da ajuda de um psicólogo. Através da terapia individual, você pode conseguir maior autoconhecimento, segurança e desvendar sentimentos e vontades próprios que estavam escondidos.

Outra opção é a terapia de casal. Se ambos os parceiros toparem, os futuros noivos podem marcar uma conversa com um psicólogo e avaliar a necessidade de fazerem algumas sessões. A terapia de casal envolve a discussão dos pontos de conflito do relacionamento, ajuda no entendimento um do outro e pode oferecer a certeza que falta a vocês para, finalmente, caminharem rumo ao altar!

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.