Você descansa enquanto dorme?

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Você descansa enquanto dorme?

Uma das recomendações para termos uma vida saudável é dormir cerca de oito horas toda noite. Mas será que dormir e descansar são a mesma coisa? Quantas vezes, por mais tempo que dormimos, acordamos com a sensação de cansaço? O fato de não conseguirmos desligar de nossas preocupações diárias interfere em nosso sono. Quando os nossos problemas se agravam e ficamos dominados pelo estresse, se torna mais clara a percepção de que dormir x descansar são ações bem diferentes. Nesse momento, o ideal é procurar um psicólogo.

Quem não consegue descansar enquanto dorme, além de acordar cansado e com a sensação de que dormiu nada, ainda começa o dia irritado e mal humorado. É uma situação que precisamos compreender e, nesses casos, é necessário buscar uma solução.

Dormir x Descansar

Apesar de não serem exatamente a mesma coisa, dormir e descansar são necessários para estar bem disposto e atento durante o dia. Dormir é fundamental para repor as energias e manter o organismo saudável e funcionando perfeitamente, além de garantir a manutenção do peso e uma pele mais bonita. O ideal é cada um identificar a quantidade de horas de sono necessárias para acordar disposto no dia seguinte, apesar da convenção de que se deva dormir de sete a oito horas por noite.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Também é muito importante descansar tanto o corpo quanto a mente, no sentido de relaxar e de tentar deixar a rotina mais leve. Além de garantir uma noite tranquila de sono, descansar nos livra do estresse, da ansiedade e de outros problemas crônicos. Podemos tirar um tempo de descanso até mesmo durante o dia, nem que seja na hora do almoço.

Dicas para ajudar você a ter um sono tranquilo:

  • Mantenha o quarto escuro e confortável, com temperatura ideal e sem qualquer tipo de aparelho ligado;
  • Escolha um bom colchão e travesseiros confortáveis. Eles são fundamentais;
  • Não durma com o estômago cheio e nem tome café ou outras bebidas estimulantes antes de ir pra cama;
  • Não acesse computador ou smartphone na cama;
  • Não pratique exercícios físicos muito perto da hora de ir dormir;
  • Tome um chá ou leite morno com mel para relaxar;
  • Tome uma ducha quente. A água quente alivia a tensão muscular e deixa o corpo mais relaxado;
  • Leia trechos de algum livro minutos antes de ir deitar;
  • Medite ou respire profundamente. Isso o tranquilizará para dormir;
  • Acorde devagar, sem susto e, se possível, sem aquele despertador repetindo o toque várias vezes;
  • Se espreguice na hora que acordar. Alongue-se e medite como será o dia;
  • Não se conecte a equipamentos eletrônicos logo cedo;
  • Ao acordar, tome um bom e tranquilo café da manhã;
  • Mantenha uma rotina de horário para dormir e acordar;

Aprendendo com o psicólogo

Se estas dicas não ajudarem e você perceber que a situação vem se tornando repetitiva, não deixe esta realidade prejudicar as suas atividades diárias e sua saúde. O mais indicado é procurar a ajuda de um psicólogo para entender o que está acontecendo contigo.

O psicólogo poderá avaliar se existe alguma emoção, preocupação ou comportamento que estejam interferindo no seu descanso. O profissional irá propor um plano de ação para corrigir o desconforto.

A terapia pode ser até mesmo breve, dependendo do caso, mas certamente ajudará a tornar as suas noites mais tranquilas, promovendo o descanso necessário para garantir o bem-estar diário.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.