Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Solidão: você tem medo de se sentir só?

Solidão e Psicologia

Nenhum homem é uma ilha. Esta é uma frase muito popular, e é extremamente comum encontrarmos pessoas com medo da solidão, pois não sabem como lidar com ela.

A solidão está intimamente ligada ao sentimento de falta de uma companhia, ou então a uma falta que não se sabe explicar, pois é possível estar solitário mesmo na companhia de muitas pessoas, não é mesmo?

Entretanto, quando se sente solitário ou com um medo desse sentimento é preciso fazer um mapeamento a fim de descobrir quando ele aparece com mais intensidade em sua vida, em quais situações está presente e em quais desaparece.

Mapear seu sentimento irá te auxiliar na jornada de autoconhecimento e também a lidar melhor com os momentos de solidão.

A solidão é natural

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

É preciso compreender que a solidão é natural e perfeitamente saudável. O ser humano precisa de momentos solitários para fazer uma autorreflexão sobre seus atos, descansar e até mesmo dar valor aos seus relacionamentos.

Você não deve se sentir pressionado a ter uma vida a dois, por exemplo, porque é algo que a sociedade espera ou porque tem medo de ficar sozinho. Já ouviu o ditado “melhor sozinho do que mal acompanhado”? Ele se aplica aqui.

Não se coloque em situações desagradáveis ou indesejáveis apenas por medo da solidão. Se você costuma agir dessa forma, talvez seja hora de analisar mais a fundo seus sentimentos e o psicólogo pode te auxiliar nessa jornada.

Quando a solidão não é saudável?

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Todos precisamos de contato. O ser humano é movido por relacionamentos e uma vida social é fundamental para que sejamos plenos. Vida social, contudo, não é o mesmo que um relacionamento forçado apenas para não se sentir sozinho. Lembre-se disso.

Sendo assim, se você sente que pode estar apresentando sintomas de fobia social ou de depressão e ansiedade, pois se sente muito solitário, algo está errado. Procure um psicólogo e ele irá te auxiliar a descobrir de onde vem esse sentimento de solidão e todos os outros que costumam acompanhá-lo.

Você tem medo da solidão?

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Letícia






Não quero informar nome ou e-mail





Se você é alguém muito sociável, tem ou não um relacionamento amoroso e mesmo assim experimenta sensações de desamparo, medo e angústia ao pensar em ficar sozinho, chegou a hora de reavaliar seus pensamentos e sentimentos. É o momento de procurar um psicólogo.

Essa sensação de desamparo e um medo sem explicação podem ser sintomas de crise de pânico, ou então você pode estar despertando gatilhos de algum outro sentimento que está escondido, como medo de intimidade, por exemplo.

Um psicólogo irá te auxiliar nessa jornada de autodescobrimento, a mapear suas emoções e sentimentos e, principalmente, a identificar os momentos em que a solidão é saudável e os em que não é.

Ele é o profissional que te auxiliará a diagnosticar sua solidão e a aprender a lidar com ela.

A terapia e a reflexão são muito importantes para o seu desenvolvimento como indivíduo e o psicólogo é um instrumento importantíssimo nesse processo.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Filla Brotto

Thaiana é psicóloga e CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Thaiana Brotto é registrada no Conselho Regional de Psicologia sob o número 06/106524

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *