Traumas de infância

Traumas de infância

O impacto negativo de traumas de infância na saúde mental na vida adulta tem sido estudado e documentado há mais de 150 anos e, nas últimas três décadas, inúmeras pesquisas descobriram a conexão entre eventos traumáticos ocorridos na infância e doenças na vida adulta. Tal impacto depende de uma série de fatores, como: o tipo de trauma, sua gravidade, relações familiares e histórico de recorrência. Esses fatores são responsáveis por amenizar ou agravar o bem estar psicológico na vida adulta.

Além da saúde mental, um estarrecedor estudo publicado em 1998, que analisou 17.000 pacientes que sofreram traumas na infância, chocou os pesquisadores: pela primeira vez, um estudo comprovou que as adversidades na infância podem criar um processo de inflamação e envelhecimento celular precoce que pode encurtar a expectativa de vida em quase 20 anos. Dentre os demais efeitos nocivos na vida adulta causados pelos traumas na infância estão:

  • Alcoolismo e abuso de drogas;
  • Depressão;
  • Tendência suicida;
  • Promiscuidade e DSTs;
  • Obesidade;
  • Problemas cardíacos;
  • Anorexia/bulimia;
  • Câncer;
  • Diabetes;
  • AVC;
  • Doenças autoimunes (lúpus e esclerose múltipla);
  • Úlcera;
  • Enxaqueca;
  • Problemas nos rins e fígado;
  • Psicose;
  • Fibromialgia;

O trauma é ocasionado pela forma com que um indivíduo reage perante um evento inesperado ou doloroso, portanto, algumas pessoas podem se sentir traumatizadas e outras não, mesmo que o ocorrido tenha sido o mesmo. Alguns eventos podem ser responsáveis por ocasionar traumas, incluindo:

  • Acidentes;
  • Cirurgias ou internação hospitalar;
  • Bullying;
  • Conheça cada um de nós lendo nosso perfil individual em psicólogos sp. Você poderá também ver os horários disponíveis e agendar sua consulta ou ainda solicitar que a nossa secretária ligue para você.

  • Divórcio dos pais;
  • Desastres naturais;
  • Abuso emocional;
  • Abuso físico;
  • Abuso sexual;
  • Negligência ou abandono;
  • Presenciar violência doméstica;
  • Presenciar abuso de álcool ou drogas;

É possível recuperar-se de um trauma de infância?

Cientistas, médicos e pesquisadores encontraram uma relação entre trauma e memória. Sob certas circunstâncias e com o auxílio de um profissional especializado, é possível reverter o quadro e viver uma vida plena, evitando maior sofrimento e reações adversas que poderiam ser desencadeadas pelo evento traumático.

Por que nos lembramos de nossos traumas, mesmo após tantos anos?

No momento em que o evento traumático ocorre, a mente faz associações com as sensações, sentimentos, cheiros, sons, gosto e toque que possuem relação com o trauma. Mais tarde, qualquer sensação similar pode desencadear a memória do trauma.

Vamos pegar um trauma mínimo como exemplo:

Uma criança se afogou com uma espinha de peixe quando tinha cinco anos de idade. Hoje, com 38 anos, ela ainda não consegue comer nenhum tipo de peixe ou frutos do mar, e passa mal só de sentir o cheiro, inclusive, esta criança odeia praias.

Portanto, algumas sensações que possuem associação com o trauma, acabam por desencadear a lembrança, por mais antiga que seja a memória do ocorrido.

Como posso me recuperar de um trauma de infância?

Existem diversos métodos e terapias que podem ajudar o indivíduo a superar seu trauma de infância. É importante lembrar que a terapia voltada ao trauma não exige que o paciente lembre-se e conte todos os eventos perturbadores que lhe ocorreram. Ou seja, o objetivo do tratamento é ajudá-lo a dominar traumas, memórias e sentimentos relacionados, para que este possa seguir a vida normalmente, impedindo que os eventos passados influenciem negativamente sua vida atual e futura. O papel central do psicólogo é de prover entendimento e desenvolver força interna para enfrentar e eliminar os traumas passados.

Traumas e adversidades ocorridas na infância podem deixar cicatrizes que permeiam por toda a vida adulta do indivíduo afetado, colocando-a em risco e ocasionando inúmeras dificuldades. No entanto, nem todas as crianças que passam por eventos traumáticos são afetadas na vida adulta. Porém, para a maioria, é importante buscar auxílio, para assim eliminar as memórias e sentimentos associados aos eventos traumáticos da infância. O tratamento terapêutico é extremamente recomendável principalmente para vítimas de acidentes, violência doméstica, negligência e abusos.

Referências: http://www.ajpmonline.org/article/S0749-3797(98)00017-8/fulltext?refuid=S0266-6138(11)00071-4&refissn=0266-6138

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.