Assertividade

Hoje em dia, falar o que se quer e ter a liberdade de pensar ou expressar seus sentimentos tem sido a norma. Mas será que esta liberdade, de fato, emancipa a condição de autonomia e libertação?

A assertividade, para a psicologia, não tem nada a ver com questões ligadas a liberdade de pensamento ou desabafo de julgamentos e opiniões. Trata-se de uma postura positiva em relação a si e às situações da vida.

Desta forma, a assertividade não possui qualquer relação moral com aquilo que é considerado correto ou justo. É sim uma forma de manifestar atitudes, posicionamentos e ações práticas, no sentido de qualidade comportamental. 

Quais são as vantagens de ser assertivo?

Uma pessoa assertiva não se interessa por rodeios, ela desenvolverá aptidões para a objetividade. Ela será franca, aberta e sincera na maioria de suas condutas e modos de se expressar e dialogar com outras pessoas.

As relações sociais de uma pessoa assertiva provocam verdadeiras mudanças em torno de si. Não devemos confundir, novamente, ser assertivo com ser ou falar o que se considera certo. Aqui está posto a questão da sinceridade, independente do julgamento moral. Nem toda pessoa sincera é assertiva, mas toda pessoa assertiva é sincera.

A assertividade está inserida na capacidade de controlar as emoções, para que a sua consciência seja racionalizada e materializada na ação prática positiva. Por isto, a pessoa assertiva afirma um posicionamento mais claro e firme e dificilmente estará hesitante em relação a alguma coisa.

No momento em que dela se apodera uma indecisão, ela saberá imediatamente como agir, mesmo sem ter conhecimento do assunto em questão. 

A afirmação positiva constante garantirá para a pessoa assertiva um acréscimo e grau na sua autoestima. A assertividade possui as seguintes vantagens:

Com toda certeza, a pessoa assertiva possui mais saúde em suas condições emocional e psicológica. Diferentemente de um robô, que deleta as emoções e os conflitos pela lógica, a pessoa assertiva sabe lidar com seus problemas de outra forma.

O processo de autocrítica e impessoalidade na hora de fazer uma crítica exprimem como a assertividade é possível mesmo para quem não tem propensão ao otimismo. A assertividade não é uma dádiva herdada, ela se adquire via construção pessoal e por ambientes que favorecem a sua capacidade.

Porque algumas pessoas não possuem assertividade?

Quando falta assertividade para uma pessoa, é comum que ela enxergue o mundo repleto de culpas e erros. Geralmente esses erros são justificados pelas ações dos outros e não de si, é praticamente penoso construir atitudes assertivas.

>>> Leia também: Autoconhecimento.

Muitas vezes, para estas pessoas, é preferível andar em círculos, fugir do confronto, justificar a culpa em situações externas, não agir, do que assumir claramente uma naturalidade. 

Primeiramente, a assertividade se relaciona com escolhas. Na maior parte do tempo a pessoa sabe o que é certo dizer, ou ter noções sobre ser franca e honesta, falar com retidão e abandonar pensamentos negativos.

As informações e o acesso a elas são garantidas no mundo moderno. As escolhas no trajeto da vida indicam as orientações tomadas no sentido de ser assertivo ou não ser. Respeitar as opiniões diferentes e saber posicionar-se perante condições adversas é tão importante quanto o saber iluminado. 

A assertividade é uma ótima escolha

Para tentar começar a mudar as posturas diante das situações contraditórias ou problemáticas, aqui vão algumas dicas para a prática da assertividade:

  1. Primeiramente ouça, escute sempre o que a pessoa diz, independente como ela se expressa.
  2. Tente ser compreensivo em relação a opiniões diferentes da sua; não faça pré-julgamentos.
  3. Se não concordar com o argumento, evite responder agressivamente, apenas reforce mentalmente o seu posicionamento com uma argumentação clara, objetiva e factual.
  4. Não faça rodeios ao argumentar, a menos que determinada explicação exija uma introdução a algum assunto específico.
  5. Cuide do tom de voz e de gestos agressivos; a forma de falar e de articular expõem de antemão a sua argumentação de modo negativo, independente da sua razão.
  6. Tenha humildade em não saber; o fato de não ser o dono da verdade não o fará menor incapacitado para sempre aprender e mudar.
  7. Busque modelos de comportamentos assertivos.

A assertividade está relacionada com a habilidade de dizer e agir conforme a ética e o bom senso que necessário em cada momento. Sem ela, é praticamente impossível praticar a livre comunicação e o ideal de pensar e dizer livremente as coisas, com respeito.

A intolerância é o descontrole emotivo que automaticamente geram comportamentos agressivos e irracionais.

Seja assertivo, busque a terapia adequada para lidar com a adversidade e a intolerância. Isso ampliará as possibilidades de se tornar assertivo. Consulte nossos textos sobre otimismo e assertividade com mais dicas!

Se você gostou desse artigo, pode se interessar por esse: Otimismo ou Ilusão.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Bullying Corporativo

    Bullying Corporativo com consultório do psicólogo em São Paulo
    O bullying corporativo é a situação na qual um funcionário repetidamente e durante um período prolongado de tempo está exposto a uma situação de assédio comportamental
  • É possível uma vida sem estresse?

    É possível uma vida sem estresse ? Os imprevistos sempre acontecerão, mas aprenderemos a como lidar com eles e com a ajuda de um psicólogo pode ser possível
  • Compulsão por exercícios físicos

    Compulsão por exercícios físicos tem sido uma procura constante nos consultórios de psicologia. Saiba como ela acontece, o que precisar ser feito de acordo com o psicólogo.

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.