Aprenda a lidar com essa sensação de vazio

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Aprenda a lidar com essa sensação de vazio

Já se deparou com uma sensação de vazio em sua vida? Leia o artigo e conheça algumas estratégias de como lidar com ela.

Muitos de nós, em diversos momentos de nossas vidas, nos deparamos com uma sensação de vazio. Ela ocorre em diversos momentos da vida, por razões muito diferentes. Os psicólogos afirmam que essa sensação de vazio pode ser, por exemplo, por sentir falta de alguma coisa em sua vida.

Podemos abandonar a nós mesmos inconscientemente e até mesmo em situações inusitadas. Seja por depressão e falta de motivação, ou por estar se esforçando ao extremo para obter a perfeição e a aprovação dos outros.

Podemos ainda nos abandonar quando mudamos nossas prioridades. Ao colocarmos a carreira acima do bem-estar, por exemplo, podemos deixar de dormir, de fazer exercícios, gerando uma carga de stress alta que desencadeia a ansiedade e a depressão.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Seja como for, a sensação de vazio pode ser sintoma de várias coisas. Desde uma simples mudança em nossa vida, como até de algum transtorno mais grave.

Por isso escrevemos algumas dicas para lidar com a sensação de vazio. Caso ela persista, é importante procurar um psicólogo. Ele poderá descobrir as causas do vazio e lhe dar o tratamento adequado.

Dica 1. Reconheça a sensação de vazio

Para se sentir melhor é preciso reconhecer a sensação de vazio. E mais importante ainda, seja gentil consigo mesmo. Não se sinta culpado por esse sentimento nem tente descartá-lo ou mudá-lo. Para haver mudança é preciso que haja a aceitação primeiro.

Por exemplo, se você perceber que essa sensação de vazio é oriunda da morte de um ente querido que ocorreu há anos atrás, não se culpe. Não é um luto atrasado. Sentimentos vão e vem. Além disso, é muito comum entrarmos em estágio de negação no luto.

>>> Leia também: Como lidar com o luto

Basicamente, fingimos que a morte não aconteceu e parece que não damos importância a ela. Mas, basicamente, o que fazemos é manter o buraco que a morte dessa pessoa nos causou. Fazemos isso por não aceitar a perda. E, às vezes, essa sensação de vazio volta para nos assombrar e lembrar da perda. Nesse caso, ao aceitá-la, podemos dar prosseguimento ao processo de luto que estagnou há anos.

Esse é apenas um exemplo. Há muitas causas para a sensação de vazio que podem ser desilusões amorosas, excesso de trabalho, transtornos psicológicos etc. Por isso é importante aceitar o vazio para entender a real causa dele.

E quando estiver indo buscar uma xícara de café, ou parar sua rotina por algum momento, explore sua sensação de vazio. Para isso, que tal fazer um ou outro dos questionamentos abaixo? (Não faça tudo de uma vez).

  • Eu tenho me comparado aos outros?
  • Eu digo a mim mesmo coisas positivas?
  • Costumo notar falhas ou me chamar de feio e estúpido?
  • Meus sentimentos estão sendo considerados em meus relacionamentos ou estou deixando eles em segundo plano?
  • Tenho cuidado ativamente das minhas necessidades físicas e de saúde?
  • Tenho tido comportamentos compulsivos e vícios com a finalidade de fugir de meus sentimentos?
  • Estou focado apenas nas necessidades de outra pessoa?
  • O que estou tentando provar ou ganhar?
  • Estou me culpando ou sentindo culpa por coisas que estão fora do meu controle?
  • Estou me mostrando compaixão como faria com um amigo próximo ou membro da família?
  • Estou me afirmando em minhas decisões e respeitando minhas opiniões pessoais?

Dica 2. Passe alguns dias consigo mesmo

Caso a sensação de vazio seja muito persistente, pode ser interessante fazer um exercício de introspecção. Passe alguns dias consigo mesmo, fazendo coisas que gosta e também lhe propiciando autocuidado. Tire uma folga do trabalho se for preciso!

>>> Leia também: Autossabotagem

Mas o mais importante é evitar atitudes de compulsão durante esse período. Evite álcool, jogos, drogas, TV ou qualquer atitude que vise “preencher o vazio”. Você precisa olhar para si mesmo e essas atitudes compulsivas apenas irão afastá-lo do objetivo.

Como diferentes atividades funcionam para pessoas diferentes, você pode descobrir que a meditação, a escrita ou exercícios físicos, hobbies, atividades artísticas etc. irão ajudá-lo a se conectar com seu eu.

Dica 3. Explore e entenda o que está sentindo no presente

Que tal começar a conhecer a si mesmo com um exercício bacana? Durante 5 minutos do seu dia pare e tente reconhecer o que está sentindo naquele momento. Escreva esse sentimento em um caderninho de anotações.

E descreva também outras sensações como a temperatura que seu corpo está percebendo, o ambiente, dores e outras sensações físicas. Além de retomar a consciência de si mesmo, à medida que você pratica intervalos curtos de “permissão de sentimentos”, gradualmente aumenta sua tolerância para incluir sentimentos maiores por períodos mais longos. E isso irá ajudar a diminuir a sensação de vazio.

Essas são algumas dicas para lidar com a sensação de vazio. Caso perdure ou você perceba que “está se perdendo” e/ou esteja tendo atitudes compulsivas procure um psicólogo. A sensação de vazio é o alerta que indica que algo dentro de você não está bem. Pode ser uma tristeza passageira, mas pode indicar algo mais sério e que deve ser olhado com cuidado.

Gostou do artigo? Então poderá se interessar por esse também: Tipos de compulsão.

Outros textos que podem lhe interessar

Autor: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.