O que te move?

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
O que te move

O que te faz sair da cama todas as manhãs e seguir em frente? Já parou para pensar ou você faz tudo no “piloto automático”? Muitas vezes, as atribuições do dia a dia são tantas que nos esquecemos de parar e refletir a respeito do que nos move, qual é o estímulo que temos para continuar a lutar, trabalhar, estudar, amar e cuidar da família. E, quando o desânimo chega e a vontade de fazer as coisas se vai, que ajuda procurar? Neste momento, o psicólogo poderá dar a orientação necessária.

Ritmo e mente

Quando se fala em movimento, vem logo à mente a palavra ritmo. O mundo vive em uma frequência frenética, de muia intensidade, e precisamos determinar nosso próprio ritmo. De nada adianta seguirmos o ritmo ditado pelos outros e termos conflitos para realizar nossas ações diárias. Também não podemos ficar estagnados. O jeito é descobrirmos em que velocidade queremos andar e o que nos leva a agir de determinada forma.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

É preciso identificar quais são as motivações internas que temos para enfrentar a vida e as situações que se nos apresentam por meio do autoconhecimento. Apenas nos conhecendo melhor saberemos definir quais são as nossas prioridades e nos sentiremos menos culpados com as nossas escolhas. O autoconhecimento é importante porque:

  • Nos leva a descobrir o que nos move;
  • Nos faz entender porque agimos de determinada forma diante de algum obstáculo;
  • Nos faz ter clareza do porque nos sentirmos bem com determinadas conquistas;
  • Nos faz compreender o valor dos nossos objetivos.

Qual é o estímulo que te move?

Um sonho, uma paixão, um objetivo claro são coisas que fazem com que nos movamos para alcançá-los. Várias coisas podem nos servir de estímulo para percorrer o caminho até alcançarmos o que estamos buscando. Esses estímulos, geralmente, são:

  • A alegria e o bem-estar que um encontro com determinadas pessoas nos proporcionam;
  • A determinação para alcançar aquele objetivo proposto no trabalho;
  • O pensamento positivo de que o sonho está próximo de ser alcançado;
  • A família que construímos.

Quando mantemos em mente quais são os estímulos que nos movem, fica mais fácil recorrermos a eles diante do desânimo que por vezes nos atinge. E somente quando nos conhecemos bem conseguimos administrar situações de desânimo.

Algumas vezes é complexo identificar nossos estímulos internos e então procuramos um motivo externo para nos mover. Embora mais fácil, este pode ser um caminho arriscado.

Buscar nos outros ou em fatos externos o que nos dá motivação pode levar à frustração, descontentamento e até desmotivação.

Uma conversa com pessoas com quem temos um relacionamento mais íntimo pode ajudar. A forma como elas nos enxergam, as dificuldades e qualidades que elas reconhecem em nós pode nos auxiliar a identificar quais são nossas motivações.

Ajuda psicológica

Quando os conflitos são tantos que não se consegue identificar quais os estímulos e a motivação para conquistar aquilo que buscamos ou simplesmente seguir em frente, procurar um psicólogo pode ser uma grande ajuda para organizar todos esses pensamentos.

O desânimo e a desmotivação também devem ser razões para buscar a ajuda psicológica, antes que elas possam se agravar para um estágio de depressão, onde as consequências e o tratamento serão mais drásticos.

Através da terapia, o psicólogo pode levar a pessoa a reconhecer e descobrir dentro de si quais são os motivos que a movem, o que a estimula e como trabalhar para combater o desânimo e a desmotivação.

Outros textos que podem lhe interessar

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.