Transtorno afetivo sazonal: humor alterado em épocas do ano

Categoria dos serviços da psicóloga: ansiedade

Leia o artigo e entenda como o humor é alterado em diversas épocas do ano pelo transtorno afetivo sazonal.

Você já se sentiu como uma ferramenta de meteorologia? Com quase uma precisão matemática, o seu humor e estado de espírito avisa sobre quando deve se despedir do verão ou da primavera. Como e por quê isso acontece? Já ouviu falar de transtorno afetivo sazonal? Ele é estudado pela psicologia e afeta muitas pessoas.

O que é o transtorno afetivo sazonal

Por que há mudanças de humor em relação ao tempo? Será um fator, o sol?

Na proximidade de estações com menos luz como o outono ou inverno, algumas pessoas sentem como se perdessem sua energia e potencialidade, o humor se altera, e elas se tornam mais irritáveis. Sintomas de ansiedade ou depressão parecem ganhar espaço.

O Transtorno Afetivo Sazonal (TAS) é uma condição diagnosticada com sintomas depressivos relacionados às mudanças sazonais, principalmente do outono e do inverno. Assim, o TAS é considerado como um tipo de depressão que tem data aproximada de início e término e acontece com periodicidade em todos os anos.

No entanto, com menor frequência, há pessoas que mostram o padrão oposto. Ou seja, apresentam sintomas de depressão na primavera e no verão.

Em alguns estudos realizados, por exemplo, levantou-se uma hipótese. O transtorno afetivo sazonal pode estar associado a alterações do ciclo circadiano devido às mudanças de estação.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões de ansiedade? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Não ignore esse sentimento que você possa ter todos os anos. Não o considere como apenas um caso simples de “tristeza de inverno” ou como uma crise momentânea que deve lidar sozinho. Confira algumas dicas que podem prevenir e manter seu bom-humor durante estas estações e todo o ano.

Lidando com o Transtorno Afetivo Sazonal

O Transtorno Afetivo Sazonal é uma alteração do estado afetivo causado por mudanças sazonais. Ela é mais comum ainda em pessoas que moram em países com inverno mais longo. Mas de que forma ela se manifesta e como lidar com isso?

Os principais sintomas são:

  • Tristeza;
  • Ansiedade;
  • Sentimento de depressão;
  • Perda de interesse nas coisas que gosta;
  • Irritabilidade;
  • Cansaço;
  • Aumento ou falta de apetite;
  • Aumento do sono;
  • Insatisfação sexual;
  • Dificuldades de relacionamento;
  • Pensamentos suicidas;
  • Sentimentos de culpa.

Existe ainda o caso de que, para algumas pessoas que possuem o diagnóstico de transtorno bipolar, tanto a primavera quanto o verão podem causar sintomas de mania ou hipomania. E, no caso do outono e do inverno, elas podem apresentar períodos de depressão.

Formas de prevenção

O tratamento para o Transtorno Afetivo Sazonal é bastante semelhante ao de outras formas de depressão. No caso da terapia, uma das técnicas mais utilizadas são os usos de tipos de lâmpadas especiais, chamada de fototerapia, que emitem luzes que imitam o sol. Mas lembre-se, apenas o psicólogo pode recomendar o tratamento. Não faça nada sem comunicá-lo.

Do ponto de vista, em relação ao estilo de vida, recomenda-se aumentar a prática de atividades físicas, evitar o consumo excessivo de cafeína, buscar uma dieta mais saudável e passar mais tempo ao ar livre.

O Transtorno Afetivo Sazonal existe e pode ser tratado. É normal sentir-se triste por alguns dias. Mas caso você comece a perceber que a tristeza sempre ocorre religiosamente nos mesmos períodos consulte um psicólogo.

A fototerapia não é a única terapia para o Transtorno Afetivo Sazonal. Existem também outros tratamentos, como nos casos de depressão. Você pode consultar um profissional da área da saúde mental que poderá orientá-lo a superar o distúrbio.

Gostou deste texto sobre transtorno afetivo sazonal? Então não deixe de ler sobre a depressão!

Quem leu esse texto também se interessou por:

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.