Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como encontrar a inspiração em qualquer lugar

Como encontrar a inspiração em qualquer lugar

A inspiração é vista como um fenômeno efêmero, que atinge as pessoas subitamente sem uma explicação lógica para tal. A verdade é que a inspiração é um processo. É possível usufruir de estímulos criativos e intelectuais para se inspirar no dia a dia. Até mesmo pessoas que se consideram pouco criativas conseguem fazê-lo.

Entender como funciona o mecanismo da inspiração pode beneficiar a sua vida profissional, ajudando-o a ter ideias inovadoras com recorrência. Profissionais engajados e criativos têm mais probabilidade de subir na carreira com considerável rapidez, mesmo que o trabalho desempenhado não seja do ramo criativo.

Do mesmo modo, a compreensão de como se inspirar em qualquer instante e em qualquer lugar pode lhe trazer mais felicidade no dia a dia. Como também está associada à motivação, a inspiração é uma peça-chave para a realização de objetivos profissionais e pessoais.

Neste post, você vai aprender como se inspirar propositalmente independente do “quando” e “onde”.

O que é inspiração?

A inspiração pode ser definida como um estímulo mental para fazer ou sentir alguma coisa, normalmente relacionado ao campo da criatividade. Sendo assim, ela é parte fundamental do processo criativo, quando boas ideias são formadas.

O ato de se inspirar com alguma coisa é uma escolha. Não é necessário esperar a inspiração chegar de repente enquanto você está tomando banho ou andando na rua, como se costuma pensar. Embora não seja possível obter controle total sobre ela, é certamente possível desenvolver maneiras de torná-la mais acessível.

Em uma sociedade obcecada por mensurar talentos e habilidades, muitos se esquecem do papel da inspiração. É ela que abre os nossos olhos para novas possibilidades, permitindo que encontremos meios para nos superar e reinventar dia após dia. Logo, ela é um eficiente catalisador para o crescimento pessoal e intelectual.

Por que a inspiração importa?

A capacidade de se inspirar e, por conseguinte, usar a criatividade e inovar, é muito valorizada no mercado de trabalho. Profissionais com essa habilidade ajudam a empresa a inovar, modificar processos obsoletos e entregar trabalhos de qualidade. Ou seja, eles auxiliam a empresa a crescer e se destacar em um oceano de empreendimentos semelhantes.

A nível individual, a inspiração encoraja a transformação da “mentalidade apática”. Indivíduos que pensam dessa forma deixam de considerar somente os obstáculos e começam a pensar nas possibilidades presentes em cada situação. Tudo passa a ser uma oportunidade para usar as suas competências e exercitar a mente até que o resultado seja alcançado.

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Letícia






Não quero informar nome ou e-mail





Nesse sentido, a inspiração é aliada da perseverança. Quando estamos inspirados, é um prazer trabalharmos em projetos e metas necessárias para o cumprimento de objetivos, não é? Além de nos ocuparmos com uma atividade prazerosa, trabalhamos para a preservação do nosso bem-estar.

Sem a inspiração, o mundo seria monótono e mecânico.

As pessoas não teriam a motivação necessária para criar e persistir ao encontrarem dificuldades para trazer as suas ideias à vida. As invenções que facilitam tanto as nossas vidas hoje não existiriam da forma que conhecemos, ou possivelmente nem sequer existiriam. Você consegue imaginar uma realidade assim?

A inspiração importa muito embora nem sempre nos lembramos dela. Se você é uma pessoa pouco criativa e acredita ser incapaz de usufruir da inspiração tanto em seu trabalho quanto em sua vida diária, saiba que pode aprender a se inspirar em qualquer lugar.

Como encontrar a inspiração?

O processo para encontrar a inspiração de cada pessoa é diferente, embora os fundamentos sejam parecidos. Como somos seres únicos, nos inspiramos com coisas diferentes. Você precisa aprender o que funciona melhor para você. Esse conhecimento será adquirido conforme você testa quais cenários, objetos e conteúdos ressoam com o seu gosto pessoal.

Algumas pessoas têm ideias incríveis quando estão caminhando enquanto outras são bombardeadas de inspirações após assistir a um filme. Há também quem se inspire através de conversas casuais. Alguém diz alguma coisa e pronto! É o suficiente para uma ideia interessante surgir.

Para ajudá-lo a descobrir qual é o seu caminho para se inspirar, separamos seis dicas abaixo.

1.    Esteja aberto para novas experiências

Pessoas propensas a se inspirarem com facilidade são abertas a novas experiências e ideias. Naturalmente, buscam novas informações e conteúdos distintos dos que consomem habitualmente, entrando em contato com o maior número de referências culturais, artísticas, sociais e tecnológicas possível.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Por serem flexíveis, sabem aproveitar a junção desses conhecimentos, absorvendo o útil e descartando o desnecessário.

Além disso, elas não fazem pré-julgamentos. Quando interagimos com algo novo ou uma pessoa com valores diferentes já com ideias pré-concebidas, não aproveitamos tudo o que eles têm para oferecer. Por conta dessa postura, perdemos oportunidades de crescer intelectual e criativamente.

2.    Contemple a natureza

A natureza é considerada uma fonte abundante de inspiração. A explicação para isso não reside em um componente mágico inerente às árvores, plantas e flores. Quando as pessoas estão em contato com a natureza, seja caminhando, fazendo um piquenique ou somente observando-a, elas estão com a mente desocupada.

Uma mente livre de pensamentos complicados e lembretes de pendências permite que ideias criativas se instalem mais facilmente. Por isso, muitos artistas e empreendedores relatam ter ideias legais em momentos de silêncio ao redor da natureza.

Se você está precisando de inspiração para finalizar uma tarefa, tente caminhar por uma região cercada por árvores, como um parque público, ou faça uma pausa para molhar as plantas da sua casa e observá-las com atenção. No dia a dia, você pode facilmente fazer isso ao dedicar alguns minutos para contemplar a natureza perto de onde você está.

3.    Procure fontes criativas

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Muitas pessoas acreditam que a inspiração precisa se originar de uma ideia única e magnífica, nunca pensada antes. Porém, quando paramos para analisar as artes já produzidas e as invenções já criadas, percebemos que há influências de outras obras e produtos em todas elas.

Esse processo de “roubar” detalhes de outras produções é bem comum. Ao observarmos uma obra de arte, podemos pensar em outros modos de reproduzir a mesma ideia. Da mesma forma, ao analisarmos o funcionamento de uma invenção, podemos encontrar soluções diferentes para o problema que ela se propõe a resolver.

Assim, procure fontes criativas para se inspirar. Assista filmes, veja reportagens, leia conteúdos interessantes, analise trabalhos desenvolvidos por outras pessoas do mesmo campo de atuação que o seu, leia livros de ficção e não ficção, visite museus e galerias de arte, entre outros. De preferência, faça isso diariamente, especialmente se a sua carreira depende muito do seu potencial criativo.

4.    Faça listas de possibilidades

O que são listas de possibilidades? São simplesmente listas que ajudam a expandir os seus horizontes. Por exemplo, você está no meio do desenvolvimento de um projeto importante e não sabe qual rumo tomar para concluí-lo.

Para analisar as suas possíveis rotas e tomar uma decisão, você pode fazer uma lista de potenciais soluções. É como praticar um brainstorming, processo criativo que consiste na expressão livre de ideias. Esse exercício possibilita ver as suas produções por outros ângulos, bem como considerar caminhos nunca considerados.  

Você também pode adotar o hábito de fazer listas para auxiliá-lo em seu processo de obtenção de referências. Como assim? Bom, faça uma lista de livros para ler, programas de TV para assistir, artigos interessantes na internet, e experiências de vida que deseja ter.

5.    Leia biografias

A história de outras pessoas são ótimas fontes de informação, principalmente as personalidades que você admira ou atuaram no mesmo ramo que você. Ao ler sobre a trajetória, os desafios e os acertos de outros indivíduos, você pode obter inspirações para trilhar a sua própria jornada e, ainda, saber como lidar com problemas semelhantes.

6.    Incorpore o que funciona para você em sua rotina

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Não espere a inspiração surgir subitamente, faça ela aparecer!

Faça experimentos e analise quais métodos ajudam você a se inspirar. Em seguida, incorpore o que funcionar em sua rotina. Caminhar ajuda você a ter ideias bacanas? Dê um jeito de caminhar todos os dias por, pelo menos, 20 minutos. Ler sobre um determinado assunto faz ideias pipocarem em sua cabeça? Então, leia um pouco sobre o tema diariamente.

Você pode fazer isso antes do trabalho ou de iniciar um projeto para aproveitar os benefícios da inspiração ao longo do dia. Quando você se cansar dos métodos antigos, refaça o mesmo percurso de experimentos e encontre novos métodos para preencher o tempo do seu cotidiano. Se essas atividades começarem a parecer obrigações, “tire férias” delas e as retome após um tempo.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Filla Brotto

Thaiana é psicóloga e CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Thaiana Brotto é registrada no Conselho Regional de Psicologia sob o número 06/106524

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *