Chantagem emocional

Categoria dos serviços da psicóloga: serviços variados de psicologia
Chantagem Emocional

Você convive com alguém que faz chantagem emocional? Ou já usou deste artifício para conseguir o que queria? Usar emoções – como pena ou medo – não é algo raro em relacionamentos, sejam eles de amizade, entre marido e mulher ou até mesmo entre pais e filhos. Independentemente do tipo de relacionamento, é importante saber identificar a chantagem para evitar ser manipulado.

Veja, neste texto, como reconhecer e lidar com chantagistas emocionais. Saiba também quando é hora de contar com apoio profissional de um psicólogo.

Como identificar um chantagista emocional

Um chantagista emocional, geralmente, é uma pessoa bastante inteligente. Ele consegue perceber os pontos fracos das pessoas com quem se relaciona e utiliza estas fraquezas para conseguir o que quer. Usa sentimentos como o medo, a pena e a baixa autoestima para manipular amigos, companheiros e familiares.

Para ilustrar um exemplo, vamos recorrer ao cinema. Você lembra do gato de botas no desenho Shrek e da expressão feita por ele quando queria manipular alguém? O personagem deitava a cabeça levemente para o lado, arregalava os olhos e segurava o chapéu entre as duas patas da frente. Também fazia uma expressão que dava pena em qualquer um! Este é um clássico exemplo de chantagem emocional.

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões variadas sobre psicologia? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Mas não é apenas por meio do choro ou da pena que o chantagista consegue o que quer. Ele pode usar outros artifícios, como a ameaça, para causar medo na outra pessoa. Em relacionamentos românticos, por exemplo, uma pessoa pode constantemente ameaçar deixar a outra para conseguir o que quer.

Para identificar um chantagista emocional, é preciso começar avaliando a relação como um todo: você se sente manipulado? Ou sente que faz muitas coisas que não gostaria? Este é um primeiro sinal. Depois, procure analisar situações específicas, comportamentos recorrentes da pessoa e frases repetidas com frequência. Então, responda: elas podem ser descritas como chantagem emocional?

Como lidar com a chantagem emocional

Quando se sentir manipulado, tente mostrar ao chantagista que você está no controle da situação. Se não conseguir, procure se acalmar antes de reagir. Mostrar para a pessoa que as suas emoções não são facilmente influenciadas é uma boa estratégia para quebrar o ciclo do chantagista. É claro que, se a manipulação dá certo, o indivíduo vai recorrer ao artifício mais e mais vezes.

Isso pode ser especialmente perigoso para crianças. Se o seu filho percebe que consegue tudo o que quer quando chora, por exemplo, ele pode crescer acreditando que manipular emoções é algo que traz recompensas positivas. Nesse caso, saber dizer “não” e não se deixar controlar são ações essenciais para que a criança cresça com um comportamento saudável. Pode ser uma boa ideia contar com um psicólogo que ajude a garantir isso.

Psicólogos também podem ser de grande auxílio em outros casos – como quando há chantagem no relacionamento entre casais. Nem sempre o chantagista percebe conscientemente o comportamento vicioso ou o mal que chantagem faz ao parceiro. A ajuda profissional pode contribuir, e muito, para que cada um perceba o seu papel no relacionamento e para que o casal trabalhe seus problemas a fim de conquistar uma vida a dois mais saudável.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como dar início a um projeto

    Psicólogo ensina como dar início a um projeto
    Todo projeto, seja ele pequeno ou grande, pessoal ou profissional, é necessário mais que vontade, é preciso determinação e organização. Saiba como começar.
  • Entenda como as finanças pessoais estão ligadas à felicidade

    Felicidade associada ao dinheiro
    Dinheiro e felicidade são duas coisas que sempre buscamos. De acordo com psicólogos, as finanças pessoais podem ser um caminho importante para essa busca.
  • Todos os psicólogos atendem a todas as demandas?

    Dentre tantas técnicas, abordagens e opções de consultórios e clínicas, como saber qual psicólogo é ideal para o meu caso? Uma dúvida bastante comum quando alguém decide procurar um profissional é se todos os psicólogos são capazes de atender a todas as demandas.

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.