É possível ser plenamente feliz?

A busca pela felicidade é uma das grandes questões na mente de qualquer pessoa. Inclusive, é difícil definir o que é felicidade e há até quem questione a existência dela. Essa questão leva muitas pessoas a consultar psicólogos, pois se a infelicidade existe, por que não há felicidade? É possível ser plenamente feliz? A felicidade pode ser permanente? 

As questões se estendem para muito além de conceitos e divagações. Descartes acreditava que não nascemos para sermos felizes, e que qualquer busca pela felicidade seria um desperdício.

Já Kant acreditava que a felicidade estava condicionada a valores morais, éticos e à boa intenção. Spinoza considerava que a felicidade seria um aumento de potência,  assim como que o entristecimento, no traz perda de potência.

Confira o vídeo sobre o tema “É Possível ser Plenamente Feliz” no nosso Canal

Pensadores mais modernos, como Bauman, refletiram muito sobre o que chamou de felicidade líquida e sua existência tão efêmera. Maffesoli, grande pensador social, acredita que esses conceitos estão ficando para trás, e que na pós-modernidade podemos nos adaptar por meio da liberdade individual ao interagimos em diversos grupos. Ele ainda afirma que noções de lazer, trabalho e educação também são responsáveis por nosso ideal de felicidade. 

Em pesquisas recentes, realizadas pela pesquisadora Brené Brown, pessoas felizes e realizadas afirmam não precisam de muito para ser feliz, e que podem ser felizes permanentemente.

Mas será mesmo possível viver plenamente feliz sem muito? É possível manter a felicidade ao nosso lado? Não sabemos com certeza se é possível viver feliz. Até mesmo por que a noção de felicidade depende fundamentalmente de valores profundamente pessoais. Portanto, não há busca pela felicidade sem o autoconhecimento.

Podemos não ter a definição exata do que é a felicidade, mas conhecemos algumas formas de viver melhor. Confira algumas dicas para ser feliz e viver plenamente feliz a maior parte do tempo

1) Perdoe a si mesmo e aos outros o mais rápido possível

As vezes, para ser feliz é preciso tirar de cima de nós o que nos pesa. E isso pode ser representado por muitas coisas, como o passado.

Por isso, é preciso deixar o passado em seu lugar, que é atrás de você. Se ele ainda se faz presente, sua vida é controlada por ele. E para deixar o passado para trás, é preciso muito perdão.

Perdão não apenas pelos erros dos outros, como também pelas suas más escolhas. E também é preciso muita compaixão com os outros e consigo mesmo. Todos temos desafios diários e não podemos acertar o tempo todo.

Os erros nos ensinam muito sobre a vida. É preciso desenvolver a compaixão e a autocompaixão para ser plenamente feliz.

2) Desenvolva a autoestima e a autoconfiança

Entender nossos limites e o que podemos fazer para viver bem e manter a autoestima é receita certa da felicidade. Cuide do corpo e da alma. Perceba-se com um ser único e capaz de coisas incríveis. Desenvolva a gratidão.

>>> Leia também: Por que a autoestima é tão importante.

Pratique exercícios físicos e aprenda a se amar com defeitos e qualidades. Autoestima e autoconfiança são fundamentais para ser plenamente feliz. Lembre-se, elas são habilidades que podem ser adquiridas.

3) Seja positivo e cerque-se de pessoas assim 

Seja positivo e busque fazer o bem, mantendo sua integridade, honestidade e seus valores. Quando nos mantemos fiéis aos nossos princípios éticos e morais somos bem vistos por nós mesmos. Bons amigos sempre irão nos fazer bem e trazer mais felicidade para nossa vida. 

Além disso, evite pessoas tóxicas, que sempre reclamam da vida, são invejosas e buscam o mal de outras pessoas. Geralmente, são pessoas muito negativas, abusivas e podem lhe render momentos de grande negatividade. Abra espaço apenas para o que te faz bem e para companhias que agreguem a sua vida.

4) Faça o que mais ama e seja plenamente feliz

Não se preocupe com a opinião dos outros, opte sempre por fazer aquilo que ama. Você pode encontrar um tempinho para isso, seja desenvolvendo um hobbie, praticando uma boa ação ou ainda esportes.

Existem mil maneiras para nos dedicarmos a nós mesmo, e isso promove bem-estar e felicidade.  Pense nos outros, mas sempre coloque-se em um plano de igualdade fazendo o bem, mas também fazendo aquilo que te faz feliz. 

5) Não crie expectativas e viva no presente

Não criar expectativas é um bom conselho em diversas situações, principalmente para ser plenamente feliz. Viver nos presente, deixando o passado para trás e deixando o futuro chegar, sem criar grandes expectativas irá promover um sentimento de felicidade e abundância.

A escassez vem do desejo de acumular. Quando não pensamos no que pode nos faltar, nem naquilo que poderia fazer falta, nos sentimos em paz. E essa paz é sinônimo de felicidade.

6) É possível ser plenamente feliz?

Acreditamos que não é possível ser feliz o tempo todo, mas que também não podemos viver apenas com a tristeza. Também acreditamos que, quando temos mais motivos para agradecer do que para lamentar, isso somente já é motivo para ser plenamente feliz.

O que não é comum é ser infeliz constantemente, e a tristeza constante pode ser sintoma de depressão. Se você se sente angustiado o tempo inteiro, está triste, sem energia, passa por qualquer situação de sofrimento constante, procure um psicólogo. Ele irá ajudá-lo a resolver problemas internos e a conquistar habilidades que lhe farão ter uma vida melhor e, portanto, estar mais próximo da felicidade.

Esse artigo foi útil? Você também pode se interessar por este aqui: Por que a autoestima é tão importante?

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Autoestima

    Autoestima
    Muito se fala da importância de uma autestima elevada, mas o que é autoestima de fato? Acesse, saiba o que é, como aumenta-la e tire suas dúvidas
  • Como diagnosticar a apneia do sono

    Apneia do sono
    A apneia do sono é uma doença crônica, que consiste na obstrução total ou parcial das vias respiratórias durante o sono, impedindo que o oxigênio chegue até os pulmões
  • 10 dicas para ajudar alguém próximo a procurar um psicólogo

    10 dicas para ajudar alguém próximo a procurar um psicólogo
    Confira 10 dicas para ajudar alguém próximo a procurar um psicólogo. Essa é uma maneira que temos para ajudar as pessoas ao nosso redor.

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)
*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.