Como lidar com o término de um relacionamento

Categoria dos serviços da psicóloga: terapia de casal, relacionamento conjugal, relacionamentos, casamento, divórcio
  1. Introdução
  2. Por que é difícil recuperar-se de um término?
  3. Os 4 passos para lidar com o término do relacionamento
  4. Como recuperar-se de um rompimento amoroso
  5. Um psicólogo pode ajudar a superar o término ou uma relação que está chegando ao fim?
  6. Como funciona a terapia de casal?
  7. Quais são as sensações de perda quando uma relação chega ao fim e como enfrentar
  8. Se você está enfrentando um término difícil, aí vão duas dicas valiosas…

1. Introdução

Terminar um relacionamento, seja um namoro ou casamento, nunca é um momento fácil para a maioria das pessoas.

Seja qual for o motivo da separação, o fim de um relacionamento pode deixar a sua vida de pernas para o ar e desencadear inúmeros tipos de sentimentos dolorosos, como culpa e vazio, ansiedade, angústia, raiva, tristeza, entre outros. Se o casal tem filhos, os sentimentos podem ser ainda mais intensos.

Caso a dor pelo término do relacionamento esteja difícil de enfrentar sozinho, considere buscar a ajuda de um psicólogo, afinal ele é o profissional mais adequado para entender sua dor e lhe ajudar a melhorar o seu bem-estar. Se você nunca fez terapia, então é importante conhecer tudo sobre psicólogo e psicoterapia.

2. Por que é difícil recuperar-se de um término?

Quando rompemos um relacionamento, adentramos em um território desconhecido, em que tudo é interrompido: sua rotina, responsabilidades, seus pertences, seus relacionamentos com a família e amigos em comum, e até mesmo a sua própria identidade quando o relacionamento é de vários anos.

A separação traz incerteza com relação ao futuro. Como será a vida do outro sem você? Você vai encontrar alguém? Seu destino é ficar sozinho (a)?

Estas incógnitas muitas vezes parecem piores do que um relacionamento infeliz.

Por essa razão a recuperação de um término de relacionamento é tão difícil. No entanto, é importante lembrar-se que você pode e deve seguir em frente. Porém, a cura leva tempo, portanto, seja paciente!

3. Os 4 passos para lidar com o término do relacionamento

Como superar um término de relacionamento

Passo 1: Reconheça que é normal sentir-se estranho (a)

Sentimentos como tristeza, ódio, exaustão, frustração e confusão podem ser intensos. A ansiedade com relação ao futuro também é comum para a maioria das pessoas. O ideal é aceitar tais reações e saber que estas diminuirão de intensidade com o passar do tempo.

Passo 2: Dê um tempo a si mesmo

Permita-se sentir e funcionar em um nível abaixo do normal por um período de tempo. Obviamente, você não se sentirá tão produtivo (a) no trabalho nesta fase, por isso é importante não se cobrar muito nesse momento.

Passo 3: Compartilhe seus sentimentos

Procure por amigos próximos ou a sua família para ajudar-lhe a passar pelo término do seu relacionamento. O isolamento pode aumentar o seu nível de estresse, reduzir a concentração e abater a sua saúde.

Passo 4: Permita-se sofrer pela perda do relacionamento

Se você sentir que não vai conseguir sozinho, o auxílio de um psicólogo pode ser fundamental para atravessar essa fase que não é fácil, mas que pode ser encarada de uma forma menos conturbada.

4. Como recuperar-se de um rompimento amoroso

Por que a separação machuca tanto, mesmo quando o relacionamento não estava indo tão bem?

Um divórcio ou término de relacionamento é doloroso simplesmente por representar uma perda, não apenas do relacionamento em si, mas também a perda de sonhos compartilhados e compromissos selados.

Os relacionamentos românticos sempre se iniciam de forma empolgante, com inúmeros planos para o futuro e, quando estes falham, nós experimentamos um desapontamento – e até luto – profundo.

A recuperação após a separação é um processo cujas mudanças e acomodações dos sentimentos podem levar certo tempo. Preocupações financeiras, sobre o trabalho e sobre os filhos podem ser estressantes.

Mas a boa notícia é que todos esses problemas podem ser discutidos e trabalhados em sessões de psicoterapia numa forma de processo de recuperação. Um psicólogo poderá orientar a iniciar esse processo de recuperação com segurança e confiança, nessa fase que, para muitos, é bastante difícil e intensa.

5. Um psicólogo pode ajudar a superar o término ou uma relação que está chegando ao fim?

Está procurando por psicóloga em São Paulo para questões de relacionamentos ou terapia de casal? Então conheça as psicólogas no nosso consultório de psicologia, confira o valor da consulta e agende uma consulta diretamente pelo site.

Se o relacionamento ainda não chegou ao fim e ambos querem se dar mais uma chance, então a terapia de casal pode ser uma alternativa para ajudá-los a enxergar as coisas sob outra perspectiva, pois o psicólogo tentará ajudá-los a identificar e melhor compreender os pontos que estão motivando o fim do relacionamento.

Mas, se o relacionamento já chegou definitivamente ao fim, seja você ou não a pessoa quem decidiu pelo término da relação, é importante buscar ajuda através da psicoterapia. Não apenas para melhor lidar com os sentimentos consequentes e dolorosos do fim de um relacionamento, mas também para entender mais profundamente os motivadores do término da relação e o que se pode fazer com eles, uma vez que um novo relacionamento – cada pessoa ao seu tempo – se iniciará um dia.

A psicoterapia poderá ser bastante importante também para os filhos do casal, uma vez que os pais certamente estarão fragilizados com seus próprios sentimentos e talvez não consigam lidar com os sentimentos de seus filhos, que, muitas vezes, se sentem culpados, abandonados e confusos com a separação.

O fato é que, em muitos casos, a ajuda de um psicólogo pode ser fundamental para a pessoa se recuperar do sofrimento. Porém existem várias maneiras de atravessar esse momento difícil e seguir em frente. Você pode inclusive aprender mais sobre si mesmo e se tornar uma pessoa mais forte, sábia e amadurecida.

6. Como funciona a terapia de casal?

Quando um relacionamento não vai bem, brigas e desentendimentos tornam-se frequentes e o casal, muitas vezes, já não consegue mais controlar esta situação.

A busca por uma terapia de casal pode ser útil para que consigam ter a opinião de uma pessoa totalmente neutra e que tem como objetivo dentro da sessão criar uma relação estável e equilibrada entre o casal.

A terapia de casal geralmente é buscada quando a relação parece não ter mais jeito: mas não precisa necessariamente ser assim. Quando o casal não está conseguindo se entender por alguma razão, pode buscar esse auxílio que os ajudará a não tornar isso algo ainda maior. Mas, quando não há meios para se recuperar a relação, é preciso encontrar meios para encarar o processo de separação.

O papel do psicólogo dentro deste cenário é mostrar outros caminhos que ambos podem seguir e outras maneiras menos difíceis de enxergar este término.

7. Quais são as sensações de perda quando uma relação chega ao fim e como enfrentar

O sofrimento, similar ao luto, é uma reação natural à perda, e o término de um relacionamento amoroso envolve inúmeras formas de perda, por exemplo:

  • Perda do companheirismo e experiências compartilhadas;
  • Perda do apoio – seja financeiro, intelectual, social ou emocional;
  • Perda de esperanças, planos e sonhos.

Pode até parecer assustador, mas o luto é essencial para o processo da sua recuperação.

A dor do sofrimento é exatamente o que vai te ajudar a libertar-se do relacionamento antigo e seguir em frente. Lembre-se que a dor não vai durar para sempre!

8. Se você está enfrentando um término difícil, aí vão duas dicas valiosas…

Trate-se adequadamente…

A separação é um evento altamente estressante e pode deixar o indivíduo física e psicologicamente vulnerável. Portanto, encare o término do relacionamento como uma gripe. Descanse, procure evitar outras chateações, e reduza o ritmo de trabalho por um tempo – se possível.

Aprender a cuidar de si mesmo pode ser uma das lições mais valiosas que um rompimento pode ensinar. Aproveite o momento e reflita sobre o futuro, e faça escolhas positivas para a sua vida enquanto atravessa essa crise.

E a dica mais importante: aprenda com a experiência da perda…

Quando passamos por uma crise emocional sempre existe a oportunidade de aprender e amadurecer ainda mais. Você pode emergir dessa experiência sabendo mais sobre si mesmo e sentindo-se ainda mais forte.

Para aceitar plenamente o fim de um relacionamento e seguir em frente, é preciso entender o que aconteceu e reconhecer a sua parte no rompimento. É importante compreender como as suas escolhas afetaram o relacionamento. Aprender com os erros é a chave para não os repetir!

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Relacionamento Abusivo

    Um relacionamento abusivo pode ser definido como um comportamento concebido para controlar e subjugar outro ser humano através do uso do medo, humilhação, intimidação, culpa, coerção ou manipulação.
  • Solidão no casamento: o que é e quais os impactos

    Solidão no casamento: o que é e quais os impactos com consultório do psicólogo em São Paulo
    A solidão no casamento afeta muitos casais e o estranhamento a dois numa relação é a ausência de companhia. O psicólogo traz informações do que deve ser feito.
  • Como saber se é a hora certa para o casamento

    Existe hora certa para casamento ? Como sei se chegou a minha hora ? Confira 5 pontos importantes para pensar antes do casamento

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.