Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Por que algumas pessoas têm propensão à depressão?

Por que algumas pessoas têm propensão à depressão

Por que algumas pessoas passam bem pelas dificuldades da vida, enquanto outras não? Descubra porque algumas pessoas são mais propensas à depressão.

Segundo os psicólogos, algumas pessoas são mais propensas à depressão do que outras. De fato, alguns indivíduos parecem passar por várias dificuldades ao longo da vida sem nunca apresentarem os sintomas de depressão..

Já outros, sob as mesmas circunstâncias, apresentam quadros que podem ser chamados de depressivos. Embora não se saiba exatamente porque isso ocorre, podemos dizer que uma combinação de fatores faz com que a depressão se manifeste mais fortemente em alguns indivíduos.

Quer descobrir que fatores são esses? Continue a leitura do texto!

Principais fatores associados à depressão

Alguns fatores são constantemente associados pelos psicólogos a uma maior probabilidade à depressão. Entre eles podemos citar:

  • Neurotransmissores defeituosos: mudanças na composição química dos neurotransmissores, substâncias produzidas pelos neurônios, podem ser responsáveis por quadros de depressão.
  • Genética: há casos de depressão na sua família? Então pode ser que você também desenvolva a doença. Isso ocorre porque o fator genético faz com que muitas pessoas tenham maior propensão à depressão. No entanto, ter essa predisposição genética não implica que você obrigatoriedade desenvolverá a doença.
  • Estresse: momentos de grande estresse, sejam eles bons ou ruins, podem causar quadros de depressão. Isso ocorre porque, quando estamos estressados, nossos níveis de cortisol aumentam, afetando a transmissão da serotonina, neurotransmissora sintetizada pelos neurônios responsável por regular o humor.
  • Personalidade: certos traços de personalidade como pessimismo e baixa autoestima, estão mais frequentemente associados a casos de depressão.
  • Conflito interpessoal: momentos de conflitos familiares podem ser estressantes e aumentar a propensão ao desenvolvimento dos sintomas associados à depressão.
  • Mudança hormonal: o desequilíbrio hormonal pode tornar uma pessoa mais propensa à depressão. De fato, muitas mulheres passam por um período depressivo após as mudanças hormonais associadas ao parto.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

  • Traumas: pessoas que passaram por abusos ou eventos traumáticos durante a infância e a juventude são mais propensas a desenvolverem quadros de depressão em outro estágio da vida.
  • Medicamentos: medicamentos como pílulas para dormir e corticosteroides são frequentemente associados ao risco de depressão.
  • Drogas: assim como acontece com alguns medicamentos, algumas drogas são capazes de causar os sintomas da depressão. De fato, esses casos requerem especial atenção – pode ser difícil determinar se uma pessoa está deprimida devido aos efeitos de uma droga ou se está usando drogas para mascarar os sintomas da depressão.
  • Dor e doenças: pessoas doentes também podem ser mais propensas à depressão do que as saudáveis. Por que isso ocorre? Algumas doenças podem causar alterações bioquímicas que podem levar a um quadro depressivo severo. Além disso, algumas pessoas podem ficar deprimidas ao ficarem doentes por longos períodos e sentirem medo de morrer.
  • Morte: os danos emocionais causados pela morte de um amigo ou parente próximo pode desencadear um episódio de depressão em pessoas que já possuem propensão à doença.

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Como você sabe, a depressão é um quadro muito complexo e algumas pessoas parecem estar mais propensas a doença do que outras. Além disso, fatores biológicos e ambientais podem agravar os fatores de risco.

Agora que você já sabe por que algumas pessoas são mais propensas à depressão que outras, que tal descobrir o que são doenças psicossomáticas?

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana

CRP 106524/06. A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *