Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Como se recuperar de um divórcio

Como se recuperar de um divórcio

É preciso maturidade e sabedoria para vivenciar e lidar com um divórcio, e o mais importante de tudo isso é saber que é possível recomeçar. Confira mais sobre o assunto no artigo a seguir.

Embora saibamos que muitas pessoas já vivenciaram um divórcio, quando um casal está enfrentando essa situação é sempre muito delicado e difícil. É normal sentir angústia e desamparo e, por isso, temos uma tendência a fazer comparações com outros casais.

Mas é muito importante ter em mente que relacionamentos não são iguais, e o que cada casal fez para superar essa fase pode ser totalmente diferente do que funcionará para você.

Divórcios podem acontecer e é necessário aprender a lidar com eles

Valor Consulta Psicóloga Vânia






Não quero informar nome ou e-mail





Divórcios são muito comuns e você não precisa, de maneira alguma, sentir que fracassou porque o seu casamento chegou ao fim. Ciclos se encerram e podemos vivenciar diversas fases na vida enquanto estamos dentro de um relacionamento, e essas fases podem, em algum momento, se desencontrarem.

O divórcio geralmente acontece quando o casal não consegue mais sentir-se confortável dentro da relação, quando os gostos, planos, vontades, desejos e confiança começam a ser um problema para uma das partes ou para ambos.

O divórcio pode, na maioria dos casos, ser saudável e ele não precisa ser encarado como algo ruim.

O fato é que existem vários tipos de relações, e fazer comparações com outros casais que “se dão bem” ou que “se divorciaram e foi tranquilo”, não é o melhor caminho. Psicólogos garantem que o mais indicado para você entender o que você espera de uma relação ou quais motivos estão levando o casal ao divórcio, é a busca interna pelo autoconhecimento.

A Terapia de Casal também pode ser fundamental para ajudar o casal a como direcionar essa decisão de forma madura e resiliente, principalmente quando existem filhos, bens materiais e outras questões externas importantes envolvidas.

É preciso inteligência emocional para lidar com um divórcio. Mesmo quando ambas as partes estão de acordo com a decisão, não deixa de ser uma mudança na vida que exige sabedoria e responsabilidade.

Os pensamentos autodestrutivos e a autossabotagem também são muito comuns quando o casal está se divorciando, porque dependendo da saúde emocional de uma pessoa, ela poderá interpretar o divórcio como algo completamente devastador, e é preciso controlar e conduzir esses pensamentos.

Para esses casos, a psicoterapia é a solução mais indicada, porque o psicólogo conseguirá ajudar esse indivíduo a encontrar a sua verdadeira essência e a entender que um relacionamento não é a nossa vida, mas sim algo que faz parte dela.

Tudo o que é necessário para superar um divórcio é a vontade para se trabalhar e desenvolver mentalmente, emocionalmente e fisicamente, a fim de superar essa separação e recomeçar a construir a vida pessoal.

Recuperar-se de um divórcio é possível e necessário. Confira as dicas!

Ao se recuperar de um divórcio, não deixe que o medo ou a raiva que possam ter restado impeçam você de ser feliz novamente. Aproveite esta oportunidade para se redescobrir, em vez de pensar em se culpar ou que você tenha fracassado. Definitivamente, divórcios nada tem a ver com fracassos.

Todo casal que vivencia um divórcio pode se sentir perdido nos primeiros meses. Além da separação, é preciso refazer a rotina, recomeçar e se reencontrar. Essas não são tarefas simples, mas são tarefas fundamentais para serem colocadas em prática.

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Para os psicólogos, quando uma pessoa passa por um divórcio, ela está vivenciando uma fase conhecida por luto. O luto é a perda de algo ou alguém, que precede a sensação de vazio e falta.

Todos esperam um relacionamento longo e duradouro com a pessoa que ama. Ninguém entra em um relacionamento e aguarda pelo seu fim, embora saibamos que sempre existe essa possibilidade.

Quando um divórcio acontece, vida deve continuar, e você não pode permitir que seu divórcio arruíne todas as coisas boas que ainda pode construir e planejar. Aqui, portanto, estão algumas etapas a serem consideradas.

Seja realista

Não é fácil super o fim de um casamento. O divórcio prejudica todos os envolvidos, seja de maneiras diferentes ou em momentos diferentes. A verdade disso é que todo divórcio é difícil.

Por isso, seja gentil consigo mesmo. Demonstre compaixão ao avançar pelas profundezas do divórcio, pois isso ajudará você a superá-lo muito mais rapidamente do que se você estivesse impaciente.

Permita-se sofrer

Ser compassivo consigo mesmo inclui permitir-se sentir tristeza em suas perdas, mas não significa que você deve se concentrar apenas nelas.

Dar atenção excessiva ao que perdeu só serve para manter você mais preso(a) ainda a esses sentimentos.

Não sinta vergonha em pedir ajuda

Passar por um divórcio é uma das coisas mais difíceis que pode acontecer. Não há razões para que você deva passar por isso sozinho(a). Peça por ajuda.

Aproxime seus amigos e peça ajuda a profissionais especialistas. Crie uma estrutura de apoio para si mesmo com o objetivo de ajudar você a se recuperar de um divórcio da forma mais completa e rápida possível.

Deixe o passado para trás

Existem três pensamentos sobre o passado que normalmente atrapalham. O primeiro é do por quê seu casamento acabou. O segundo é se punir pelo que poderia ou deveria ter feito. O terceiro, é culpar o outro exclusivamente por tudo o que aconteceu.

Viver no passado o mantém você lá. Não se pode mudar o passado. O melhor que se pode fazer é aprender com isso, e a melhor maneira de se fazer isso é investindo em você e no seu autoconhecimento.

Encare o fracasso como uma lição importante sobre relacionamentos

O relacionamento acabou, mas você pode aprender com ele – se quiser. Depois de entender que a relação completou o seu ciclo, ao invés de se rotular como alguém que fracassou, recupere a confiança em si mesmo e em sua capacidade de ter outros relacionamentos bem-sucedidos no futuro. Todo erro é pedagógico.

Não se enxergue como uma vítima

É fácil se sentir como vítima quando você se divorcia. No entanto, essa é a pior coisa que se pode fazer.

Ao fazer isso, você nega a si mesmo a força e o poder que tem. Mude sua história e assuma a responsabilidade pelas decisões e os caminhos trilhados em sua vida.

Abrace a mudança

Quanto mais você lutar contra as mudanças necessárias, mais tempo ficará preso nesse ciclo vicioso de dependência emocional. Lute pelo que é importante.

Quando olhar para as mudanças necessárias, a vida se tornará mais fácil, mais leve e mais prazerosa para você.

Tire um tempo para relaxar

Como todo divórcio é difícil e complexo, você precisa ter um tempo para relaxar. Relaxar não é a mesma coisa que se sentir deprimido.

Relaxar significa tirar um tempo do seu dia propositalmente para descansar e colocar tudo em pausa.

Desenvolva uma mentalidade flexível e assertiva

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Este é o verdadeiro objetivo de todos os que realmente desejam aprender como se recuperar de um divórcio. Torne-se emocionalmente inteligente, tanto para você, quanto pelos outros.

Assim, escolha trabalhar na recuperação do seu divórcio diariamente, não importando quais contratempos possam acontecer.

Quanto mais tempo se dedicar a tomar atitudes mais assertivas, mais rápido você se sentirá bem e devidamente cicatrizado.

As coisas acontecem por um motivo. Um casamento que acabou não é o fim do mundo. Em vez de insistir na raiva e no ódio, tente concentrar sua atenção nas coisas que deveriam ser importantes para você no momento. Não permita que seus medos o impeçam de encontrar sua felicidade.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como falar para os filhos sobre divórcio

    Falar para os filhos sobre divórcio
    Como falar para os filhos sobre divórcio? Essa pergunta é bastante comum nos consultórios de psicologia. Seja seu filho uma criança ou adolescente, saiba como falar.
  • Como superar a separação

    Superar a Separação
    Superar a separação geralmente não é fácil. Lidar com a ruptura muitas vezes pode ser mais fácil com o auxílio de psicólogo por meio de psicoterapia.
  • 5 dicas para melhorar o casamento

    5 dicas para melhorar o casamento
    Como encontrar o caminho feliz seguindo dicas de psicólogos para melhorar o casamento ou o seu relacionamento com o seu parceiro.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Psicóloga Thaiana

CRP 106524/06. A psicóloga é CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *