Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Charme: o que torna as pessoas charmosas?

Charme: o que torna as pessoas charmosas?

Você já percebeu que algumas pessoas parecem ser hipnotizantes? Elas atraem olhares facilmente, sem precisarem fazer esforço. Graças às suas qualidades, são apreciadas por onde passam e permanecem na memória.

Mas, qual é o segredo delas?

Não tem nada a ver com encanto ou magia. A maneira como fascinam os outros está relacionada ao charme! 

O que é charme?

Uma das definições de charme é “encanto que certos seres exercem sobre outros”. Não é somente uma qualidade voltada à sedução, embora esteja mais atrelada à conquista de um pretendente. Pessoas charmosas são apreciadas em todos os contextos sociais.

O charme também não está necessariamente associado à aparência.

Essa característica tem mais a ver com a personalidade e a forma como a pessoa charmosa age. São detalhes – os olhares, o caminhar, os gestos e a maneira de falar – que fazem a diferença e deslumbram os demais.

O charme também se expressa através da positividade e do jeito agradável de tratar os demais. A pessoa charmosa encanta com a sua simpatia e carisma. Todos querem ficar perto dela. Afinal, é muito melhor estar na companhia de alguém charmoso que de alguém grosseiro!

É interessante ressaltar que pessoas charmosas raramente se gabam ou tentam tirar vantagem das situações.

Elas não se acham tão impressionantes assim, então passam mais tempo considerando o bem-estar dos outros que falando sobre si mesmas. É uma característica peculiar, já que os outros querem saber tudo sobre elas.

O charme não pode ser forçado

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Letícia






Não quero informar nome ou e-mail





O charme é uma característica natural (mas que também pode ser desenvolvida) de algumas pessoas, a qual se apoia na sinceridade.

A pessoa charmosa sabe quem é e age conforme as suas convicções. Ela não perde tempo criando uma imagem perfeita de si mesma. É por isso que o charme vem naturalmente e é bem recebido pelos demais.

Tentar ser charmoso forçadamente através da bajulação e do carisma forçado não tem o mesmo efeito. Ações extravagantes e galanteios mais incomodam que agradam. Na verdade, são formas pouco atraentes de chamar a atenção das pessoas.

Reflita consigo mesmo: você gostaria de interagir com alguém que, na verdade, não está sendo verdadeiro? Alguém que vive atrás de uma máscara e de acordo com tendências o tempo inteiro? Provavelmente não, certo?

Ao recorrer ao seu “eu” natural e verdadeiro, você tem mais chances de atrair o interesse das pessoas. Então, não tente ser quem não é para impressionar terceiros.

A origem dos medos, inseguranças, dúvidas, ansiedade e depressão está justamente na resistência em agir de acordo com a sua realidade.

Segundo psicólogos, o indivíduo charmoso é alguém que se sente à vontade em múltiplas ocasiões sociais. Ele encontra a força necessária para transitar pelo mundo dentro de si mesmo, além de ser flexível em suas interações.

Em outras palavras, é alguém confiante, autêntico e resiliente. Todas essas características podem ser tanto intrínsecas quanto aprendidas ao longo da vida.

O que torna as pessoas charmosas?

As pessoas charmosas possuem diversos segredos, sobre os quais vamos elaborar abaixo.

O principal deles é a maneira positiva como fazem os indivíduos com quem interagem se sentirem. Ao atribuir importância a eles de maneira genuína, eles se sentem especiais. Por conseguinte, as pessoas charmosas também ficam contentes.

É uma troca interessante cujo objetivo final é o bem-estar coletivo.

Aprender a usar o seu charme natural ou incorporar algumas características das pessoas charmosas em sua personalidade somente trará benefícios. Então, confira seis atributos de quem é naturalmente charmoso abaixo!

1.     Ser sincero consigo mesmo e com os outros

A transparência é charmosa. Ela não mantém segredos nem esconde intenções. Não é necessário, contudo, ser um livro aberto. Nem todas as pessoas gostam de compartilhar detalhes de suas vidas e ultrapassar barreiras pessoais.

Para ser sincero com os outros, basta somente ser aberto sobre as suas intenções em se relacionar com eles. Isso significa não esconder suas verdadeiras emoções e evitar agir conforme normas sociais só para agradar terceiros.

Já ser sincero com você mesmo consiste em aceitar a sua individualidade. É abraçar sentimentos e comportamentos da maneira como eles são, sem inventar justificativas para torná-los menos atraentes.

Além de ser um atributo desejável das pessoas charmosas, ser sincero é uma maneira de cuidar da saúde mental.

2.     Fazer elogios

Quando genuínos, os elogios melhoram o dia de qualquer um e, ainda, aprofundam laços de amizade. Pessoas charmosas reconhecem essas vantagens e não têm medo de distribuir elogios por onde passam.

Elas notam detalhes mínimos para elogiar as pessoas. Esses podem ser o jeito de sorrir, a maneira de arrumar o cabelo, a habilidade de resolver conflitos e até a letra cursiva. Como são seguras de si, não temem reconhecer o que há de melhor nos outros.

3.     Ser positivo

Os fatores marcantes das relações sociais não são as suas palavras ou ações. São os sentimentos que você planta nas pessoas. Pessoas charmosas fazem os outros se sentirem confortáveis e alegrem o seu dia com sua positividade contagiante.

O mundo já é um local complicado, cheio de tribulações e desafios. Para reduzir a carga pesada oriunda da interação com situações complicadas ou das notícias ruins, as pessoas encantadoras recorrem à positividade.

Dessa forma, elas se blindam contra emoções negativas e fazem todos ao seu redor se sentirem leves.

Além disso, a pessoa charmosa é encorajadora. Ela não se contenta em ser feliz sozinha, então, espalha otimismo e alegria por onde estiver. Em vez de jogar um balde de água fria nas ideias e nos sonhos alheios, ela os incentiva.

4.     Respeitar os outros

Além de demonstrar respeito pela individualidade de cada um, as pessoas charmosas consideram as necessidades, gostos e desgostos alheios. 

Se alguém não gosta de beber, dançar ou festar, elas aceitam as suas preferências e combinam um encontro em um local mais adequado à personalidade dele. Elas não forçam a barra nem buscam adentrar a privacidade de quem não lhes dá abertura.

Pessoas fascinantes compreendem que os limites impostos por cada indivíduo são para a proteção emocional e o bem-estar psicólogo deles. Dessa forma, interagem com os outros apesar dos limites em vez de tentar modificá-los.

Do mesmo modo, não hesitam em pedir desculpas e se redimir quando pisam na bola. Assumir a responsabilidade pelos erros é uma conduta íntegra muito apreciada.

5.     Demonstrar interesse nos outros

O diálogo com a pessoa charmosa não é unilateral. Ela sabe escutar e fazer perguntas na medida certa, demonstrando interesse por quem está ao redor.

Enquanto conversam, não desviam a atenção para o celular ou para os arredores. Estabelecem contato visual para demonstrar que estão ouvindo atentamente e se importam com o que está sendo dito. O desejo de conhecer o próximo é visivelmente sincero.

Por conta disso, interações com pessoas charmosas resultam em conselhos úteis e sentimentos bons. Eles podem até incentivar uma mudança de hábito ou retomada de um sonho!

Por outro lado, a conversa com pessoas egocêntricas cansa e irrita. Aturar o ego inflado desses indivíduos é muito desagradável. É por isso que eventualmente eles se encontram socialmente isolados ou nutrem apenas relações superficiais.

6.     Mostrar afeição

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

Pessoas charmosas fazem com que todos se sintam especiais e apreciados de maneira igualitária. Elas demonstram afeição através de gestos, toques e palavras de carinho. “Eu gosto de você” e “Eu te admiro” não são frases incomuns para elas.

Quem conversa com essas pessoas se sente extraordinário. É fácil ser arrebatado pelo entusiasmo e a força de vontade.

Em um mundo de relacionamentos casuais e conexões líquidas, demonstrar afeição abertamente é visto como fraqueza. Encontrar pessoas dispostas a fazê-lo é uma raridade. Portanto, elas são valorizadas!

O charme pode ajudá-lo a ser mais feliz

Agora que você já sabe os segredos das pessoas charmosas, pode repensar o seu comportamento e adicionar pitadas de charme aqui e ali.

Ser charmoso pode ajudá-lo a fazer conexões relevantes para a sua carreira e encontrar um parceiro bacana para construir uma vida a dois, além de aumentar o seu círculo de amizades.

É verdade que indivíduos interesseiros podem ser atraídos pelo seu charme. Eles estão em todo lugar, afinal. Todavia, você também pode ser surpreendido pela quantidade de pessoas legais dispostas a lhe conhecer.

Por fim, ser charmoso também pode estimular o amor-próprio.

Você somente conseguirá mostrar o melhor de você para o mundo com sinceridade se aprender a gostar de si mesmo. Como a autenticidade está diretamente ligada ao charme, esse processo acaba sendo feito com mais naturalidade.

Quem leu esse texto também se interessou por:

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Filla Brotto

Thaiana é psicóloga e CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Thaiana Brotto é registrada no Conselho Regional de Psicologia sob o número 06/106524

4 comentários em “Charme: o que torna as pessoas charmosas?

  1. Eu estou a predendo muitas coisas boas que seu videos o ferece onpre endendo a mim mesmo superando a ansiedade e frustrações que venho sentido adorei todas as publicações o obrigado pelo iportante fato de existe nas nossas vidas ..para nós a judar como psicóloga a intender melhor e saber como lidar com essas fatos que a bam desencadeando na vida do ser humano .. e nós ensinar que podemos sim superar eses momentos da vida que a cabam a trapalhado a viver melhor e sim ter força para supera tudo e vencer a gradeço a Deus por vcs psicólogos existirem …muito o brigado

    • Olá!

      Obrigada pelo seu comentário. Fico contente que você tenha gostado do conteúdo!

      Abraços,
      Psicóloga Thaiana

  2. Boa noite Thaiana! Amei sua matéria. Estou fazendo terapia, buscando autoconhecimento, esse artigo é muito interessante, mais um aprendizado. Fiquei bastante empolgada, a partir de hoje vou procurar mudar um pouco meus hábitos, seguindo suas dicas preciosas. Depois da terapia, muitas mudanças aconteceram na minha vida. Agradeço à todos vocês psicólogos, por nos ajudar com tanta presteza e dedicação, principalmente nesse momento da pandemia, que nos deixa inseguros e estressados à todo momento. Sou professora de disciplina, e sei o quanto é difícil lidar com pessoas diferentes. Um abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *