Newsletter Gratuita
Assine Aqui

Gaslighting: 12 sinais de alerta para ficar atento

Gaslighting: 12 sinais de alerta para ficar atento

Gaslighting é um termo que se popularizou no Brasil nos últimos anos. Você sabe o que ele significa? Sabe reconhecer os seus sinais de alerta?

Este post é dedicado para esclarecer sinais dessa forma de manipulação, pois ela é muito prejudicial para a saúde mental.

O que é gaslighting?

Gaslighting, ou manipulação psicológica, é um tipo de violência psicológica e emocional que costumeiramente ocorre nos relacionamentos afetivos, mas pode acontecer em outras relações – familiar, profissional e de amizade.

Esse termo surgiu do filme americano “Gaslight” (À meia-luz, em português) de 1944. Na trama, um marido tenta fazer a sua esposa acreditar que está ficando louca ao manipular pequenos detalhes do ambiente da casa.

Quando ela percebe algo diferente, ele trata de dizer que está tudo normal e ela está vendo coisas. Assim, a esposa começa a duvidar de si mesma e desconfiar da sua própria sanidade.

O termo “gaslighting” é empregado em toda forma de manipulação cujo objetivo é semelhante ao do marido do filme. Na vida real, o manipulador psicológico age exatamente do mesmo jeito e causa muito sofrimento emocional para a vítima.

Mesmo que ela perceba algo errado no relacionamento, ela não consegue se desvencilhar por temer estar equivocada. Ela deixa de acreditar em si mesma, colocando-se em uma posição de vulnerabilidade perante o outro. Este, por sua vez, se aproveita para continuar a violência psicológica.

Quem pratica essa forma de manipulação possui vários objetivos, mas, sobretudo, deseja obter poder sobre outra pessoa para a sua satisfação pessoal. A vítima, então, passa a considerar mais a opinião e a percepção do manipulador do que a sua própria.

Tipos de gaslighting

Os manipuladores emocionais usam diferentes táticas de gaslighting para desestruturar a vítima. Algumas são fáceis de identificar enquanto outras são sutis.

Valor consulta atendimento online e presencial psicóloga Vânia






Não quero informar nome ou e-mail





Quando a manipulação alcança um grau extremo e perceptível até para quem está vendo de fora, a vítima já está em um estado muito fragilizado. Embora esteja sofrendo, ela não consegue terminar o relacionamento abusivo com o manipulador.

Além da fragilidade emocional, o que torna a percepção das formas de gaslighting complicada é o relacionamento mantido entre o manipulador e a vítima. Normalmente, eles se encontram em uma relação amorosa, ou seja, há uma mistura de sentimentos bons e ruins.

A vítima se lembra de todos os momentos bons compartilhados com o manipulador e se pergunta se não está exagerando, afinal por que alguém que supostamente a ama causaria tanto mal a ela? Desse modo, ela cai em um dilema complexo.

É por essa razão que muitas vítimas não escutam amigos e familiares. Por já terem sofrido muita violência psicológica e por nutrirem sentimentos pelo manipulador, elas relutam em aceitar a realidade. Não é que a pessoa gosta de estar naquela posição desagradável, mas, sim, que não está emocionalmente pronta para compreender a situação.

Em seguida, veja 12 formas comuns de gaslighting.

1.    Mentira

Quem pratica gaslighting mente descaradamente para a vítima. As mentiras tentam levantar dúvidas na cabeça dela sobre o seu comportamento, a sua inteligência, as suas emoções e os seus demais relacionamentos, como amigos e familiares. Ela pode até desconfiar das palavras do manipulador, mas, como ele mente com tanta confiança, a sua percepção é colocada em dúvida.

2.    Negação da realidade

O sinal de alerta clássico do gaslighting é a negação da realidade por parte do manipulador. Tudo o que a vítima diz é descartado como “loucura”, “mal-entendido”, “falta de intepretação” e outras desculpas para fazê-la duvidar do que realmente aconteceu.

Da mesma forma, quando ela questiona o porquê de ele ter dito determinadas palavras, o manipulador logo diz “eu não falei isso, você está viajando”.

3.    Chantagem

O manipulador sabe usar o que a vítima ama contra ela. Ele reconhece a importância da família, dos amigos, dos filhos e do trabalho em sua vida. Assim, usa esses elementos contra ela para conseguir o que deseja.

4.    Ameaça

Ameaças emocionais também são um sinal de gaslighting bastante comum. O manipulador diz “se você me deixar, eu vou tirar a minha vida/vou levar os seus filhos/você nunca mais vai achar alguém capaz de lhe aturar”. Aos poucos, essas palavras entram na cabeça da vítima e a deixam com medo. 

5.    Aumento gradual de manipulações

Quer receber mais conteúdos como esse?

Deixe seu e-mail abaixo e receba semanalmente conteúdos gratuitos
Politica de Privacidade
Não se preocupe, não fazemos spam.

As manipulações psicológicas e emocionais não costumam acontecer de uma vez só. Elas ocorrem gradualmente, começando com pequenos comentários e chantagens. Dessa forma, o manipulador não denuncia as suas verdadeiras intenções e consegue conquistar a vítima.

Quando vasculha as suas memórias, no entanto, consegue perceber que o cônjuge se comportava de maneira muito diferente no começo da relação.

6.    Incoerência

O manipulador não segue as próprias palavras. Ele possui diversas condutas incoerentes, as quais plantam dúvidas na mente da vítima. Por exemplo, ele afirma ser uma pessoa justa, mas demonstra ter comportamentos opostos aos seus supostos valores.   

7.    Palavras amáveis

Para confundir a vítima, quem pratica gaslighting também sabe ser carinhoso. Ele ou ela age com amabilidade para conquistar a vítima sempre que ela se sente muito vulnerável. Dessa forma, ele consegue criar um ciclo de agressões psicológicas e interações amáveis, impedindo que a vítima termine o relacionamento. 

8.    Exaustão mental

A frequência de manipulações é extenuante. A vítima começa a acreditar que está ficando louca. Será que está vendo mesmo a realidade? Será que está sendo enganada? Será que o cônjuge teria coragem de tratá-la dessa forma?

Todos esses questionamentos levam a vítima à exaustão mental. Isso faz com que a sua capacidade de tomar decisões seja reduzida. Por essa razão, a vítima deve considerar os alertas dos familiares e amigos. Eles podem ajudá-la a sair dessa situação.

9.    Acusações descabidas

Os Psicólogos

Conheça os psicólogos do nosso consultório, área de atuação, abordagens e especializações.

EQUIPE DE PSICÓLOGOS

O manipulador faz acusações descabidas contra a vítima. Ele a causa de traição, de comportamentos inadequados, de querer machucá-lo, de ser uma pessoa ruim, entre outros.

Mesmo que as suas palavras não façam sentido, ele faz um drama para tentar convencer a vítima. Ela, por sua vez, fica tão preocupada em se defender que não percebe os demais sinais de alerta.

10.                   Constrangimento

Uma forma típica de manipulação psicológica é o constrangimento público e/ou privado da vítima. O manipulador faz comentários ácidos em tom de brincadeira ou tenta constrangê-la sem hesitação na frente de amigos e familiares.

11.                   Humilhação

A humilhação é outro sinal de alerta muito comum do gaslighting. Enquanto a vítima se desespera tentando entender o que está acontecendo, o manipulador debocha do seu estado emocional e a humilha sutilmente ou descaradamente. Ele faz isso tanto em público quanto em momentos íntimos para desmoralizá-la ainda mais.

12.                   Chantagem emocional

A chantagem emocional possui o mesmo objetivo da ameaça: perturbar a vítima. O manipulador afirma que a vítima está sempre querendo fazê-lo se sentir mal, que ela não se importa com ele de verdade, e que não sabe por que ainda continuam juntos. Ele joga toda a responsabilidade dos seus sentimentos nela.

O que fazer se eu for vítima de gaslighting?

Se você está sendo vítima de gaslighting, procure pessoas queridas para lhe oferecer apoio. Amigos e familiares são peças-chave para o sucesso do processo de afastamento do manipulador. Sem apoio, a vítima raramente consegue deixar a situação.

Guia Completo de Como Selecionar seu Psicólogo

Se você é daqueles que gosta de entender tudo nos mínimos detalhes, então esse guia é para você! No guia completo você vai conhecer todo o processo desde onde procurar e selecionar um psicólogo, como é a primeira consulta, como se preparar para a terapia, como é o processo terapêutico e até como avaliar os resultados.

COMO SELECIONAR O SEU PSICÓLOGO

Entretanto, algumas vítimas de manipulação psicológica conseguem fazê-lo após passarem por diversas situações desagradáveis. Emocionalmente exaustas, elas se forçam a colocar distância entre elas e o manipulador.

Em ambos os casos, após terminar o relacionamento, o próximo passo é buscar um psicólogo. A terapia é indispensável para a recuperação do bem-estar emocional e psicológico das vítimas de gaslighting.

A terapia auxilia as vítimas a recuperarem a autoestima e a confiança em si mesmas, além de ganhar uma nova perspectiva sobre o relacionamento em que estavam. Elas conseguem compreender os sinais de alerta com novos olhos.

Esse processo, contudo, pode despertar diversos sentimentos ruins. É comum quem sofreu algum tipo de violência emocional ou psicológica sentir vergonha, raiva, autoaversão e ressentimento em relação ao agressor. Não raro elas se sentem estúpidas por terem caído em tantas armadilhas criadas por ele.

Apesar desse turbilhão de sentimentos ser compreensível e até mesmo necessário para o processo de cura, ele deve ser combatido. Ninguém deve se sentir culpado, envergonhado ou com ódio de si mesmo por ter sofrido violência. Por isso, a terapia é tão importante para a recuperação da vítima de gaslighting. O psicólogo ajuda a vítima a compreender que a culpa não é dela e que ela deve se concentrar em curar os seus traumas. Desse modo, conseguirá reencontrar a felicidade.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • 13 dicas simples para alcançar o bem-estar

    Alcançar o bem-estar
    Confira essas dicas para alcançar o bem-estar, afinal não há nada mais prazeroso na vida do que se sentir bem. E não há muito segredo sobre como fazer isso.
  • Inteligência Emocional

    Inteligência emocional: o que é
    O conceito de inteligência emocional é bastante amplo e geralmente relaciona-se à inteligência social. Conheça mais sobre o tema com base no texto de um psicólogo.
  • Como gerenciar as suas expectativas

    Como gerenciar as suas expectativas
    Gerenciar expectativas faz parte do nosso dia a dia. Aprenda como gerenciar suas expectativas a fim de tirar proveito delas.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Sobre Thaiana Filla Brotto

Thaiana é psicóloga e CEO do consultório Psicólogos Berrini. Psicóloga formada em 2008 pela PUC-PR, com pós-graduação pela USP em Terapia Comportamental e pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC. Thaiana Brotto é registrada no Conselho Regional de Psicologia sob o número 06/106524

2 comentários em “Gaslighting: 12 sinais de alerta para ficar atento

  1. BOM DIA,NOSSA COMO ME IDENTIFIQUEI NESTE ARTIGO,SEMPRE TENTEI MOSTRA QUE OS PROBLEMAS ERAM POR CULPA DOS DOIS MAS NO FINAL SEMPRE FICA COMO SE A CULPA FOSSE MINHA E REALMENTE É VERDADE ACABEI PASSANDO POR LOKA QUE TENHO UMA DOENÇA NA CABEÇA QUE NÃO SOU NORMAL,E AGORA VEJO QUE EU NÃO SOU ERRADA E NEM CULPADA E VEJO QUE AINDA TENHO TEMPO DE SER FELIZ,MUITO BOM,OBRIGADA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *