Conheça os principais tipos de ansiedade

Conheça os principais tipos de ansiedade

A ansiedade é um dos maiores problemas da atualidade. Conheça os tipos de ansiedade mais comuns e saiba como lidar com eles.

A ansiedade se caracteriza por um desequilíbrio referente à sensação impaciente de antecipar um evento. Esse sentimento cria uma espécie de preocupação demasiada em relação ao futuro e tende a progredir, saindo do controle, causando medo, reações instintivas de angústias, fobias e enfermidades conforme alertam os psicólogos.

É importante ter em mente que a ansiedade é um sentimento normal e necessário. Antecipar o futuro e criar planos é algo natural, saudável e inerente ao ser humano. No entanto, o que acontece é que muitas pessoas acabam tendo o ela o tempo todo e ela passa a ser uma rotina.

Desde ações simples a complexas em nossa vida, a ansiedade passa a permeá-las e a nos dominar. E quando isso acontece ela deixa de ser uma sensação normal e passa a ser um transtorno.

E entenda que as consequências do transtorno de ansiedade vão muito além de apenas ter frio na barriga com mais frequência. Elas afetam profundamente a vida de quem possui esse transtorno, prejudicando a vida social, profissional e até mesmo pode desenvolver doenças físicas.

Ansiedade: muito mais que um simples mal-estar

O mundo moderno trouxe avanços tecnológicos e sociais. E com eles vieram também alguns desequilíbrios, típicos do excesso de informação, da pressão profissional, tensões do dia-a-dia etc.

Conheça cada um de nós lendo nosso perfil individual clicando em psicólogo. Você poderá também ver os horários disponíveis e agendar sua consulta ou ainda solicitar que a nossa secretária ligue para você.

A exigência de estar eternamente bem o tempo todo requer posturas, formas de lidar com os desafios internos e externos. O medo de enfrentar um leão por dia torna as pessoas, muitas vezes, indiferentes em relação a si, enxergando-se como autômatos.

A ameaça de perder ou de não suprir com as expectativas dos padrões exigidos geram sintomas como:

  • Mal-estar físico, mental e emocional;
  • Desgaste pessoal que atravessa a vida social, profissional e afetiva;
  • Medo de perder o controle da vida e de não conseguir superar os problemas cotidianos;
  • Sensação de solidão;
  • Perfeccionismo;
  • Aprocrastinação etc.
  • Problemas crônicos e doenças psicossomáticas, tais como suor, tremores, dificuldades de respirar, tonturas, desequilíbrio de temperatura e pressão, dores musculares, dores, náuseas, formigamento, pressão alta, diabetes, infecções recorrentes etc.

Diante desse cotidiano, duas doenças estão em franca ascensão: Depressão e Ansiedade. Elas acabam sendo a causa do afastamento do trabalho de muitas pessoas, facilitam o aparecimento de doenças e outros problemas.

E você sabia que podem existir vários tipos de ansiedade? Leia o artigo e entenda tudo sobre esse “mal do século”.

>>>Leia também: Principais diferenças entre preocupação e ansiedade

Tipos de Ansiedade

Crises de pânico

Muitas vezes sem razão ou motivo real, a pessoa sente falta de ar, pressão alta, calor, tonturas e vômito. Em alguns casos, é conhecida como agorafobia, relacionada ao medo instantâneo de certas situações, como sair de casa, falar em público ou desempenhar uma função.

Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

A pessoa passa a agir com ações repetidas, chamadas compulsivas. O TOC é um transtorno comum, e se caracteriza pela presença de pensamentos e impulsos indesejados. Essas atitudes mentais geram desconforto, depressão e medo.

Estresse pós-traumático

O estresse pós-traumático costuma ser desenvolvido após a pessoa vivenciar uma experiência traumática. Que possui esse tipo de ansiedade tem muita dificuldade para dormir, sente-se inseguro e inquieto. Também passa a sempre relembrar o fato ocorrido em imagens mentais (flashbacks). Essa pessoa permanece em estado contínuo de alerta.

Fobias

As fobias é um dos tipos de ansiedade mais comuns. Podem iniciar repentinamente com sentimentos incontroláveis de terror e extrema ansiedade. Existem muitos tipos de fobias, dentre os quais destacamos:

  • Afobia social; que está na exposição direta com outras pessoas;
  • E a fobia específica que pode ser mediante exposição a animais, estados climáticos, ambientes fechados, procedimentos médicos como cirurgias e dentistas, altura, falta de luz etc.

Ansiedade generalizada

Estado de ansiedade excessiva onde são afetadas as principais áreas de ação, como o trabalho e a família. Esta ansiedade ocasiona sintomas físicos como dores, enxaquecas, disfunções de órgãos etc.

Formas de tratamento

Entre as principais formas de tratar o problema da ansiedade está em, antes de tudo, compreender as causas. Saber a origem e os tipos de ansiedade ajudarão muito na hora de escolher o tratamento adequado.

Para isso, pode-se perceber que, dependendo dos tipos de ansiedade, determinadas conexões ligadas a emoções de felicidade ou medo, angústia e estresse, serão importantes para diagnosticar o problema.

É importante ter em mente que a ansiedade, independentemente o tipo, precisa ser tratada. Quanto mais o quadro se agrava, mais difícil será revertê-lo. E a psicoterapia é o melhor caminho para encontrar o tratamento adequado a todos os tipos de ansiedade.

A ansiedade também é importante para o ser humano, já que faz parte de sua reação natural frente a situações de perigo, como algo instintivo. As sensações emocionais e físicas engatilhadas pela ansiedade distribuem doses hormonais que o corpo mesmo fabrica. Porém, o desequilíbrio dessas sensações ocasiona vários tipos de ansiedade e transtornos, impedindo de as pessoas serem assertivas.

Caso você tenha algum destes sintomas de ansiedade, procure um profissional, não tenha medo em buscar ajuda. O tratamento terapêutico da ansiedade só tem evoluído com o passar dos anos.

Se você gostou deste tema e dos assuntos inseridos neste texto, confira os tipos de tratamentos que nossos profissionais oferecem, disponibilizando materiais de pesquisa e desmistificando certos tabus.

Se você gostou desse artigo pode se interessar por esse: Como identificar a ansiedade?

Autora: Thaiana F. Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.