Autoconfiança

Autoconfiança

A autoconfiança e a autoestima são muitas vezes interdependentes, mas basicamente sua diferença é que a primeira você vai adquirindo conforme suas ações vão dando bons resultados. À medida que você tem um problema, faz algo a respeito e alcança um bom resultado, fica satisfeito com isso e sua autoconfiança aumenta. De modo geral ela independe da aprovação do outro. Já a autoestima está ligada a aprovação de terceiros. Ela vai se desenvolvendo inicialmente durante a infância pelos nossos pais, quando estes nos elogiam, por exemplo. E pode ser prejudicada ao longo da vida pelo excesso de críticas e pela falta de atenção.

A falta de autoconfiança está associada a sentimentos de medo e ansiedade, e tais sentimentos podem causar grande sofrimento para a vida de uma pessoa. Já pessoas com autoconfiança são pessoas seguras, confiantes. Essas pessoas têm iniciativa, pois ao longo da vida aprenderam a resolver problemas de maneira efetiva e sem buscar a ajuda do outro. Essas características são muito importantes não só na vida pessoal como na vida profissional também. Passar segurança, confiança e demonstrar iniciativa pode fazer com que um profissional ganhe destaque dentro da empresa e pode gerar frutos como uma promoção. Essas são características muito exigidas em cargos de liderança.

A autoconfiança muitas vezes vai se perdendo quando temos determinadas ações e comportamentos e eles não dão o resultado esperado, não nos permitindo solucionar os problemas.

Como podemos trabalhar isso na psicoterapia comportamental?

O psicoterapeuta vai ajudar o paciente a avaliar os comportamentos que o mesmo está tendo, e o porquê de ele não estar obtendo o resultado desejado, para que após isso o paciente possa adquirir um novo repertório de comportamentos que gerem melhores resultados. Na terapia também serão trabalhadas as questões das falhas e como lidar com as frustrações geradas por elas. Além disso, como dito anteriormente no texto, muitas vezes a autoconfiança e a autoestima estão interligadas, portanto a psicoterapia também dará muita atenção a essa relação.

Autora: (Psicóloga CRP 06/98165)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.